sabato 29 dicembre 2007

Italia... alla Frutta o "Menu Completo"?



All’inizio era Berlusconi e la sua  “Politica da Bagaglino”, da qualche mese l’antipolitica è dichiaratamente di natura divertente. Cosa facciamo? Riproponiamo una “Minestra Riscaldata? 


Quando è uscito qualche anno fa l’articolo di Ian Fisher sul New York Times – “L’Italia sta invecchiando, è un paese ormai perso tra il declino e la banca rotta” - provocò un tsunami a Viale Mazzini e non solo.
Giuliano Urbano: -Abbiamo bisogno di uscire delle frontiere antiprogressiste per ricostruire un’Italia moderna e giovane, innovativa. L’Italia non è un Paese triste per niente. E’ vero, è un Paese… alla frutta, come dice lui, ma sempre meglio che al “Fisher”. Così non puzza come le sue stupide idee. Con tutto il rispetto per l’onorevole Carmelo Porcu. Dai una mossa Cappon, comincia tu con una televisione che assomigli poco a TE… ma di più ai giovani!


Claudio Cappon: -Ma smettila, come può, uno che se chiama URBANO, pretendere uscire dalle frontiere antiprogressiste? Con questo nome tu non passa dalla frontiera del tuo paese. Cambia prima cognome… D'accordo che vogliamo una televisione che assomigli a “te”, cioè ai giovani ma vogliamo pure una politica che rappresenti la faccia del bel Paese… ( pera, mela, uva che sia) ma non possiamo fare miracolo! Cosa vuoi che facciamo vedere al mondo? Che abbiamo una Luxuria in parlamento, un Fals...o, dico, Fausto Bertinotti nel Senato, un onorevole Emanuele Falsitta; una Platinetti come l’icona degli opinionisti televisivi, un cantante famoso che si chiama Zero, un Grillo parlante, un deputato Grillini, Willian Casone e un Casini? Senza parlare che tra noi c’è un Nino Strano, un Piero FaLssino e un Gianfranco (che) Fini...sce lì e basta.
Quale Paese in questo Pianeta mette una Maria Fortuna Incostante come Assessore alla Sicurezza…? Possiamo mettere nello stesso tavolo, Roberto Ruta e Francesco Rutelli? Che bella figura facciamo!
Berlusconi: - E’ inutile, questo governo è abusivo, perdente e senza consenso. Basta di tirare fuori le castagne dal fuoco a questo governo!


Rutelli: - E’ vero, sai perché non si arriva mai a un consenso? Nei momenti di crisi, ognuno va per conto suo: Paolo va a Cuccia, Fabio prende Volo…. Antonio va a Razzi…stiamo scherzando! Non ci sto!
Prodi: Qui c’è troppa parola e poca azione, io da solo non passo fare miracolo. Dobbiamo fare qualcosa urgentemente! Non ci serve un On. Luigi che invece di lavorare Co…godi. Vogliamo un Ricardo (che) CONTI, un Giacomo (che) STUCCHI, non un Mario (che) Spacca… Abbiamo bisogno di numeri, cari miei, mica parole, parole, parole…
Rutelli: Ma chi ha i numeri giusti, caro Romano?
Emma Bonino: Le donne, servirebbero la forza e la saggezza femminili!


Rutelli: Quale donna ha tutti questi numeri che vuole il Premier… Cristina Quarenta? Troppo poco. Katia Novanta? Molto scasso. La forza è uomo! Ecco… Paolo Cento!


Prodi: Non dire sciocchezze, non stiamo scherzando. Appelliamo a tutte le classi sociali per darti una mano. L’Italia è di tutti. Pupi, AvaNti… fai un bel film e metti l’Italia in primo piano, porta a Hollywood, guadagna l’opinione dei grandi critici del cinema e…


Bossi: Mauro Sommaruga… ti prego, stai zitto! Qualsiasi parola tua non fa che aggiungere una ruga in più in un Paese che invecchia agli occhi del mondo. Lasciamo fare ai critici giovani… quelli senza rughe, al meno nel nome, per intenderci.
Pupi Certo, certo, Premier. Magari, se mettessimo la faccia del Generale Alberto Ficuciello, potevamo fare una bella figura...


Fini:Smettetela tutti! Non serve a niente tutto questo bla, bla, bla! State nella strada sbagliata. Chiamate pure Sergio Coltellacci, Gino Trematerra, Giuseppe Leoni, persino Mauro Draghi, non servirebbero a nulla. Non c’è Antonio Buonfiglio, né Teodoro Buontempo o Daniela Santa...ché? Nemmeno un’Emma così Bonino, che possa sollevare questa Italia alla frutta.


Rossella Sensi: Altroché Italia alla frutta, se scoprissero le portate che abbiamo nella nostra politica…hihi…Potrebbero bene chiamarci l’Italia "Menu completo” o "Ristorante La Margherita": Giovanni CREMA, Mauro DEL BUE, Roberto SOFFRITTI, Elias VACCA, Stefano ZUCCHERINI, Marcello PERA, Learco SAPORITO, Gianni FARINA, Mario PEPE, Giorgia MELONI, Marcello TAGLIATELA, soltanto per citare alcuni. Per ricucire l’Italia ci vuole ben altro!
Bossi: Ma Rossella (che) Sensi ha, ricucire un’Italia che ormai è nella bocca di tutto il mondo? Vedi, se nemmeno Carla Bruni con il suo Sarcozy e Marcello Lippi nella panchina dell’Inghilterra sono riusciti a fare qualche piccolo rammendo, vuol dire che non ci sono speranze!

venerdì 21 dicembre 2007

Gotinhas de Sorrisos pra Descontrair no NATAL


Kakakakaka!!!



Tira Xerox que é melhor!
http://www.youtube.com/watch?v=rCjI-HhTN9g

Pensar Pequeno: O marido entrou em casa exausto e sem folego. A mulher perguntou o que aconteceu. - Tive uma ideia sensacional - disse sorrindo, todo euforico - vim correndo até em casa atràs do onibus e poupei 1 real. A mulher fechou a cara: - Bem tipo seu, Juca, sempre pensando pequeno, nao é? Por que nao correu atràs de um taxi pra poupar 10 reais? :)
Seleçoes Reader's Digest
Os papais-noéis da maior cidade australiana foram orientados a não usar mais o tradicional "ho, ho, ho" devido a risada ser considerada ofensiva contra as mulheres. As autoridades instruíram os profissionais de Sydney a utilizar o "ha, ha, ha".
Terra
A menina estava com a vista irritada. Encontrou uma amiga, que lhe perguntou o que havia com sua vista. Respondeu que estava com conjuntivite no olho, ao que a amiga retrucou: "conjuntivite no olho é pleonasmo". Quando uma outra colega quis saber qual era o problema com o seu olho, ela respondeu: "Jà nem sei mais. Uns dizem que é conjuntivite, outros que é pleonasmo. :) :) :)
Por que as pilhas sao melhores do que os homens?
R: Porque tem pelo menos um lado positivo! Hihihihi
Seleçoes Reader's Digest

domenica 25 novembre 2007

Noticias em Pilulas


1. Reserve sua passagem pra o espaço. Custa 200 mil dólares a aventura de duas horas, à bordo das naves da Virginia Galactic, a primeira companhia espacial privada. Os primeiros turistas espaciais, encontraram-se com Richard Brason, - o industrial que foi também um dos pioneiros dos vôos low cost – em sua ilha privada, pra uma espécie de seminário preparatório. Subirão a uma quota de 130 Km, onde permanecerão por 4 minutos, experimentarão a ausência de gravidade e terão uma visão da Terra, impagável. A primeira navezinha com 6 lugares, mais dois dos pilotos, está sendo construída no deserto de Mojave, a SpaceShip Two.
O Espaçoporto é previsto no Novo México, onde os aspirantes cosmonautas transcorrerão 3 dias, antes do embarco, fazendo testes médicos e training. A primeira viagem està prevista pra antes de 2009 e os 100 primeiros lugares já estão todos reservados. Pra os turnos sucessivos, se poderá tentar reservar no site www.virgingalactic.com/htmlsite/book.html.
Aos felizardos... Boa ‘Espaçoagem’!
2. O escremento agora vale! O escremento humano não é mais privo de valor. Serve pra produzir biocarburantes com o sistema idealizado pela canadense ‘Dynamotive. Se baseia na pirólise e prevê o aquecimento da matéria a 500 gráus em ausência de oxigênio. Logo, nunca mais chame um ser desprezível de M....da!
3. O código em barras vai se aposentar. Estão pra ser viabilizadas as etiquetas que substituirão os códigos em barra. A União Européia escolheu o sistema Rfid (Radio frequency identification) que reconhece informações contidas em um microchip e ajuda na luta contra a pirataria do produto e na gestão dos riscos sanitários-alimentares. O anúncio foi feito no Cebit (salão das tecnologias) de Hannover.

mercoledì 21 novembre 2007

Un'Appendicite Mooolto Particolare!



Cosa significa, quando una donna comincia a sentire nausea, pancia e seni gonfi e la mancanza del ciclo? Per qualsiasi essere mortale, in pieno possesso delle facoltà mentali, anche se non ha mai aperto un libro di medicina, queste cose qui, a priori, sono i segni evidenti di una gravidanza, giusto? Sbagliato. Almeno per il ginecologo che ha accompagnato una ventiquattrenne di Bari. La diagnosi? Udite, udite! Appendicite acuta. Per combattere questo pericoloso male, ha consigliato una cura emergenziale che è andato avanti per cinque mesi.
Ma questa cosa deve essere successo nell’entroterra della Congo, Bangladesh, Senegal? Macché! Proprio QUI! In Italia.
Così, dopo cinque mesi di cura nel combattere l’appendicite acuta, niente è cambiato. La pancia della signora continuava a crescere. “Ma che cavolo di malattia è mai questa, santo cielo!” Si chiede il dottore sbalordito. “Dai ragazzi” – si rivolge all’entourage che lo segue – “controlliamo, i reni, fegato, cuore, stomaco… qualcosa deve venir fuori, altrimenti, appendo il camice. Per sempre!
“Dottore, non abbiamo trovato nulla negli organi. Eppure, ogni tanto la pancia trema”.
“Ma cosa dite! Provate una tac ai ginocchi, al torace e schiena, pure nei tendini, non vorrei che lei avesse presa la malattia di Albert – l’Achilloborsite. Sbrigatevi!”
“Niente dottore. Non abbiamo trovato nulla. L’unica cosa che manca controllare è l’utero, non possiamo fare un’ecografia?”
“Mannaggia! Eco cosa manca!” Pensa tra se. “Certamente, ma prima sarebbe meglio fare un accurato esame audiometrico, per esserci sicuri di aver scandagliato l’interno della signora, in ogni parte. Non si sa mai. Muoviamoci!
“Eureka! Ecco dottore, c’è qualcosa dentro della pancia. Eppure si muove!”
“Siete sicuri?”
“Certo, dottore, cosa sarebbe, secondo Lei?”
“Bene, se non se tratta di appendicite acuta, allora…"
“Allora???” Chiedono in coro, stupiti.
“Può darsi che la signora abbia un grosso problema ovvero l'arresto del ritmo di evacuazione delle feci dall’intestino… stitichezza, insomma. Essendo così, accumula troppa area, causando un’aerofagia il che genera il gonfiore dello stomaco. Il tutto può generare un malessere generale di origine psicosomatica, portando la paziente a uno stress cronico, il quale interferisce nei cicli mestruali. Non se può scartare neppure il problema di ACANTHOSIS NIGRICANS, ovvero distrofia papillaris che affetta generalmente le donne, dopo i trenta.
“Ma dottore, l’ecografia…”
“Ah, già, l’ecografia, cosa avete trovato?”
“Un bambino, dottore, abbiamo trovato un bambino!”
“Ah, bè. A questo punto non ci resta che fare un’interruzione della gravidanza che consiste nella dilatazione strumentale dell’utero, seguita dell’estrazione del feto, dopodiché la paziente non avrà più tutti quei disturbi”.
Ma… siete sicuri che questo qua abbia veramente eseguito il giuramento ippocratico? Mah!
Conclusione: L'indagine, ancora alle prime fasi, è coordinata dal pm Angela Morea che ha iscritto nel registro degli indagati per lesioni colpose gravi il ginecologo, in servizio in una clinica privata di Bari. Ansa.it

giovedì 15 novembre 2007

Mulher Executiva = Solteira Pra Sempre?



Algumas pesquisas afirmam que a maioria das mulheres executivas terminam ficando sozinhas. A não ser que sejam acometidas pela grave síndrome chamada nos Estados Unidos de Miranda Complex. Lembram da advogada de Sex and the City, que vive uma relação problemática com um “barista” que não está nem aí pra o sucesso professional? Pois bem. Essa síndrome está contagiando muitas mulheres de liderança no Reino Unido e EUA, condicionando-as a se sentarem várias vezes no divã do analista, colocando muitas delas em um estado de rendição. Culpa de homens que ainda não conseguiram enxergar a mulher emancipada como tal? Pode ser.

Dizem as más línguas que a base dessa obstinação está no sentimento, tão velho quanto o mundo: a inveja do ventre. A maioria dos homens continua assustada por causa da potencial supremacia da mulher. Que queiram ou não, somos um laboratório bioquímico que produz almas e transmitimos emoções que poderão influenciar o feto no modo como ele interagirá com o mundo. Logo, o homem teme que se acrescentarmos um poder a mais – no campo político, social ou industrial que seja – o sexo forte terminará marginalizado. Esse sentimento vai passando de pais a filhos e nem mesmo as novas gerações aceitam de boa vontade o papel da mulher de poder.

A mulher, sendo um ser intrinsicamente emotivo, começa a ressentir-se. É um dissabor que se insinua nos jantares entre amigas, igualmente executivas, que se encontram à noite nos restaurantes, sem um trapo de homem do lado. Algumas o perderam, próprio nos almoços e jantares, onde elas passavam todo o tempo a atender telefonemas de trabalho, e depois disso, eles desapareceram pra sempre. O que fazer! Muitas já estão se organizando, criando associações pra encontrar um modo de conciliação. As Mirandas Complex já estão recorrendo a truques estratégicos, a fim de que o status quo não seja um fardo pesado pra eles. É desolador, mas muito realístico. Em outros tempos, muitas mulheres simulavam o orgasmo, hoje, pra não castrar o pobre companheiro, escolhem o baixo profilo, procurando se obscurar aos olhos deles.
Quando você ver uma amiga com uma brilhante carreira, autônoma, de repente se tornar insegura e dependente de um macho, pode apostar que pegou a síndrome de Miranda.
O que fazem, então, as ricas e afirmadas executivas? Escondem o verdadeiro status de bem-estar pra não intimidar e ferir o brio desses frágeis e sensíveis aspirantes a não-se-sabe-bem-a-que coisa, só pra não ter que passar as noites rodeadas de potentes amigas em crise, quase todas sócias de círculos tipo SOS-mulheres desesperadas.

Elas começam escondendo no fundo do armário todas as bolsas, óculos e vestidos grifados; os amigos potentes são ocultados, assim como masters e diplomas empresariais. Sabe como é, né? Melhor que ele não veja, senão escapa!
Se apresentam, não como Diretora-Gerente-Presidente, mas como Responsável da Administração... Comunicação... Exportação etc. As viagens de trabalho, são meras visitas aos pais, tios ou avós enfermos. Estaciona o Fora-de-Estrada no fundo da garagem por tempo indeterminado, usando sempre o micro carro de segunda mão. Esses sao sintomas que poderão ser resolvidos com poucas sessões de psicanálise.
Mas Atenção! Se uma sua cara amiga, antes muito independente e autonôma, e agora começar a dizer: ao restaurante é ele que deve escolher e fazer os pedidos; comunicar ao taxista a destinação é incubência do macho, ou começar a fazer com que ele acredite que sem os seus conselhos ela é uma mulher morta, ajude a pobre coitada. Interne ela urgentemente, no primeiro hospital psiquiátrico que encontrar. A síndrome di Miranda é em fase aguda. E isso é Grave!

Se possível, esconda dela todos os manuais que já foram publicados, ensinando todas as Mirandas arrependidas como segurar seu homem com um mix de paixão, diálogo, renúncias, dependências, submissão e overdose de carinhos e até como comportar-se como uma boa mãe, perdoando as suas eventuais traições.

Tudo bem, pode ser até que ela se cure, mas é bem melhor ser uma Miranda sozinha, com histórias ocasionais, e poder gozar dignitosamente o sucesso, sem nenhuma síndrome ou complexos “mirandolantes”, que uma anti-pós-contra-Miranda, que renunciando seu sucesso e autonomia, ganha, unicamente, um musculo a mais .

lunedì 12 novembre 2007

Mulheres "Liftingadas"! Exijam uma Nova Idade!














Leggi in Italiano Donne Rifatte!

Gostaríamos de ser como os homens, esse ser super valorizado, em que rugas é charme, ter mais de 50 é símbolo de poder e estabilidade (tem até alguns que acrescentam uns aninhos pra se sentirem como tal), ser solteiro é ser emancipado e contar aos amigos que deu 20 com 10 mulheres diferentes, em um só fim de semana, é um ser super dotado.
São muitas as mulheres que AINDA correm atrás de um homem- âncora, um maitrê-à-penser pra haver uma identidade (im)própria, pois, é ele o “ser” que, ainda hoje, confere uma identidade a uma boa parte de nós.
Mas nós, fêmeas, quase nunca conseguimos ser assim... culpa desse odioso caráter feminino secundário, fonte de tanta inútil dignidade...
Solteira? Tá ficando pra titia. Rugas? Sinal evidente de decadência. Passou dos 50? É já gagá. Ah, não! Desculpem-me. É ainda MUITO jóvem só como cadáver. Coitada, tinha ‘só’ 53 anos... (tem até algumas, pobrezinhas, com um grau de cretinice a mais, que pensam de se jogar do 10º. andar pra ser ‘precoce’ em alguma coisa, mas já se viu?). Tá bom, diminuir a idade é nossa característica fundamental, mas o que tem de mais? Pensando bem, os 40 e X anos não são exatamente todos esses 40 e X. Se diminuirmos os anos de sono, ficam em torno de uns... ham... vinte e X, por aí.... E ai do imbecil que se atrever a quantificar o maldito ‘X’!
Que fazer pra combater essa injustiça social? Institucionalizar o ritual do lamento, chorando nos ombros uma das outras, nos tradicionais chás da Luluzinha não serve. Vamos raciocinar, gente, (incluindo homens e políticos em geral): pegue uma mulher de 60 anos que perdeu 15 depois do último lifting... Por que a data de nascimento dela deve continuar invariada nos documentos? Por que não diminuir tantos anos quantos forem cancelados pelo bisturí? As instituições pensem bastante, antes de chamá-la de velha e ainda por cima em idade aposentável! Um apelo aos políticos a pensar sobre o assunto, pois é uma ótima iniciativa pra fazer um acordo entre a lógica de um altíssimo introit fiscal e a resolução de uma injustiça que nós mulheres (liftingadas ou não), não podemos mais suportar. Será que nenhum político ainda pensou nisso? Uma mulher acima dos 60, que demonstra 45-50 depois da plástica, por que as instituições se obstinam em chamá-la de terceira idade, e ainda por cima, tendo que lhe pagar uma aposentadoria! Nao é um absurdo?

martedì 30 ottobre 2007

A LIVRE ESCOLHA DE TER OU NÃO FILHOS

Argomento correlato (Italiano)
O Childfree (livre de filhos) é um movimento que está crescendo nos EUA e Europa, e se tornando cada vez mais difuso nos foruns da Internet. O desejo dos adeptos ao Childfree de não haver filhos, está se tornando um motivo de orgulho, reconhecimento e afiliação. ‘Não serem’ pais por escolha própria, e não ‘haver’ por imposição social.
Ser fisicamente predisposto a procriar não significa ter que gerar filhos a qualquer custo, como acontecia nos anos 70, que era considerado um valor absoluto. Hoje, um casal pode-se definir felizmente casados e felizmente não-pais. O Nokid (sem prole) é hoje uma livre escolha, um direito de não querer se reproduzir. Implica uma decisão, mais que uma renúncia.
Um casal que não pode ter filhos é diferente de um casal que não quer tê-los. O primeiro comporta uma frustração por um filho que não chegou, o segundo, é um estilo de vida, em nome de prioridades consideradas igualmente importantes e nobres como a carreira, a cumplicidade do casal, haver maior disponibilidade econômica pra poder cultivar um (ou mais) hobby, conhecer e adquirir novas culturas através de viagens. E um filho limita o crescimento profissional e do próprio casal. Muitas mulheres pensam assim, mas poucas admitem. Se tornam vitimas do eterno adiamento: hoje não posso, amanhã tão pouco, depois de amanhã é já tarde. Se o momento bom pra parir, não chega nunca, quer dizer que a maternidade está se tornando cada vez menos uma prioridade. E as ex-garotas do “baby boom” chegam ao limite do relógio biológico sem conhecer fraldas e mamadeiras.
É um fenômeno que se deve a um tempo de grandes transformações, concentradas nos últimos 30 anos. O ISTAT diz que um quinto das mulheres nascidas nos meiados dos anos 60, renunciará à maternidade e um crescente das muito jóvens hoje, considera “ideal” a familia sem filhos. Um ato de egoismo? Uma mulher que não se sente capaz de garantir a felicidade de um filho, merece respeito; às vezes é muito mais altruista do que uma mãe por convenção social.

giovedì 25 ottobre 2007

Una Nuova Primavera

Fim de Verao(Leia em Portugues)
Ieri sorridevo felice. Il sole, anche se timido, era ancora abbastanza accogliente.
Il vento tiepido accarezzava soavemente la mia pelle ancora abbronzata, come se fosse un giorno estivo qualunque. Ma… è autunno. Eppure, sento quella stessa emozione che se prova negli ultimi giorni primaverili.
E io sorrido... quello sorriso malandrino di complicità che solo io, il sole, il calore e il vento tiepido sappiamo comprendere.
L’aria tiepida che caratterizza l’estate, è carica di serotonina. L’ormone della felicità – e io l’assorbo completamente, per osmosi. E’ necessario. E’ essenziale per poter scaricarla pianino, un po’ alla volta, distribuendo in dosi omeopatiche, diluito il quanto serve, per resistere i lunghi sei mesi di ibernazione emotiva che mi aspetta.
Ieri, se godeva ancora una giornata quasi primaverile, e io sorridevo, carica di serotonina, il bastante per detenere quel sorriso saldo, finché non mi sono svegliata stamattina.
Apro la finestra, ancora con il sorriso nelle labbra. Un’aria fresca avvolge il mio corpo, penetra nelle mie viscere… respiro profondamente. Guardo l’orizzonte. Una raffica, ancora più forte, fa svolazzare le tende, confermando, ahimè, ciò che soltanto un minuto prima non ho voluto assentire.
Il vento soffia con veemenza... più di ieri… forse, meno di domani!
L’aria gradevole di questa mattina, oramai è soltanto un reperto nella mia memoria, un capriccio del mio inconscio, ostinato in volere trasformare il vento gelido in una brezza del deserto; ma... oggi è autunno, mi accorgo solo adesso. La brezza fresca, troppo fresca... anzi, quasi gelata, congela pure il mio sorriso…
Sento voglia di cantare la canzone di ieri… Sento voglia di sorridere oggi, la tiepidezza di quel sorriso di ieri…
Ma oggi è autunno, il sorriso è freddo, la canzone inaudibile…
Devo proseguire… andar avanti senza sorriso e senza canzone.
Comincio a temperare la serotonina… smorzare la razione giornaliera per non esaurirla completamente.
Riprendo il count down… sembra quasi una chimera!
Ma aspetto - con premura – una nuova Primavera!

Fu questa sensazione che avvertii in questa fine di estate.
Ho voluto documentarla con l’intenzione di imparare a accettare questa drastica realtà e cercare di abituarmi con l’alta definizione delle stagioni europee, cosa che ancora è troppo estenuante per una brasiliana doc come me.

lunedì 15 ottobre 2007

Que Resposta dar às Peguntas Complicadas das Mulheres?

Você e sua namorada/mulher estão fazendo um passeio de carro pela cidade e de repente ela te pergunta a queima-roupa: “O que você tá olhando”? Parece uma pergunta simples, né? Pode ser. Mas essa simples pergunta quer dizer mesmo é: "tà olhando aquela piranha gostosona, é?"
E você que jurava de ter aprefeiçoado a técnica de manter o pescoço duro e mover só os olhos pra olhar o rebolado dos mulherões que passam.
Parece fácil responder essa pergunta com uma mentirinha, mas os homens, quando pegos de surpresa, diminuem a habilidade de enganar. Veja alguns erros fatais que muitos cometem ao responder: O que você tá olhando?
Resposta muito específica
: “Tou olhando a ferrugem em torno àquele parafuso da maçaneta da caixa postal daquela casa alì da esquina”
Pouco Específica: “Uma coisa”
Bonita demais pra ser verdade: "Um colar de diamantes naquela vetrina que cairia muito bem em seu pescoço”
Muito Obvia: “Nada”
Decididamente Obvia: "Aquele pedaço de coisa... alí em fundo com aquela coisa assim... um pouco coisa... quero dizer... nada, não tou olhando nada, tá bom?"

Vocês jà estão atrasados pra um jantar, quando tua namorada se apresenta usando um par de sapatos e um outro par na mão. Não se trata de uma normal escolha, mas de uma complexa e ambígua questão à qual, instintivamente, se sente vontade de responder: "O que você achar melhor, e pára de encher o saco!" Mas atenção: se você escolher o sapato que ela já está usando, pensará que voce está querendo somente aprressá-la. Se, ao contrário, escolher o outro par, pensará que você acha que ela não teve bom gosto. Alguns homens se arriscam em sugerir um terço par, sem levar em consideração que esta escolha pode vir interpretada, inevitavelmente, como uma afronta à capacidade dela de julgar ou de optar, ou ainda, aproveitar a oportunidade pra impor a sua vontade. Quanto ao vestido, não tente aconselhar um outro, em hipótese nenhuma. Seria como dizer: "Como você tá gorda!"
Mas, por que ela te faz essa pergunta se sabe muito bem que você não saberá dizer qual o sapato que lhe fica melhor, e que isso não te importa nem mesmo um pouco, e o que é pior, ela já tem em mente exatamente aquele que vai usar, independente da tua opinião? Ela te pergunta somente porque isso faz parte da operação dela de domesticar-te. O melhor que tem a fazer é, pedir a ela pra provar o par que está na mão, depois, lhe diga que o outro que estava usando fica melhor. Agora, pode se considerar fora de perigo, a menos que tu não faça história se ela decidir que ficaria melhor mesmo o segundo par, aquele que tá na mão.

Em que direção você acha que está indo o nosso romance”?
Eis aí um verdadeiro enigma: É claro que tu não vai poder se sair com um simples: pra frente, pra trás, pra cima ou pra baixo. Ela quer uma expressão sincera dos teus sentimentos e uma declaração honesta sobre o vosso futuro. Jamais responder a essa pergunta sem ter ao menos uma vaga idéia daquilo que ela quer ouvir de você. Perguntas desse tipo entram na categoria: perguntas às quais se deve responder com uma outra pergunta. Não será difícil. Repete, simplesmente a pergunta feita, pelo menos te servirá pra ganhar tempo e raciocinar melhor no que responder:
Anote algumas perguntas-respostas que servem pra todos os usos: “O que você quer dizer com ‘direção’ ”? “Porque me pergunta?" "Deveria?" "O que está querendo dizer?" "Isso é importante?" "O que tem a ver o amor com isso?" "Tá falando comigo?" Funciona sempre.

"Está querendo dizer que quer terminar comigo?"
As mulheres, como os advogados, raramente fazem perguntas diretas, a menos que não conheçam já a resposta. Quando uma mulher te faz essa pergunta, já sabe que você vai responder "não". Mesmo que você queira dizer "sim" deve dizer "não". Você não pode voltar a pergunta, porque não sabe qual será a resposta. Se está tentando terminar com ela, deverá dizer "não". Se não tiver a fim de terminar com ela, muda de assunto, é melhor pra você.

Se ela vier com a pergunta: "Acha que estou engordando"?
Não existe uma resposta a essa pergunta que não seja interpretada como "sim". "Não" significa "sim". "Não sei" significa "sim". "Não importa" significa "sim". O menor aceno a uma pausa antes de responder, significa "sim, sim, sim". Muitos homens prefeririam refazer o exame de vestibular a fim de não enfrentar esse tipo de pergunta. A única resposta possível, na realidade, é responder "não", imediatamente e com clareza, sem deixar a menor possibilidade que ela possa individuar significados escondidos e que pareça um fato amplamente aceitável por todos, e não somente uma tua opinião. Mesmo assim, pode não funcionar, mas todas as outras respostas são ainda piores.

"E agora, o que vamos fazer?"
Ela faz essa pergunta cada vez que se apresenta uma emergência ou um problema aparentemente insolúvel. Notou bem o uso da primeira pessoa no plural: "vamos fazer"?
Pois bem, significa duas coisas: de uma lado, "vamos fazer" quer dizer "vai fazer" O outro lado da questão tem o sentido de: "Entramos nessa encrenca juntos" o que implica dizer que você é igualmente responsável se ela deixou cair a chave dentro da boca de lobo, ou se deixou o macaco e o pneu de reserva dentro da garagem porque "assim não roubam". Em todo esse dilema, talvez a única resposta que você pode dar a: "E agora, o que vamos fazer?" é: "Nos separamos. Tchau". Mas é provável que você prefira não responder. Aí ela pronunciará a fatídica frase: "Por que não diz nada?"
Cabe a você responder alguma coisa ou não, porém, tem só uma pergunta à qual você não deve nunca, mas nunca mesmo, responder. Fica calado, apela à faculdade de não responder, finge de não ouvir, foge, mas não diga nada quando te perguntarem:
"O que você acha,, devo cortar o cabelo?"
Qualquer coisa que você responder, quando ela chegar com o cabelo cortado curto, se acontecer de ela não gostar por nada (como certamente acontecerá), a culpa cairá todinha sobre você (de qualquer forma ela já tinha decidido cortar, com ou sem o seu parecer). Se você não tiver dito nada, pode ser que chegue em casa com o cabelo cortado curto, te olhe diretamente nos olhos e te pergunte:
"Com esse corte eu pareço mais gorda?"
Aì agora, amigo, è um problema somente teu.
Fonte: Men's Health

lunedì 1 ottobre 2007

Cuidado! Você pode estar gravemente doente e não Sabe!


O avanço veloz da tecnologia moderna pode desenvolvendo, também, uma série de síndromes que, se não forem tratadas, poderão até serem fatais. São as doenças do Novo Século.
Preste atenção a esses sintomas e tome nota pra uma eventual necessidade de avisar ao seu médico:
1.
. Você considera o sofá o lugar melhor da casa?
. Qualquer pequeno trabalho te custa um enorme esforço?
. Odeia acordar cedo e se apressar pra chegar no horário ao trabalho?

Então fique atento. Você pode está sofrendo da síndorme chamada distúrbio do deficit motivacional (motivational deficiency disorder Moded).Segundo um artigo publicado no British Medical Journal, essa nova doença é uma forma de preguiça extrema, que acomete 1 em cada 5 pessoas, e se não for cuidada pode ser fatal porque, quem é acometido, pode chegar ao ponto da falta de estímulo pra respirar. Foi descoberta por cientistas Australianos, guiados por Leth Argos da Universidade de Newcastle.
Uma pequena empresa farmacêutica está concluindo um estudo com uma molécula chamada indolebant e já demonstra bons resultados. Um jóvem, que não conseguia abandonar o sofà, depois de tomar esse remédio, trabalha como assessor financeiro em Sidney.
2.
. Se pra você a vida parece melhor quando você possue mais do que os outros
. Se você deseja o sucesso
. Se sente prazer em melhorar sempre mais e adora ser especial

Saiba que essa é uma síndorme muito grave. Provavelmente são os sintomas da síndrome Dsacdad (disphoric social attention consumption deficit anxiety disorder) Traduzido em português se aproxima a disturbio do deficit de ânsia da atenção disfórico social)
Mas fique tranquilo. Pra essa doença emergente, mas muito menosprezada, também já foi descoberto um remédio excepcional. Se trata do Havidol, abreviação de have it all (Tenha tudo).Calma, Calma... é somente uma brincadeirinha. É uma sátira que a associação americana em defesa do consumidor, está promovendo na rede, contra as estrategias de marketing das indústrias farmacêuticas. O disease mongering, ou fabricante de doenças usam uma sofisticada estrategia usando termos dificeis de se edefinir onde uma simples timidez passa a ser uma grave síndrome do distúrbio de ânsia socialSegundo o British Medical Journal, as agências de publicidades satíricas, criam uma doença inexistente, no caso citado, uma síndrome que consiste em não se satisfazer nunca. Colocam no site um teste à disposição do leitor no qual basta responder um Sim pra entrar na categoria dos “doentes” (Veja o filme na You Tube) e por fim, propõem o remédio Havidol pra se curar. E, acreditem, muitos cairam literalmente na rede e foram muitos os que escreveram ao site pedindo maiores informações.

Verdades chocantes! A indústria farmacêutica usa a doença como business




sabato 29 settembre 2007

Donna, la Bugia ti fa Bella


E’ vero che le donne hanno delle risorse inesauribili, molto di più dei colleghi maschi. Abbiamo risorse, sì, ma non sono mai state, adeguatamente utilizzate.
Là dove la nostra autentica natura è stata sommersa di altrettanto autentiche bugie somministrate per osmosi da una società dissonante, sussiste una conoscenza sublimata, talvolta sovversiva. La sublimazione, per fortuna esiste in ogni donna, anche sotto forma di finzione, o di bugia, si vogliamo astenerci dell’eufemismo.
Sostenere che noi donne possiamo cavarcela bene nei ruoli di madre, moglie, amante, compagna e peraltro fare carriera non sarebbe soltanto un bluff ma un’impresa pressoché impossibile.
La donna, ancora in tenera età, ha imparato dalle istituzioni sociali, nonché spalleggiata dai settimanali femminili, la formula magica per essere sempre sexy, giovane, magra, manager e madre, una donna in carriera sempre in ascesa, insomma.
E’ inammissibile, ma ci inganniamo lo stesso, fingendo di conciliare benissimo tutti i ruoli che ci proponiamo per avere il profilo di una donna vincente.
Pensare che abbiamo la capacità di assecondare tutti questi ruoli senza sfiorare la mediocrità, o siamo delle povere pazze estremiste, residuato bellico di tempi radicali, oppure tutta la nostra generazione femminile ha subito un calo drammatico e sfrenato dell’ormone della realtà.
Non dobbiamo essere schiavi del conformismo, della banalità che ci fa massa, ma non possiamo, pretendere d’essere cosi versatile e eclettica da convogliare tante funzioni senza scendere nell’inabilità.
Una manager non dovrebbe aver il senso di colpa per non riuscire ad essere una super madre o una bomba sexy, e vice versa, anzi, dovrebbe ricavarne una profonda soddisfazione nel riuscirci, conciliando tutte le cose dentro di un parametro accettabile, pure essendo mediocre.
Non  si può dedicarsi al figlio neonato, allattarlo, alzarsi di notte per preparare il biberon; svegliarsi alle cinque per scegliere che cosa vestire - che poi, alla fine, lottando contro l’orologio, mettiamo sempre capi neri o écru perché abbinano con ogni accessorio – portare il piccino all’asilo o alla scuola. Recarsi al lavoro, preparare riunioni, prendere decisioni, discutere d’affari, e per di più mantenere il sex appeal. A mezzogiorno, dopo un pranzo a razzo, prendere il bambino alla scuola o portare il più piccolo dal dottore, ritornare in ufficio con la testa fresca per affrontare nuovi problemi.
Non si può essere serena per prendere una decisione importante per l’azienda quando a casa c’è il suo bambino con la tata, con 39° di febbre, oppure, togliere dal pensiero l’argomento che dovrà affrontare con i figli adolescenti, cercare di capirli quando sono aggressivi o quando a scuola il rendimento è basso.
E poi, entrando a casa dopo questa stressante giornata, aver il tempo per essere sexy e attraente per conquistare il partner anche se non va mai dal parrucchiere, se non ha mai tempo per fare lo shopping o fare un’oretta in palestra, meno ancora ricordare di prendere i suoi 35 integratori e mantenere l’autostima ad un livello appagante.

martedì 25 settembre 2007

A Midia e a Hipnose

O efeito principal da mídia na mente humana, é uma forma de hipnose de massa, criada pela repetição martelante dos mesmos temas. Entre outros, figura também o critério em base aos quais julgamos nós mesmos e os outros, no que crer ou não crer, o sensato ou insensato. Esse bombardamento contínuo do nosso subconsciente através de uma versão única de informação, condiciona muito o modo no qual o cônscio e o subcônscio vêm o mundo.

Segundo o livro ‘...E a verdade vos libertarà’ de Icke, milhões de dólares são gastos nos EUA, para a manipulação chamada subliminal (que programa o inconsciente) pra doutrinar o público. Foi demonstrada a existência do Taquistoscópio, um projetor com obturador a alta velocidade, que faz lampejar mensagens a cada 5 segundos por 1/3 de milésimo de segundos. Estas mensagens não são percebidas a nível consciente, mas vão encaminhadas diretamente ao subconsciente, percebida como forma de pensamento, desejo, ou opinião, e a pessoa crer de ser um pensamento pessoal. Explica que, há alguns anos atràs, a forma de uma garrafa de Coca-Cola vinha inserida dentro de um filme, um pouco antes do intervalo; as pessoas não percebiam mas o subconsciente sim. As vendas de coca-cola durante o intervalo aumentaram significativamente. Essas interações subliminais foram experimentadas nos anos 60. O Dr. Becker patenteou um dispositivoque hoje està instalado em grandes magazines do Canadà e EUA.

Mensagens como ‘não roube’, não udível, eram transmitidas no interior das lojas. Os furtos diminuiram sensivelmente.. Afirma que hoje existe uma tecnologia pratransmissor de rádio e tv que pode transmitir mensagens subliminais, explorando a medida de onda do mesmo transmissor, como ondas portadoras. Essas mensagens saem da tv sem que a estação televisiva perceba. As mensagens podem dizer às pessoas em quem votar, quem odiar, quem amar, o que comprar e até o que pensar. O que são o rádio e televisão? São palavras e figuras que são transmitidas sob forma de ondas e que depois são recodificadas, como palavras e figuras, pela tecnologia. Experiências mostraram que, se submeterem as pessoas a essas ondas por um pouco mais de um minuto, elas começam a reagir no modo sugerido das mensagens. Na mente delas, essas mensagens aparecem como se fossem pensamentos seus, mas na realidade, eles estão se sintonizando sobre comprimentos de ondas transmitidas ao externo da psique delas. Em certas situações, essas pessoas terminam como robots. Duas dessas técnicas se chamam 'Rádio controle hipnóticointracerebral' e 'Dissolução eletrônica da memória'.

Os estudiosos dizem q essas técnicas podem induzir, à distância, um transe hipnótico, transmitir sugestões e cancelar toda a memória. Mas também, segundo o escritor, serve pra criar um terrível fato pra desacreditar um grupo ou uma pessoa, e até programar a mente de um individuo, como aconteceu com assassinos de pessoas como John Lenon, o aspirante assassino de Reagan, e do Rei Faisal da Arabia Saudita'.

De um ponto de vista médico, esses sinais de rádio vão direto a algumas zonas do cérebro. Quando uma zona do nosso cérebro recebe um minúsculo impulso elérico de fonte externa, atravessa a vista, o ouvido etc, e produz uma emoção como a raiva, o ódio. A mesma sensação dessa raiva pode ser produzida por sinais rádio artificiais enviados ao nosso cérebro por um controle remoto. Ficção ou realidade? Esperamos no primeiro.

venerdì 14 settembre 2007

Libertà di Stampa. Esiste?

Artigo relacionado (Portugues)
La Stampa è Libera?
Sarà possibile che la maggior parte dei giornalisti sembra troppo conformista, programmata a sostenere il sistema senza metterlo minimamente in discussione? Purtroppo è proprio così. John Swinton, giornalista del New York Times si sfoga così, coi suoi colleghi, durante la cena per il suo pensionamento:Non esiste una stampa libera. Lo sapete voi, come lo so io. Non c’è un solo di voi che avrebbe il coraggio di esprimere le sue vere opinioni. Il mestiere del giornalista è distruggere la verità, mentire completamente, distorcere, calunniare, leccare i piedi di Mammone, e vendere se stesso, il proprio paese e i propri simili per il proprio pane quotidiano. Noi non siamo che strumenti e servi di uomini ricchi che stanno dietro le quinte. Siamo dei fantocci; loro muovono i fili e noi danziamo, il nostro talento, le nostre prospettive e le nostre vite appartengono a queste persone. Noi prostituiamo il nostro intelletto. A volte i media sembra di prenderci in giro, abusando cinicamente dalla nostra capacità di distinguere, di giudicare, di analizzare. Il pubblico dovrebbe considerare i TG, come la fonte credibile dell’informazione pura, ma a volte le notizie sembrano uscite dalla pentola di una fiction con tanto di reality fumanti e falsi scoop palesemente elaborati ad hoc.Ultimamente abbiamo fatto indigestione con la soap Corona-Nina, un bluff che ha riempito le pagine di giornali e Tg seri. Persino il filmato della fasulla separazione con tanto di sceneggiati che non mancarono nemmeno le lacrime di Corona implorando perdono. Ma vi rendete conto!Ma chi se ne frega degli affari privati di un individuo conosciuto soltanto per le sue sprezzanti soverchierie che non accresce niente di positivo ma prospetta unicamente un cattivo esempio per i più giovani? Ma i media ogni tanto si preoccupa con gli esempi distorti che passa alle nuove generazioni? Se sì, come fanno a dare sempre più spazio a personaggi famosi soltanto per le sue performance oltraggianti, che valori stanno cercando di passare a una generazione già in bivio con l’inosservanza e le sovversioni incallite? E poi, a chi dare la colpa quando cose aberranti succedono tra i giovanissimi? Ai genitori? Agli insegnanti? Alle cattive compagnie? Sarebbe meglio mettere la mano nella coscienza tutti quanti corroborano per la creazione dei nuovi mostri che un giorno staranno a guidare l’educazione dei nostri nipoti, del paese e del mondo.

venerdì 7 settembre 2007

Richard Gere, Belo e Sábio

Leggi in Italiano
Prefiro, grandemente, as mulheres que superaram os 40 anos. São mais sexy, inteligentes, conscientes e fascinantes.
Se foi Gere quem falou… quem é doido de duvidar?
Claro que um Gere tem todas as cartas pra haver essa segurança e poder exibi,r por toda parte, uma after 40, sexy e bela como Carey Lowell. Nem todos os senhores de 40-50 anos podem se dar a esse luxo. Existem aqueles, geralmente com uma ótima conta no banco ou con grande influência que não possuem luz própria e necessitam desesperadamente de garotas de 20-25 anos pra obter uma equivalência.
Quando o homem de 50 anos procura se presentear com novas ocasiões, com beldades em botão, não é sò pra se sentir ainda em competição mas, principalmente porque, inconscientemente, tem medo das mulheres da mesma idade que hoje, além de serem mais fascinantes das mulheres de 40-50 de um tempo (e de muitas jovenzinhas de hoje), são mais exigentes e possuem uma boa bagagem de experiência, logo, capazes de capturar os primeiros sinais de decadência sexual do companheiro.
Além do frescor, o homem conta, principalmente, com a inexperiência das garotas que, por sua vez, procuram neles um ponto de referência que os garotos da idade delas não representam. A mulher, sob esse aspecto, são mais sensatas; uma mulher de 50 anos, quando procura homens mais jóvens, procura a satisfação absoluta, trocando experiências, visto que biologicamente, ao contrário dos sehores homens, a mulher depois dos 40 atinge uma sexualidade otimal; os homens, ao invés, quase sempre, procuram a auto afirmaçao, uma importância emprestada.

martedì 4 settembre 2007

Desvario da Imprensa Brasileira

FRASES ICRÍVEIS – Extraidas de jornais competentes do Brasil
Leggi in Italiano

1- A nova terapia traz esperanças a todos os que morrem de cancer a cada ano (Esperança na tomba?) – Jornal do Brasil
2- Apesar da meteorologia estar em greve, o tempo esfriou ontem, intensamente (O frio, com certeza, nao estava filiado ao sindicato grevista) - O Globo
3- Os sete artistas compoemum trio de talento (Ha?Ouvi bem?)Extra
4- A vitima foi estrangulada a golpes de facao (Seria uma nova modalidade de estrangulamento?)O Dia
5- Os nossos leitores nos desculparao por esse erro indesculpavel (De forma nenhuma) – O Globo
6- No corredor do hospital psiquiatrico os doentes corriam como loucos (Mais que natural!) O Dia
7- Ela contraiu a doença na época que ainda estava viva (Nao diga!) Jornal do Brasil
8- Parece que ela foi morta pelo seu assassino. (Eureka!) Exta
9- O aacidente foi na triste e célebre Retangulo das Bermudas (Maldiçao! 3 lados eram pouco!)
10- O velho reformado, antes de apertar o pescoço da mulher até a morte, se suicidou (Fiquem atentos a esses mortos!) O Dia
11- A policia e a Justiça sao as duas maos de um mesmo braço (Aberrante!) Extra
12- Depois de algum tempo, a agua corrente foi instalada no cemiterio, para a satisfaçao dos habitantes. (Agua santa pra purificar as almas?) – Jornal do Brasil
13- O aumento do desemprego foi de 0% em novembro. (Muito significativo.) –
14- O presidente de honra é um jovem septuagenario de 81 anos. (Vocês entenderam alguma coisa? Nem eu.)
15- Quatro hectares de trigo foram queimados. A principio, trata-se de um incendio. (Ah, bom! Ainda bem que nao se tratava de uma nevada ou um aguaceiro!)
16- Na chegada da policia, o cadaver se encontrava rigorosamente imovel. (Viu aì que cadaver disciplinado?)
17- O cadaver foi encontrado morto dentro do carro (Precisa comentar?)
18- Prefeito do interior, vai dormir bem e acorda morto. (Terrificante!)
Fonte: pps Rita

sabato 1 settembre 2007

ACREDITO, LOGO, POSSO!

Acreditar é ter uma certeza unidirecional, é não vacilar nas bifurcações, é ter a convicção que, o alvo que procura é seu ponto de chegada. Não importa se pra alguém é uma escolha certa ou errada. Henry Ford afirmou: ‘se acreditas de ser capaz ou de não ser capaz, terás sempre razão’. O importante é não se colocar entre o poder e o não poder. No momento em que você direciona suas certezas pra dois canais diferentes, a energia se divide também.

A decisão é o ponto de partida. E decidir não é coisa fácil. É bom lembramos que o que somos hoje é a soma total das decisões que tomamos no passado. É um espelho pra tomadas de decisões futuras.
Você se olha no espelho e diz: Me gosto. Vou continuar nessa rota.
Mas atenção: as pessoas que continuam fazendo as mesmas coisas obtém sempre os mesmos resultados.

O estado de espírito interfere nos resultados
Importante é unificar a mente e manter o equilíbrio emocional, porque a mente fragmentada produz o medo, a ânsia. O estado de espírito conturbado pode modificar a dimensão das coisas dando maior ou menor importância do que realmente possa ter, induzindo a acreditar em um valor que na realidade não existe. O estado de espírito, o humor, a ansiedade podem interferir no seu subconsciente te fazendo interpretar de forma errada a realidade, podendo modificar o repertório de parâmetros reais que serve pra avaliar os resultados. Mudar sim, desde que essa mudança seja um novo ponto de partida e que não se perca de vista os proprios desejos e o objetivo pelo qual nos fizeram mudar.

As pessoas que miram uma meta, devem saber o motivo pelo qual querem alcançar aquele objetivo. Perseguimos um objetivo porque temos um motivo pra ele, porque a concretização dele contribuirá pra o próprio crescimento pessoal, porque dará um significado à existência..
Nossa mente, é sensível ao nosso querer. Obedece de imediato à nossa mais ínfima vontade. Quando você posiciona as expectativas em dois pólos diferentes a mente recebe as mensagens e articula intentos que poderão te levar a um ou outro resultado. A mente livre da expectativa da NÃO concretizaçao faz desencadear o esforço físico-mental-intelectual com o propósito de levar a bom resultado aquele ideal. O pensamento positivo é a pedra angular do sucesso, é a motivação pra encontrar as estratégias que portarão ao bom fim. A mente que não admite o fracasso está de qualquer modo, atenta, concentrada no percurso, impedindo que algum obstáculo possa desviar da rota pré-definida. Te fornece a base pra determinar o ponto de interação onde concentrar os esforços.

mercoledì 29 agosto 2007

Richard Gere: Bello e Saggio

Leia em Portugues
“Preferisco di gran lunga le donne che hanno superato i 40. Sono più sexy; intelligenti, consapevoli, affascinanti” Se lo dice lui…
Certo che lui ha tutte le carte per essere così sicuro e poter sfoggiare al fianco, ovunque vada, una quarantenne sexy e bella come Carey Lowell. Non tutti cinquanta-sessantenni si possono permettere. D’altronde, un Richard Gere non è mica un Flavio Briatore che non ha luce propria, quindi, necessita disperatamente delle ventenni per ottenere un’equivalenza.
Quando l’uomo cinquantenne cerca di regalarsi nuove occasioni con bellezze acerbe, non è solo per sentirsi in gara ma, soprattutto, perché inconsciamente hanno paura delle coetanee, che oggi, oltre a essere più affascinanti dalle cinquantenni di una volta, (e di tante trentenni di oggi), sono più esigenti e hanno un'esperienza alle spalle, quindi, più capace di catturare i primi segni di fallimento delle loro prestazioni. Oltre che con la freschezza, l'uomo conta sull'inesperienza delle fanciulle che, a sua volta, cercano in loro un punto di riferimento che i ventenni non rappresentano. Le donne sono più sensate; una cinquantenne cerca l'appagamento assoluto, ricambiando le esperienze, mentre gli uomini cercano l’autoaffermazione.
Leggere anche: Falsi Miti

lunedì 27 agosto 2007

Nível Das Próprias Realizações

Qual o nível da própria realização, quando se alcança determinado sucesso?
O sucesso não obedece a nenhum critério de valor universal, cada um dá a dimensão e importância ao objetivo a alcançar, de acordo às próprias exigências.
Às vezes, perseguimos um objetivo que nem sabemos se faz realmente parte do "genoma" nosso ou dos outros. Saber o que significa o sucesso pra nós é importante pra não se desperdiçar tempo e energia na perseguição de objetivos que depois de atingidos descobrimos que são secundários ou até inúteis. Um falso objetivo alcançado nos leva sempre mais longe da verdadeira realização e isso é muito perigoso. A medida definitiva pra saber se atingimos o alvo é a satisfaçao pessoal no momento que se obtem a resposta à nossa exigência, e essa exigência corresponde à nossa mais íntima verdade "O sucesso é um espelho: reflete esatamente o que damos pra obtê-lo" dizia "Scott". O resultado alcançado será sempre proporcional à quantidade e qualidade de energia empregadas. Não é um jogo de probabilidade Un deto de Mao Tzè que parece simples mas engloba uma grande reflexão: "Uma viagem de mil milhas inicia com um único passo". Sorte é quando a oportunudade encontra você preparada.

Aprenda a Sair da Miséria Profissional

Pra alcançar o sucesso, é preciso, necessariamente, assumir riscos. Não aleatoriamente, mas com consciência, com pés no chão, procurando manter uma margem de segurança capaz de aceitar eventuais erros, por consequência das escolhas feitas; ter a coragem de ultrapassar a zona de segurança que nos faz cômodo, abandonar velhos métodos comportamentais, hábitos e costumes, acreditando, porém, nas nossas escolhas.
Ás vezes criamos um limite mental inconsciente, pra nos protegermos das incertezas ao ultrapassá-lo. E pra não turbar a já fraca estabilidade na qual nos encontramos, preferimos não enxergar além da comodidade, por medo de perder o pouco que já se tem nas mãos.
Preferimos continuar no torpor da miséria profissional que enfrentarmos o desafio de uma reformulação de pensamento pra modificar o estado atual.
É de noblesse oblige reelaborar o modelo atual de pensamento, e redimensionar as informações que automatizam nossa forma de pensar, se quisermos atingir o alvo.
Em geral, a mente cria um modelo de realidade que pode continuar eternamente imutável; é preciso colocá-lo, de vez em quando, em discussao.
Por causa do modo em que a mente opera pra criar modelos conceituais definidos, é dificil fazer uso melhor das novas informações, se não tentarmos reestruturar os velhos métodos.
Ás vezes, estamos tão habituados em usarmos nossos recursos mentais naquela mesma direção, que, inconscientemente, excluimos a necessidade de um redimensionamento. Aliás, a nível mental, essa possibilidade nem existe.
Os velhos mecanismos comportamentais, por mais negativos e dolorosos que sejam, possuem um incrível poder de atração magnética, pelo simples fato que nos é familiar e os conhecemos como ninguém; mas se desejamos atingir metas, é válido fazer algo em que acreditamos, mesmo que comporte um risco. Ultrapassar essa barreira é como fazer um vôo emocional, é caminhar no vazio sem pontos de referência, porque, no momento em que vc ultrapassa, não existe nada mesmo a que se agarrar, senão a confiança em si mesmo. É ‘just do it’. Mas depois desse passo, é doce sentir o sabor da vitória, e é um grande passo pra a afirmação de nossa auto-estima.

mercoledì 18 luglio 2007

Somos o Resultado infalível dos nossos pensamentos!



Vivemos em um universo vibratório. O que parece ser um espaço vazio é a sede de uma energia ilimitada.



O teólogo o chama de Deus – a origem de todas as coisas. Alguns intrépidos acadêmicos estão até mesmo chamando o Campo de Ponto Zero de a mente de Deus. Independentemente de como você o chame, os rótulos não fazem muita diferença. A palavra água não o deixa molhado. Assim, eu o encorajo a usar o rótulo que funcione melhor para você.

Tudo o que parece sólido é constituído de 99,9999999% de luz ou energia. Tudo é a mesma substância, inclusive você. A única diferença entre o seu corpo e um BMW é a freqüência de vibração. Cada coisa no seu mundo, desde esta pagina até seu carro e a roupa que você está usando, nada mais é do que uma luz estável condensada no Campo de Ponto Zero.

A física quântica diz: 1. tudo o que você quer – o dinheiro, o namorado ou namorada, o corpo, o intelecto – é 99,9999999% luz. 2. a luz (ou energia) vibra; ela tem uma ressonância ou freqüência. Entender isso é o segredo para alcançar qualquer coisa e tudo o que você quiser. Se você acha que está simplesmente andando por aí como uma personalidade aprisionada em uma roupa de carne, pense novamente. Você é um campo de energia que opera em um campo maior de energia, e o seu campo de energia está vibrando. 3. (e este é grande): você jamais atrairá vibrações de alta energia – conhecidas como resultados – a partir de um receptáculo de baixa energia. (James A. Ray)
“O universo não é feito por coisas mas por redes de energia vibracional, emergindo de algo ainda mais profundo e sutil”. W.Heisenberg.


As nossas mentes – pensamentos e sensações – são uma série de campos de energia, que usam o corpo físico como veículo de experiência. Toda a criação é a expressão de uma mente infinita e todas as formas de vida têm o aspecto da mente de quem a criou: Deus. Logo, existe uma Mente Original que pensou e criou tudo, e essa criação consiste em um número infinito de dimensões, comprimento de ondas e frequência da realidade. O mundo físico em que vivemos é somente uma delas. Funciona do mesmo modo em que as rádios, televisões e demais frequências telemáticas transmitem na nossa região. Não interferem entre elas pq estão dentro de frequências e dimensões de ondas diferentes, vibrando com velocidades diferentes.

O que sabemos da mente potencial que nos criou? De que forma nos idealizou? São coisas que os livros escolares não demonstram. Graças a algumas poucas pessoas curiosas, através de estudos e pesquisas, se começa a penetrar em canais até então misteriosos e indecifráveis. E o que descobriram tem muita lógica. Segundo eles, o nosso eu mental, emocional e espiritual, são uma série de campos de energia magnética que interagem entre eles, através de espirais de energia que interceptam todos os níveis do nosso ser e transmetem as energias entre um nível e outro. É através desse sistema que um desequilíbrio, a nível emocional, talvez causado pelo estresse, se estende aos outros níveis do nosso ser, afetando o corpo propriamente dito. E dessa forma o estresse pode provocar uma doença séria. Dessa forma, recebemos energia magnetica do cosmo, retemos a que precisamos e depois reprojetamos essa energia final ao externo, restituindo ao cosmo e ao mundo em torno a nós. E são essas energias que percebemos nas pessoas e as taxamos de positiva ou negativa. A mesma coisa acontece com lugares, quando detectamos serem hostis, acolhentes ou de dar medo.

Tem uma diferença substancial entre a energia que entra em nós e aquela que transmitimos. Porque, passando através de nós, aquela energia se altera na sua natureza e na forma. Nela, vai impressa o nosso modelo único de energia e esse modelo reflete precisamente aquilo que está acontecendo dentro de nós naquele momento, do ponto de vista mental, emocional e espiritual. Segundo após segundo, transmitimos um campo de energia que reflete aquilo que pensamos de nós mesmos.
Toda a ciência, até mesmo aquela mais convencional, já está admitindo que tudo é energia; uma pessoa, um lugar, uma experiência, uma situação, tudo. A vida é a interação de todos esses campos magnéticos. Esse campo de energia magnética, reflexo da interioridade de uma pessoa, atrai a si, campo de energias compatíveis. – Semelhantes atraem semelhantes. Essa é a razão pela qual somos atraídos por determinado tipo de pessoas, lugares, experiências, modo de vida etc.
As nossas vidas são a exata réplica da nossa mente subconsciente. O modo em que a mente pensa e percebe nós mesmos e o mundo, é re-criado fisicamente na pessoa, nos lugares e nas experiências que atraimos. Se dentro de nós pensamos de ser pobres, oprimidos, falidos, esse modelo serà registrado no nosso “disco rigido” como um computador. E esse modelo magnético atrairá a si, as experiências que poderão, com certeza, nos fazer pobres, oprimidos e falidos. E assim, criamos a nossa realidade. E esse é um ponto fundamental pra se compreender. A nossa realidade física é a criaçao dos pensamentos aos quais somos apegados, incluindo passado e presente. 

Esses pensamentos criam um modelo interno de nòs que projetamos ao externo sob uma forma de “áurea magnética” a qual atrai a si a realidade física correspondente ao nosso modelo interior. A chave dessa realidade é o pensamento.
E’ necessário mudar os conceitos porque mudando os conceitos, mudamos as escolhas e mudando as escolhas a nossa vida também mudarà.

Leia mais desses argumentos no livro "Deus é Quântico está no DNA - Revelações
TRAILER

I Media sono invasivi. Non farsi manipolare!

Alzando il velo di socialità che copre la nostra vera natura, la gente diventerebbe sincera, si aprirebbe a una veduta più larga, imparerebbe a pensare con la propria testa, e non si lascerebbe modellare facilmente dai media o dal sistema socioeconomico in cui viviamo.
Quando la gente apre il proprio cuore, la mente e l’anima, comincia a porsi delle domande, a pensare con la propria testa, a non accettare le menzogne politiche, le informazioni truccate, faziose, modellate agli interessi di pochi; comincia a trovare disgustosi i danni ecologici e l’insensibilità alle disuguaglianze.

I Manipolatori Mentali – quelli che vogliono installare un governo unico nel mondo, a beneficio di pochi – ci vogliono dotare di microchip.

David Icke, autore del libro …E la Verità vi Renderà Liberi, è convinto che questo avverrà molto presto. Con l'uso della Tecnica Diversiva , loro cominciano a processare per gradi, per sensibilizzare l’opinione pubblica. Oggi, è comune dotare gli animali di microchip, collegati a un computer centrale. Questo dispositivo è venduto ai loro proprietari con lo scopo di non perdere più i cari animali. Nel contempo, si sta già accelerando il provvedimento per eliminare gradualmente l’uso di monete e banconote così, tutte le transazioni monetarie saranno fatte elettronicamente, tramite carte di credito o smart cards. L’idea è di accorpare la carta d’identità con quella di credito e di registrare tutti i dati personali su un microchip. Tutto ciò, sarà registrato da un computer globale, il che fa pensare alla “bestia” menzionata nel libro dell’apocalisse.

Non appena si creeranno le condizioni favorevoli perché la popolazione accette questa modificazione, il microchip sarà trasferito dalla carta di credito al corpo umano. Tutto questo sarà presentato alle persone come uno strumento che porterà soltanto vantaggi, poiché porrà fine alle frodi attinenti alle carte di credito contraffatte e a quelle smarrite, dopo di aver l’accortezza di diffondere spesso nei mezzi di comunicazioni, frequenti casi di clonazioni e frodi riguardanti ai documenti in questione.

Forse, i Manipolatori Mondiali cominceranno con l’inserimento di microchip in tutti i neonati. La tecnologia esiste già, e per compiere questa operazione, occorrono soltanto pochi secondi. L’unico nodo sarà, quindi, convincere i genitori e la pubblica opinione ad accettarla, o chi sa, perfino richiedere. Come? La strategia per far sì che ciò accada è dare il massimo rilievo alle storie di bambini scomparsi, compresi i rapimenti di neonati dai reparti di maternità e la cosa è fatta.

Qual la soluzione migliore, signore e signori? “Etichettare” elettronicamente i bambini e da qui all’inserimento di microchip, il passo è breve. Con la tecnica diversiva, non è difficile programmare la mente di una donna affinché rube un neonato nel rapporto maternità di un ospedale. Tutto ciò può creare un desiderio per parte della gente a richiedere una misura più rigida.
Fonte: E la Verita vi Renderà Liberi

lunedì 16 luglio 2007

La Stampa è Libera?

Artigo Relacionado (Portugues)
Sarà possibile che la maggior parte dei giornalisti sembra troppo conformista, programmata a sostenere il sistema senza metterlo minimamente in discussione? Purtroppo è proprio così.
John Swinton, giornalista del New York Times si sfoga così, coi suoi colleghi, durante la cena per il suo pensionamento:
Non esiste una stampa libera. Lo sapete voi, come lo so io. Non c’è un solo di voi che avrebbe il coraggio di esprimere le sue vere opinioni. Il mestiere del giornalista è distruggere la verità, mentire completamente, distorcere, calunniare, leccare i piedi di Mammone, e vendere se stesso, il proprio paese e i propri simili per il proprio pane quotidiano. Noi non siamo che strumenti e servi di uomini ricchi che stanno dietro le quinte. Siamo dei fantocci; loro muovono i fili e noi danziamo, il nostro talento, le nostre prospettive e le nostre vite appartengono a queste persone. Noi prostituiamo il nostro intelletto.
A volte i media sembra di prenderci in giro, abusando cinicamente dalla nostra capacità di distinguere, di giudicare, di analizzare. Il pubblico dovrebbe considerare i TG, come la fonte credibile dell’informazione pura, ma a volte le notizie sembrano uscite dalla pentola di una fiction con tanto di reality fumanti e falsi scoop palesemente elaborati ad hoc.
Ultimamente abbiamo fatto indigestione con la soap Corona-Nina, un bluff che ha riempito le pagine di giornali e Tg seri. Persino il filmato della fasulla separazione con tanto di sceneggiati che non mancarono nemmeno le lacrime di Corona implorando perdono. Ma vi rendete conto!
Ma chi se ne frega degli affari privati di un individuo conosciuto soltanto per le sue sprezzanti soverchierie che non accresce niente di positivo ma prospetta unicamente un cattivo esempio per i più giovani? Ma i media ogni tanto si preoccupano con gli esempi distorti che passam alle nuove generazioni? Se sì, come fanno a dare sempre più spazio a personaggi famosi soltanto per le sue performance oltraggianti, che valori stanno cercando di passare a una generazione già in bivio con l’inosservanza e le sovversioni incallite? E poi, a chi dare la colpa quando cose aberranti succedono tra i giovanissimi? Ai genitori? Agli insegnanti? Alle cattive compagnie? Sarebbe meglio mettere la mano nella coscienza tutti quanti corroborano per la creazione dei nuovi mostri che un giorno staranno a guidare l’educazione dei nostri nipoti, del paese e del mondo.

Caso Corona - Non sarebbe una Tecnica Diversiva?


Le strategie dell'inganno
Come la tecnica del torero che concentra l’attenzione del toro sulla sua muleta e questo gli impedisce di essere ferito. Oppure la strategia politica di far infiltrare qualcuno all’interno delle correnti ‘moderate’ dei partiti politici allo scopo di perseguire, in realtà, un piano segreto decisamente estremista. Attraverso questa strategia i veri estremisti non vengono mai identificati, nonché loro stessi accusano il loro avversario di estremismo.
Potrebbe partire dal caso ChinaTower, qualche anno fa a Milano, al caso dei rifugiati a Lampedusa fino all'attuale Corona Show... non si sa mai, è sempre meglio riflettere prima.
Qualche tempo fa abbiamo sentito la bufera di informazioni ritenute segrete e una valanga di rivelazioni riservate diventate pubbliche da Wikileaks – chi sa perché mai! – Sentiamo dire delle divulgazioni di certe indiscrezioni di un documento della CIA e via dicendo...

Sarà davvero una rivelazione o soltanto la divulgazione di informazioni che vengono filtrate sistematicamente per sviare l’attenzione della gente da quello che succede veramente? Da riflettere.
A volte vengono fuori delle rivelazioni improvvise, per parte di qualche ‘spia’ che rivela che certo personaggio è agente segreto o collegato a un servizio segreto internazionale. Questo fatto viene attentamente diffuso, creando risonanza nei media, strategicamente controllati, spingendo il governo a dichiarare con determinazione il proprio sdegno, così aumenta ancora di più la credibilità del fato, convincendo la gente a credere che quello nome citato dalla ‘spia’ è quello giusto, ma in realtà, è una tecnica diversiva per lasciare a piede libero quello veramente coinvolto.

Attenzione quando un governo è costretto a rivelare informazioni spiacevoli che lo riguardano. Secondo le regole della strategia diversiva, la vera intenzione è di introdurre certe leggi controverse e questo bisogna essere fato nei giorni in cui è previsto qualche evento sensazionale; in questo modo, i mezzi di informazione saranno concentrati in tale evento, riducendo sostanzialmente gli spazi e la rilevanza che sarebbe concessa a ciò che devono dire.

La tecnica diversiva è usata con molta sottigliezza e molte volte procede per gradi, per non sembrare un’imposizione.
Se, a esempio, l’obiettivo è quello di creare individui forniti di codice a barre, collegati a un computer centrale, prima è necessario fargli accettare le carte di credito e d’identità, in modo che la gente non se renda conto di ciò che succede.

Se, invece, sono gli stracomunitari che stano dando fastidio, che stano invadendo il territorio commerciale o occupando posti di lavori che presumibilmente spettano agli italiani, allora è meglio fare qualcosa per condizionare l’opinione pubblica, di modo che sia il proprio popolo a chiedere alle autorità di intervenire. Così, il gioco è fatto.


Corona, Irreperibile, introvabile, volatilizzato, oggetto di un mandato di cattura internazionale dell’Interpol, come se fosse uno dei più pericolosi killer o trafficanti di droga mai esistito nel Pianeta… per poi – colpo di scena - la reazione clamorosa di consegnarsi “volontariamente”! Dov’è il senso?
Fabrizio Corona è il portabandiera di un mondo oscuro e losco, dove s’insegue l’esagerazione e il disprezzo delle regole o un personaggio studiato a tavolino che forse non è, ma ci fa per deviare, nei momenti “bollenti”, qualche argomento scomodo e difficile da mandar giù? Sarebbe meglio fare un ragionamentino, piccolo, piccolo.


Fonte: E la Verità vi renderà liberi - D.Icke

http://www.lindro.it/

Versace – Programmato per morire!

I Killer Programmati a Distanza. Non Esistono?
Ebbene sì. E’ importante sapere che le conoscenze relative alla mente e al corpo umano tenute segrete, sono molto più avanzate di quello che ci è permesso constatare a livello pubblico.
Esiste una tecnologia per trasmettere messaggi come microonde a frequenza estremamente bassa (ELF) che possono essere direzionate al subconscio di massa causando malattie fisiche.
Il complesso mente-spirito contiene una serie di campi di energia magnetica collegati che attivano altri campi di energia magnetica e questo è il motivo per cui le persone che vivono sotto i tralicci dell’elettricità sono più vulnerabili a certe malattie. Il campo elettromagnetico generato dai fili della corrente elettrica squilibra il complesso magnetico mente-spirito di quelle persone.
L’ex agente dell’FBI, Ted Gunderson, ha detto che certi dischi magnetici radiativi - che provocano un tipo di cancro che si sviluppa a una velocità vertiginosa - vengono usati segretamente da molto tempo come “killer segreti” per eliminare politici e altre persone sgradite.
Per molti è difficile credere che si possono trasmettere dei messaggi all’inconscio. Esperimenti dimostrano che sottoponendo le persone a queste onde per più di un minuto, esse cominciano a reagire nel modo suggeritogli dai messaggi, pensando che questi messaggi fanno parte dei loro pensieri. Col passar del tempo, possono finire per diventare perfetti robot.
Gli studiosi dicono che queste tecniche possono indurre a distanza una trance ipnotica, trasmettere suggerimenti e cancellare tutta la memoria, sia delle istruzioni, sia di tutta la reazione della persona a quelle istruzioni.
Nel 1969, lo psicologo della CIA, José Delgado, pubblicò il libro Physical Control Of The Mind: Toward A Psuchocivilised Society, in cui scrisse: Il controllo fisico del cervello è un fatto ormai dimostrato… è persino possibile creare e realizzare intenzioni, sviluppare pensieri e esperienze visive. Attraverso l’elettrostimolazione di specifiche strutture cerebrali, si possono produrre dei movimenti col comando radio, facendo apparire o sparire l’ostilità, si può modificare la gerarchia sociale, si può intervenire sul comportamento sessuale e la memoria, le emozioni e i processi cognitivi; possono essere influenzati dal controllo a distanza schiacciando un pulsante.
E’ questo, dicono, che successe agli assassini di John Lennon, Re Faisal dell’Arabia Saudita, e chi sa… di Versace (?)
Questa tecnica viene usata anche per programmare le persone che sparano all’impazzata per le strade, scuole, restauranti… come, infatti, succede troppo spesso in America.
Fonte: "…E la Verità vi Renderà Liberi" – D. Icke

giovedì 28 giugno 2007

Perché soffriamo?

Mi chiedo, perché certe persone sopportano meglio delle altre, il dolore o la sofferenza? Credo che la sofferenza è la risposta al nostro stato interiore, parte da dentro, dalla nostra capacità di controllare il desiderio interiore di soffrire. E’ molto spirituale. Se non esiste il dolore spirituale, non esiste nemmeno quello fisico. E’ difficile, in certe circostanze, sapere generare nel proprio interiore, la calma e freddezza, ma non impossibile. E’ un apprendistato di auto disciplina.
Soffriamo con la stessa intensità con cui siamo capaci di nutrire la rabbia, l’odio. In verità, siamo noi i responsabili dell’intensità delle nostre sofferenze, ad esempio: se stai passando per una strada e una malata di mente ti guarda in faccia e ti dice “sei una donna brutta”, così per dire. Forse, tu persino ridi e scapi via senza dare molta importanza; ma se invece, entri in un negozio e la commessa ti guarda in faccia e ti dice la stessa frase, la tua reazione sicuramente non sarà la stessa. L’odio cresce dentro e viene la voglia di darle uno schiaffo o, al minimo, rispondere all’altezza, vero? Bene, chi ha misurato l’intensità della rabbia? Il nostro interiore, la nostra mente. Se volessi, tu potresti reagire della stessa forma che hai fatto con quella pazza, no? E’ tutto una questione di disciplina mentale, di esercitare l’arte di dominare il desiderio interiore di soffrire.

Pessoas Inteligentes Vivem Mais

A notícia parte dos pesquisadores Ian Deary e Goff Der, cientistas escocêses. Um artigo na revista ‘Psychological Science’ demonstra que, quanto mais alto for o gráu de inteligência, mais alta será a expectativa de vida. Pesquisas feitas durante 14 anos, em 900 pessoas, pra medir a inteligência e a prontidão dos reflexos – pois a inteligência é associada à capacidade de reagir velozmente aos estímulos - demonstraram que, a maioria dos que morreram por causa natural, daquele grupo de observação, não fazia parte do grupo que totalizava pontos mais altos do nível de inteligência e rapidez de reações. As possíveis explicações pra o fato de que pessoas inteligentes vivem mais, segundo Deary, são três: a mais simples, é porque as pessoas inteligentes são bem mais informadas, logo, cuidam melhor da saúde; a segunda, é ligada ao fato de que pessoas mais inteligentes, na maioria, obtêm trabalhos melhores remunerados e isso determina uma melhor condição geral de vida; terceira, a que produziu maior interesse porque, pela primeira vez, a inteligência e a velocidade (em tomar decisões), saõ colocadas em estreita relação com a capacidade de conservar a própria saúde, e alongamento da vida. Com a diminuição da prontidão mental, resultaria um primeiro sinal da decadência geral do organismo. Na base desse fenômeno – explica Deary – pode ser que exista uma degeneração do sistema nervoso: em prática, quando se alonga o tempo das reações, é como se o corpo estivesse enviando o primeiro sinal de envelhecimento, e isso não interessa somente à mente mas a todas as funções do corpo.

martedì 12 giugno 2007

Il conflitto tra la forza di volontà e l’immaginazione, porta al fallimento

Se vuoi vedere un progetto realizzato è meglio prendere nota di certi trucchetti della nostra mente.
Il nervosismo che fa tremare le gambe, quando dobbiamo affrontare una prova importante, nonostante sapendo di essere perfettamente in grado di compiere con esito, altro non è che il conflitto tra la forza di volontà e l’immaginazione: vogliamo superare la prova, ma immaginiamo di non riuscirci. Se l’immaginazione è più forte della volontà, inesorabilmente porterà al fallimento.
La pratica di una disciplina mentale, è il primo passo per vedere i nostri desideri realizzati. Dobbiamo avere la sicurezza che l’immaginazione vada di pari passo con i nostri desideri.
Il nostro subconscio, tante volte ci mette in varie trappole. E’ importante, dunque, sapere prendere conoscimento dall’attuazione dell’inconscio per potere deprogrammare la mente dal raziocinio usuale. Siamo abituati a pensare senza attivare la capacità che abbiamo di esplorare nuovi percorsi di pensiero, il che fa generare nuove alternative, identificando le migliori opportunità.
Non lasciatevi ingannare dai primi suggerimenti che arrivano dalla mente e non lasciarsi volare troppo in alto con le ali dell’immaginazione.
Secondo la dottoressa Nanci Azevedo, la percezione è un fattore determinante per riuscire un buon risultato nella risoluzione dei problemi.
Studi dimostrano che, a causa di una percezione distorta, i risultati possono essere disastrosi.
Quando abbiamo molta voglia di portare un nostro progetto a buon fine, tendiamo a immaginare per di più le difficoltà piuttosto che trovare la strada più facile.
E’ molto comune credere che la soluzione di un problema debba essere la più complicata e quando troviamo la soluzione di maniera semplice e veloce, cresce la diffidenza e se pensa che qualcosa è andata storta. Questo succede perché hai avuto un’alterazione nella percezione. Questa alterazione percettiva provoca una realtà distorta e la causa per questa alterazione è niente meno che la forma con cui se affronta un problema.
Cerchiamo di usare la mente di forma laterale perché il pensiero laterale ci aiuta a rompere i paradigmi, forzandoci a pensare diversamente del pensiero standard abituale, creando, così, la necessità di cambiare la prospettiva per trovare la soluzione giusta.
Fonte: accademia do cerebro

giovedì 7 giugno 2007

Nunca voe muito alto com as asas da imaginação!



Modificando a forma de pensar, realizamos com êxito os nossos Projetos

Leia mais sobre o assunto

Se você quiser ver um projeto realizado, é melhor tomar nota de certos truques da nossa mente.
O nervosismo que faz tremer as pernas quando devemos nos submeter a uma prova importante, mesmo sabendo de sermos totalmente capazes de realizá-la com êxito, nada mais é do que o conflito entre a força de vontade e a imaginação: queremos superar a prova mas imaginamos de não conseguir. Se a imaginação for mais forte do que a vontade, inexoravelmente levará ao falimento.

A prática de uma disciplina mental, é o primeiro passo pra vermos os nossos desejos realizados. 

Devemos ter a certeza de que a imaginação vôa na mesma altura dos nossos desejos.
O nosso subconsciente, muitas vezes nos pregam várias peças. É importante, portanto, tomar conhecimento da atuação do inconsciente pra poder desprogramar a mente do raciocínio usual.
Somos habituados a pensar sem ativar a capacidade que temos de explorar novos percursos de pensamento, que gera novas alternativas, identificando a melhor oportunidade do momento. Isso porque confiamos inteiramente nas informações jà armazenadas em precedência que irão agir exatamente como em outras situações análogas, mesmo se já houve uma sequência de fallimentos.

Não se deixe enganar pelas primeiras sugestões que chegam da mente e nunca voe muito alto com as asas da imaginação.
Segunda opinião da Dra. Nanci Azevedo, a percepção é um fator determinante pra se conseguir um ótimo resultado na resolução dos problemas.
Estudos demonstram que a distorção da percepção pode alterar de modo desastroso os resultados das ações.
Quando temos muita vontade de levar a bom termine um nosso projeto, tendemos a imaginar muito mais sobre as dificuldades do que sobre a forma de encontrar a estrada mais fácil. É muito comum crer que a solução de um problema deva ser a mais complicada possível e quando encontramos a solução de forma simples e veloz, cresce a desconfiança e se pensa que alguma coisa deu errado.
Isso acontece porque você teve uma alteração na percepção. Essa alteração perceptiva provoca uma distorçao da realidade e a causa dessa alteração nada mais é do que a forma com que você encara o problema.Procuremos usar a mente de forma lateral porque o pensamento lateral ajuda a quebrar os paradigmas, nos forçando a pensar de modo diferente daquela forma padrão habitual. Isso cria uma necessidade de mudar a perspectiva pra encontrar a solução mais correta.

Leia também: "A Luta pela Sobrevivência é necessaria, ou é uma falsa crença?. "No livro "Deus é Quântico e está no DNA - Revelações"
  

Fonte: Academia do Cerebro