martedì 29 dicembre 2009

Se o pensamento é criativo, por que nunca recebo aquilo que quero?


O mundo inteiro assiste hoje o alvorecer de uma nova consciência, de um novo poder e de uma inédita realização das risorsas presentes no interior do ser. O século atual produzirà um grande progresso jamais registrado antes no campo do poder mental e espiritual.
Assim como as forças mais poderosas da Natureza são invisiveis, descobriu-se, também, que as energias mais poderosas de uma pessoa são as suas forças invisíveis, a força espiritual.

O único modo que a espiritualidade possue para se manifestar é através do processo do pensamento.
O pensar é a única atividade exercitada pelo espírito e conduz a um único produto: o pensamento. A energia de um só pensamento é capaz de ativar atividades nos nervos, cérebro e músculos. Basta nutrir um certo número de pensamentos sobre um argumento, para induzir uma mudança completa na organização fisiológica de uma pessoa. Esse é o processo através do qual o falimento se transmuta em sucesso e a doença em saúde.

Hoje, a ciência concorda sobre o fato que existe um único Princípio , Consciência ou Mente que permeia o inteiro Universo, que ocupa todo o espaço e que é essencialmente idêntico em cada ponto. É uma substância extremamente potente, inteiramente sábia e onipresente. Contém todos os pensamentos e todas as coisas. É inteiramente em tudo.

No universo, existe somente uma única consciência capaz de pensar, e quando pensa, os seus pensamentos se tornam, por lei, objetivos. Sendo essa consciência onipresente, deve estar, logicamente, presente em cada indivíduo, e cada indivíduo deve ser uma manifestação daquela Consciência Onipresente, Onipotente e Onisciente. O que quer dizer: nossa consciência é idêntica à Consciência Universal, ou seja: existe somente uma mente. Nós representamos a individualização do Universo. Não se pode fugir desta conclusão.

Escolha com consciência

Se você escolher algo que deseja receber, escolha com toda a força do seu coração. Não enfraqueça nunca e persista até ver a coisa concretizada. Se não atuar dessa forma, é bem melhor não começar a idealizar um projeto. Quando iniciamos alguma coisa e não completamos, ou quando nos propomos fazer algo e não realizamos, formamos na nossa psique o hábito ao insucesso, ao falimento. Se pretender fazer uma coisa, leve adiante até vê-la concluída, mesmo que o mundo caia sobre você. Não permita que nada nem ninguém interfira. Isso é ACREDITAR, é a conhecida .

Quando você projeta, o seu “EU” ou a alma, já decidiu, junto com você. O programa já foi definido, não se deve acrescentar mais nada. E você não tem motivo pra ficar para frente e para trás.
O seu “EU” não é o corpo físico, nem é a sua mente. Eles são somente instrumentos que o EU usa para pensar, raciocinar e projetar.

Você faz escolhas a cada momento da sua vida, consciente ou inconscientemente. Escolhendo inconscientemente, se corre o risco de receber o desejado e o indesejado também, porque tudo o que você realiza em um único dia, é o resultado de suas escolhas: “Vou de carro ou a pé?”, Como hamburguer ou salada”, visto rosa ou azul?” Todas essas escolhas traz em si um resultado “bom” ou “ruim”, no final das contas. A Mente Universal está sempre respondendo e dando forma àquilo que você deu atenção, seja positivo ou negativo. Ela não julga nunca. Recebe informações através da energia dos pensamentos e procura os meios necessários para materializá-las. Isto significa que não existe uma “Entidade” que te responde quando tá de bom humor, ou que respinge se você cometeu um “pecado” etc. Deus não te “doa” nadinha. Ele já te deu tudo o que você precisa para obter TUDO o que quiser. Ele te deu a condição e o poder maravilhoso de criar e obter. Você é quem produz tudo o que possue na tua vida, através do pensamento, palavras e ações. Você é um ser criativo, feito à imagem e semelhança de Deus, você pode obter tudo aquilo que escolher mas pode, também, não obter tudo que você “quer”, aliàs, se você “quer” uma coisa fortemente, provavelmente nunca vai obtê-la.

Por que esse paradoxo?

O pensamento, se sabe, é criativo e o pensamento de “querer” é uma afirmação feita ao Universo, a afirmação de uma verdade que o Universo produz na sua realidade. Se você afirmar EU quero aquilo, o Universo interpreta e te dá, exatamente essa experiência: a de “Querer” aquela coisa. É diferente quando você cria uma determinação com a intenção de obter, não de “querer”.
Qualquer palavra que você coloca depois do “EU”, se torna um comando criativo. O gênio da lâmpada – ou Deus – obedece e produz aquilo que você escolhe, sente e diz.

Então, como se explica o fato de demorar tanto, ou nunca chegar, aquilo que escolho obter?

São várias as razões: porque você não crê de poder haver ou merecer aquilo que escolheu; porque não sabe que coisa escolher; porque continua a procurar entender o que seria “melhor” para você; porque quer uma garantia antecipada que as suas escolhas serão certas ou porque você continua a mudar de idéia.
Viver uma vida de escolhas é viver uma vida de ações conscientes. Uma vida vivida casualmente, é uma vida de reações inconscientes. Uma reação nada mais é do que uma ação feita no passado. Quando você re-age, você está, simplesmente, dando uma valorização aos dados recebidos, procurando nos meandros da memória, a mesma experiência (ou uma similar) para agir da mesma forma que agiu em precedência. Esse é um trabalho mental, não do seu EU – a sua alma.
Quando você perde tempo procurando analizar o que é “melhor” para você, a única coisa que você está fazendo é isso mesmo: perdendo tempo.
Agir do ponto de vista da alma e não daquele mental, é poupar um monte de tempo. As decisões são tomadas mais velozes e as escolhas são ativadas rapidamente, sem a revisão, sem a análise crítica das experiências passadas. Logo, a Alma cria ,a mente reage.
A alma sabe que a tua experiência presente foi dada a você por Deus, antes mesmo que você fosse consciente. “Antes que peças, receberás”.

Cada Agora é um precioso dom de Deus, por isso se chama Presente.
A alma entende que você e Deus são UM só, mesmo se a mente continue a negar essa verdade e o corpo reaja com base a tais negociações.
Portanto, no momento de tomar grandes decisões, saia da mente e procure a alma. Quando você perde tempo analizando o que é “melhor”, as escolhas serão cautelosas, as decisões lentíssimas e a viagem terá um mar de expectativas, no qual você poderá se afogar.

Se quiser trazer mais poder na tua vida, procure se conscientizar desse poder; para ter mais saúde, procure se conscientizar da saúde; para ter mais felicidade procure a conscientização dela. Personalize o espírito dessas coisas até que elas se tornem suas de direito.
Lembre-se: É preciso Ser, antes de poder fazer,e só podemos fazer na medida em que Somos e aquilo que Somos depende do que pensamos.
Fonte: Conversando com Deus 2 – A Chave Mestra Sistema

sabato 19 dicembre 2009

O conhecimento do próprio SER – Este è o maior presente que você pode receber/dar neste NATAL


Você sabe Quem-Você-É?

Existe poder no Conhecimento, no desejo e no espírito. E esse poder que habita em você, é a chave para a criação da tua riqueza, da percepção, da intuição e de tudo aquilo que é importante para a tua vida.
De tanto ouvirmos falar sobre temas desse genero, falar de autoconhecimento ou de um encontro com o próprio Ser, como presente de Natal, deixa subito uma pulga atrás da orelha. Mas aqui você vai ouvir a voz da sabedoria... palavras ditas pela mais alta competência no assunto. Prossiga. Garanto que não é colóquio flácido para acalentar bovino – ou, em palavras pobres, conversa mole pra boi dormir. Não!

“Muitas das tomadas de decisões mais importantes na nossa vida, chegaram de forma intuitiva. Você reconhece logo que elas são verdadeiras, antes mesmo de saber o porquê ou como. Elas vêm de uma compreensão profunda que transcende as provas, a lógica, a razão e todos os outros instrumentos com os quais você procura determinar se algo é verdadeiro ou não, e logo, se é importante.

Às vezes você pode entender se algo é importante somente pelo som. Tem o "som da verdade." E assa percepção se encontra enterrada, profundamente, dentro da alma. Uma vez que você consegue percebê-la e viver como experiência, mesmo se momentânea, ficará claro a você que nada vindo do externo pode ser comparável ao que vem de dentro de você. Que nenhum sentimento proveniente de um estímulo ou de uma fonte externa é remotamente semelhante ao êxtase total da comunhão interior. É alí que você se recordará Quem-Realmente-É e experimentará a sensação de que, realmente, você não precisa de nada que seja externo a você mesmo.
Ao adquirir esse conhecimento, você não vai mais procurar o teu ser através dos outros, mas escolherá fazer com que os outros possam conhecer-se através de você, e a tua definição de si mesmo se expandirá. Então, finalmente, compreenderá que somente em presença de algo, você poderá conhecer-se a si mesmo. Porque esse algo é aquilo que você não é. Então: na ausência daquilo que você Não É, aquilo que você é... não tem sentido
Você não pode saber o que você é, se não se confronta com o que você não é. Você não sabe o que é o “quente”, se nunca experimentou o “frio”; não pode definir o alto, se nunca se deparou com o baixo...

O conhecimento do teu Ser, prescinde dos teus pensamentos.

Quando você tiver um problema, tente não pensar sobre ele. Tente SER, simplesmente. Quando você entra na condição de SER, é quando você obtém os maiores insights, a intuição certa para a solução. Tente parar de pensar, totalmente, de vez em quando.

O continuar pensando sobre o problema sò faz atrair mais dificuldades.
Isso porque o pensar é um processo criativo, enquanto o SER é um estado de consciência.
Se você pretende criar a tua felicidade, ou qualquer outra satisfação pessoal, pensar é o sistema mais lento de criação. Lembre-se, a mente deve ter dados para poder criar. O Ser, pelo contrário, não precisa de nenhum dado. Isso ocorre porque os dados são uma ilusão. São algo que foi inventado, não algo que É. Procure criar a partir daquilo que é, ao invés da ilusão. Crie a partir de um estado do Ser e não de um estado mental. Não é possível encontrar nenhuma resposta rápida, se você se limita a pensar sobre o fato. Você tem que sair dos seus pensamentos, deixá-los para trás e avançar em direção ao Ser puro. Todo gênio é taxado de "louco"! E de certa forma é verdade.

Um gênio não cria uma resposta, mas descobre que a resposta estava sempre lá.
Um gênio não cria soluções, encontra-as. E não se trata de uma descoberta, mas de uma recuperação.
O gênio não descobriu nada, ele só recuperou o que foi perdido.
Gênio é uma pessoa que se lembra de algo que todo mundo esqueceu.

Lembre-se. Tudo existe no eterno presente. Todas as soluções, todas as respostas, todas as experiências e percepções. Você precisa somente tomar consciência de que tudo aquilo que você quer e tudo aquilo que você está procurando já foi criado. "Antes mesmo que me peças, creia que já foi respondido."
No entanto, você não pode alcançar um estado de consciência sobre tais coisas, limitando-se apenas a pensar sobre elas. Você não pode pensar consciente, pode somente ser consciente.

A consciência é um estado de ser.

Portanto, quado você estiver confuso ou em dúvida sobre alguma coisa, não afronte o problema com a mente. Se você tiver um problema, não o mentalize ". E quando você estiver rodeado de emoções negativas, nunca páre para pensar nelas. "Pensando" nelas, você está obedecendo àqueles impulsos! Dirigindo a tua mente para elas, você está se deixando controlar.
Saia de sua mente, se torne “louco”.
Lembre-se, você é um Ser humano, não pensamento humano, por isso, procure entrar na dimensão do Ser. Em cada momento presente você É alguma coisa". E o que você sente a cada instante, te diz exatamente o que você está Sendo naquele momento.

As emoções nunca mentem. Elas não sabem mentir. Elas te dizem a cada instante aquilo que você É. O modo como você se sente, é a reação ao estado do teu Ser, naquele determinado momento. E você pode controlar. Você pode mudar o que você está sentindo, simplesmente mudando o seu estado de Ser. O "ser" é um estado em que você entra, não é uma reação.
O "Sentir" é uma reação, mas o "ser" não é.
Suas emoções são uma reação ao que você é, mas o seu ser não é uma reação a coisa nenhuma.
É uma escolha. A consciência é um estado de ser. E a partir deste estado, você pode escolher qualquer outro. Você pode ser sábio ou maravilhoso, tolerante, feliz, compreensivo, paciente e disposto a perdoar.
Para isso, você não precisa fazer nada. Basta simplesmente SER. Não tente "fazer" a pessoa feliz. Escolha SER e qualquer coisa você faça, irá sair daquele estado que você escolheu.
Aquilo que vocé É vai originar o que você faz.
Nunca viu duas pessoas reagirem de forma bastante diferente para as mesmas circunstâncias? Você é quem determina o significado de qualquer coisa. Você é quem decide que significado dar a cada evento. Enquanto você não der um significado às coisas, o significado não existe.
Lembre-se: Nada tem um significado em si mesmo.
O sentido de cada coisa provém do seu estado de Ser. Você é que escolhe, a qualquer momento, de ser feliz ou triste, enraivado ou bem humorado, ou qualquer outro estado escolha.
Não se trata de uma escolha feita por alguém fora de você. A escolha é sua. E a maioria das vezes, escolhe de modo muito arbitrário.
Te digo um grande segredo:
Você pode escolher um estado de ser antes mesmo que qualquer coisa aconteça, da mesma forma que escolhe, depois que algo aconteceu. Assim, você pode criar sua própria experiência, em vez de tê-la. Mas, lembre-se: o pensamento cria a realidade, por isso, se você criou uma realidade que você não gosta, não continue a pensar nela! Mude-a!
Nada é errado, se o pensamento não o determina que seja assim."
Do best-seller “Amizade com Deus” – Um diálogo fora do comum entre Deus e Neale Walsch

lunedì 7 dicembre 2009

Os três assassinos do Amor




Um extraordinário diálogo sobre o Amor, entre Neale Walsch e Deus, extraido do best seller “Amizade com Deus”.

A necessidade – a expectativa – o ciume

Não se pode amar verdadeiramente outra pessoa, se uma destas três coisas estiver presente.

Ensinaram a vocês que Deus é ciumento, tem enormes expectativas e é tão carente que se o amor dele por vocês não for retribuído, vos punirá com a condenação eterna.

Estes ensinos já fazem parte de vossa história cultural. Estão profundamente enraizados em vossa psique que é extremamente difícil erradicá-los. No entanto, enquanto isso não for feito, vocês nunca poderão realmente amar outra pessoa, ou Me amar.

A necessidade é a mais poderosa assassina do amor. No entanto, a maioria de vocês não consegue distinguir a diferença entre a necessidade e o amor, por isso os confunde.

A necessidade se faz presente quando você imagina que exista alguma coisa que vocês precisam, fora de vocês, e que essa coisa é necessaria para ser feliz.

Porque você acha que precisa daquela coisa, então faz de tudo para obtê-la. Muitas pessoas tentam comprar o que elas pensam que precisam. Dão o que elas próprias possuem, em troca daquilo que querem obter. E a esse processo, vocês chamam de amor. Mas a felicidade mais profunda e perfeita está dentro de você e depois de tê-la encontrado, nenhum fator externo poderá igualar ou destruí-la.
Vocês imaginam que este é o modo mais certo para mostrar o vosso amor um pelo outro, porque ensinaram a vocês que é assim que Deus vos ama. Deus teria feito um pacto com você: se vocês me amarem, deixarei vocês entrarem no paraiso, senão, nada pra ninguém.

Alguém lhes disse que Deus é assim, logo, vocês também devem se tornar assim. Dessa forma, na vossa mitologia humana, vocês criaram uma lenda na qual vocês vivem ainda hoje: o amor é condicional.
No entanto, esta não é uma verdade, mas um mito. Faz parte de história cultural de vocês, mas não da realidade de Deus.
Mesmo que vocês eliminem a necessidade dos vossos relacionamentos, vocês terão que continuar lutando contra a expectativa.
Neste estado, você tem a forte convicção de que a outra pessoa deve se comportar de uma certa forma, para confirmar de ser a pessoa que você tinha imaginado ou como você acha que ela deveria ser. Assim como a necessidade, a expectativa é letal, porque reduz a liberdade, e a liberdade é a essência do amor.
Quando você ama alguém, você tem que garantir, a liberdade total para que ela seja quem realmente é. Este é o maior presente que você pode dar ao outro, e o amor sempre oferece o melhor presente.
O amor não espera nada, exceto o que é dado livremente, e a liberdade não sabe nada de expectativas.
Quando você não exigir mais que uma pessoa seja como você idealizou, você será capaz de anular as suas expectativas e amá-la exatamente como ela é. Mas isso só pode acontecer se você ama a si mesmo como você é.
Você recebe o amor do outro, exatamente da mesma forma em que você der o seu próprio. Ele ou ela pode te amar com a mais alta intensidade, mas você só pode receber esse amor, dentro do seu limite de doar. Você não pode experimentar aquilo que não permite ao outro de experimentar.

E isso nos leva ao último ponto em questão: o ciúme.
Se se ama alguém, deve haver ciúmes. E não é só ciúme da pessoa, mas também do trabalho, hobbies, filhos... tudo que possa afastar de você a atenção da pessoa amada. Alguns tem ciúmes até mesmo do cão, ou de um jogo de golfe.
O ciúme tem muitas faces, mas nenhuma delas é bonita.

Livre-se da idéia de que a felicidade depende de qualquer coisa fora de você mesmo, e você estará livre do ciúme.
Renuncie o pensamento de que o amor é algo que você recebe em troca do que você dá, e você estará livre do ciúme.
Coloque de lado a pretensão pelo tempo, risorsas e pelo amor da outra pessoa, e você estará livre do ciúme.
A idéia de sentir ciúmes do tempo que a pessoa que você ama passa jogando golfe, trabalhando no escritório, ou nos braços de outra pessoa, só poderá vir à tua mente se você imaginar que a tua felicidade poderá ser ameaçada, se a pessoa amada é feliz.

- Você disse: "nos braços de outra pessoa"?
- Por que? Amar outra pessoa, significa que não ama você? Deve amar somente você, para que seu amor seja sincero?
- Sim, caracas!
Isto é o que muitos diriam.
Sim, Putzgrila!
- Não me admira, então, que seja tão difícil para vocês, aceitar um Deus que ama a todos igualmente.

Quando isso acontece, vocês tomam logo uma decisão: eu não preciso mais que você me ame. Ame quem você quiser, eu não me importo mais. Você me traiu e a tua infidelidade assassinou nosso amor ... tá tudo terminado!
Não, não é o amor que termina. É a necessidade.
Se decide que não precisa mais daquela pessoa, mas, na verdade, você diz que não precisa dele/dela porque o fato de distribuir o amor machuca muito.
O que acontece é que se assassina a necessidade, não o amor. De fato, alguns de vocês levam consigo esse amor por toda a vida.
Mas o problema fundamental é que, quase todos, confundem o amor com a necessidade. Amar alguém não tem nada a ver com ter necessidade. Você pode amar uma pessoa e precisar dela ao mesmo tempo, mas não amá-la, porque você precisa dela.
Quando você compreender que não precisa de mais nada, fora de você mesmo, só então você poderá amar realmente.

Lembre-se, o amor não tem condições, limitações ou necessidades. Esta é a maneira que Eu amo vocês.

- É certo, então, ser infiel no amor?

- A infidelidade não é uma coisa boa, porque não te leva onde você pretende ir. Isto porque, ser infiel, significa não ser sincero. Primeiro com você mesmo, segundo, com a outra pessoa, logo, com todos os outros.
E se você não for honesto consigo mesmo, você não pode ser com mais ninguém.
Assim, se você ama uma outra pessoa, além da pessoa que deseja ser o seu único amor, você deve dizer-lhe abertamente, claramente e imediatamente.
Se algo acontecer entre duas pessoas, deve-se dialogar. Se para uma delas é algo inaceitável, simplesmente deve-se dizer.
A verdade deve ser compartilhada SEMPRE. com todos e sobre tudo. Se trata de uma comemoração, não de uma admissão.
A verdade deveria ser sempre algo para comemorar, não para ser admitida. Mas você não pode comemorar uma verdade sobre a qual foi-lhe ensinado que deveria ter vergonha. E foi-lhe ensinado a ter vergonha, especialmente, do modo e das razões pelas quais você ama.
Você deve declarar a verdade a todos, sempre, sobre todas as coisas. E que cada um de vocês vivam essa verdade. Em um propósito dessa dimensão, a infidelidade não encontra um lugar.
Dizer ao seu parceiro que você ama outro/a, não é infidelidade. É honestidade.
E honestidade é a maior forma de amor.

O Amor é:
Algo que não é sujeito a condições, limitações ou necessidades.
Como é incondicional, não exige nada para poder ser expresso. Não quer nada em troca e não faz nada por vingança.
Uma vez que é sem limites, não impõe limites aos outros.
Não tem fim e continua para sempre, para além de qualquer limite ou barreira.
Uma vez que é desprovido de necessidades, não pretende tomar nada que não seja dado livremente.
Não procura manter nada que não queira ser mantido.
Não tenta de dar aquilo que sabe que não seria aceito com alegria.
E é Livre!
O amor é a liberdade, porque a liberdade é a essência de Deus, e o Amor é Sua expressão.
O AMOR não é o que se pensa. - Cap VI

mercoledì 2 dicembre 2009

Il Sesso è Sacro! - Parole di Dio




Il più antico testo di erotismo sacro ebraico-cristiano, disponibile a tutti, è il  Cantico di Cantici

Spiegato dai commentatori come l'amore tra Dio e Gerusalemme, non risente degli effetti sessuofobici devastanti che la credenza in un peccato originale ha lasciato sulla successiva interpretazione teologica cattolica.


“Mi abbeveri di baci la tua bocca, perché il tuo amore inebria più del vino.»; «Portami nella cantina. Piantami il tuo stendardo, amore. Con dolci d'uva e con mele sostentami risuscitami. Muoio d'amore.»; «Le tue labbra sono un filo scarlatto, desiderabile è la tua bocca [...] Mi travolgi la mente, sorella mia e sposa. Mi travolgi la mente. Con un solo sguardo, con una sola collana del tuo collo. Meravigliose le tue carezze sorella mia e sposa. Più del vino meravigliose. E l'odore che emani supera ogni profumo. Favi colanti le tue labbra oh sposa. Miele e latte nella tua bocca. Come un Libano di aromi delle tue vesti l'odore. Tu sei l'Oasi sprangata, Sorella mia e sposa. La Sorgente Turata, la Fonte Sigillata. I tuoi scoli sono un Giardino Paradisiaco di melograni, di hennè di nardo di frutti preziosi. [... ]riflessioni.it


Tratto dal dialogo tra Neale Walsch e Dio, nel libro: “Conversazione con Dio 1”
O sexo é sagrado - Palavras de Deus - Português

N.Walsch: Perché hai fatto del sesso un'esperienza umana così bella, così spettacolare, così potente, se tutti noi ci dobbiamo poi tenere lontani da esso quanto più possiamo? Che cosa ci offre? Fare sesso è una buona cosa? Quanto a questo, perché tutte le cose piacevoli sono immorali, illegali o fanno ingrassare”?

Dio: “Non c'è dubbio che il sesso sia una buona cosa. Se non avessi voluto che praticaste taluni giochi, non ve ne avrei forniti i mezzi per farlo. Procurate ai vostri figli cose con le quali non volete che giochino? Giocate con il sesso. È un divertimento meraviglioso. Ma proprio perché è il più grande divertimento che potete trarre dal corpo, che parlate di esperienze strettamente fisiche. Comunque, non distruggete l'innocenza sessuale e il piacere e la purezza del divertimento, della gioia, lasciando da parte il sesso. Non servitevene per ottenere il potere o per scopi nascosti; per la gratificazione dell'ego o per dominarlo; per qualsiasi proposito al di fuori della pura gioia e della più intensa estasi, donata e condivisa -che costituisce l'amore,e quell'amore creato di nuovo -che è una nuova vita! Non ho scelto una maniera deliziosa per moltiplicarvi? Il sesso è gioia, e molti di voi hanno fatto del sesso le cose più disparate a esclusione della gioia. Il sesso, inoltre, è sacro. Ma la gioia e la sacralità si mescolano (sono, in effetti, la stessa cosa), e molti di voi pensano che non sia così. I vostri atteggiamenti in merito al sesso costituiscono uno specchio dei vostri atteggiamenti nei confronti della vita. La vita dovrebbe essere una gioia, una festa, e si è trasformata in un'esperienza di paura, di ansia, di «non-basta-mai», di invidia, di rabbia e di tragedia. Lo stesso può dirsi del sesso. Avete represso il sesso, addirittura come avete represso la vita, invece di esprimere Voi Stessi con abbandono e gioia. Avete coperto di vergogna il sesso, così come avete fatto con la vita, definendolo peccato e vizio, invece che il più alto dono e il più grande piacere.Prima che tu ti metta a protestare dicendo che non avete coperto di vergogna la vita, prendi in esame le vostre collettive abitudini a questo riguardo. I quattro quinti della popolazione mondiale considerano la vita una prova, una tribolazione, un periodo di verifica, un debito karmico che deve essere pagato, una scuola con severe lezioni da apprendere, e in generale un'esperienza da sopportare aspettando la vera gioia, che arriverà dopo la morte. È una vergogna che un così gran numero di voi debba pensarla in questo modo. C'è poco da meravigliarsi quindi del fatto che abbiate considerato peccaminoso proprio l'atto che crea la vita.L'energia che sottolinea il sesso è l'energia che sottolinea la vita; ed essa è la vita! Il senso di attrazione e il desiderio intenso e spesso incalzante di incontrarsi, di unirsi, costituisce la dinamica essenziale di tutto quello che vive. L'ho instillata in ogni cosa. È innata, inerente, interna a Tutto Ciò Che È. I codici morali, le costrizioni religiose, i tabù sociali e le convenzioni emotive che avete posto a circondare il sesso (e a proposito, a circondare l'amore e tutto nella vita) hanno reso in pratica impossibile per voi celebrare la vostra esistenza.Fin dall'inizio dei tempi tutto quanto l'uomo ha sempre desiderato è stato di amare e di essere amato. E fin dall’inizio dei tempi l'uomo ha fatto tutto quello che era in suo potere per rendere impossibile il realizzarsi di tale desiderio. Il sesso è una straordinaria espressione d'amore, l'amore per un altro, l'amore per Se Stessi, l'amore per la vita.

Dovrebbe piacervi, quindi! (E vi piace, solo che non potete confessare a nessuno che vi piace, non osate mostrare quanto vi piace, o diranno che siete pervertiti. E invece è questa idea a essere pervertita.) Se vuoi prenderemo il sesso in esame più da vicino; esploreremo le sue dinamiche con maggiori particolari perché questa è un'esperienza dalle vaste implicazioni. Per ora, e per te personalmente, sappi soltanto che non vi ho dato niente di vergognoso, e meno di ogni altra cosa proprio il vostro corpo e le sue funzioni. Non è necessario nascondere il corpo o le sue funzioni, né l'amore per esse e degli uni per gli altri. I vostri programmi televisivi non si preoccupano di mostrare la più scoperta violenza, ma evitano di mostrare allo scoperto l'amore. L'intera vostra società rispecchia tale priorità.

venerdì 20 novembre 2009

Os sonhos são projetos, não desejos!









Vivemos numa sociedade consumista, numa sociedade de desejos, e não de projetos existenciais. Ninguém planeja ter amigos, ninguém planeja ser tolerante, superar fobias, ter um grande amor. Tantos estão à procura do grande amor e encontrá-lo é possível. Só não se deve esquecer, jamais, que você poderá ter o melhor parceiro ao seu lado, mas será infeliz se não tiver um romance com a própria vida. Contudo, para alcançá-lo, terá de deixar de ser escravo dos padrões de beleza do sistema, se amar intensamente aceitando-se como se é.
Se seus sonhos forem desejos e não projetos de vida, certamente você levará para a sepultura seus conflitos. Sonhos sem projetos produzem pessoas frustradas, servas do sistema.

Muitos dançam sobre o solo,
Mas não na pista do autoconhecimento.
São deuses que não reconhecem seus limites.
Como poderão se achar se nunca se perderam?
Como serão humanos se não se aproximam de si?
Quem são vocês? Sim, digam-me, quem são?
Quem é você? Qual é o seu GRANDE sonho? (O Vendedor de sonhos)

Muitos ficam constrangidos, não sabem responder quem são nem qual é o seu grande sonho. Vários homens bem-trajados, em especial aqueles que não dançam no solo mas se colocam na posição de críticos, ficam atordoados, diante de perguntas tão simples, mas tão penetrantes. Diariamente vivem vidrados na cotação do dólar, nas cotações da bolsa de valores, em técnicas de liderança empresariais, em carros, hotéis, mas muitos jamais dançaram na pista do autoconhecimento, jamais caminharam no território psíquico.
Como poderia uma pessoa sem sonhos proteger a sociedade, a não ser que fosse um robô ou uma máquina de prender? Como um professor sem sonhos pode formar cidadãos que sonham em ser livres e solidários?
Sem filosofar a vida, se vive na superfície. Não se percebe que a existência é como os raios solares que despontam solenemente na mais bela aurora e se despedem fatalmente no ocaso.
Não poucas pessoas consumam muito, mas são autômatas, robotizadas, vivem sem propósitos, sem significado, sem metas, estéril por dentro, não se engravidam de novas idéias. São como especialistas em obedecer a ordens e não em pensar, o que faz aumentar o índice de transtornos psíquicos.
Não existem trajetórias sem percalços, nem oceanos sem tormentas. Conquistas sem riscos, são sonhos sem méritos. Ninguém é digno dos sonhos se não usar suas derrotas para cultivá-los.
Se o acaso for nosso deus e os acidentes, nossos demônios, seremos infantis. Não existem vítimas do sistema mas cada um é autor da sua própria história.
Se você achar que pra você, o destino é algo já pré-determinado, assim será. Nesse caso, você se entrega voluntariamente, nas mãos de outros, não importa de quem, e se torna um barco que navega com o arbitrio das ondas. Se, ao contrário, você reconhece que é criador do seu destino, aí então, você assume conscientemente a responsabilidade de tudo que lhe acontece e lutará com as ondas na tentativa de governar o próprio barco.

Mas fique atento! Você obterá sempre, aquilo que escolher.

O pensamento influencia fortemente o destino do homem, tanto quanto as ações concretas. Quando pensamos em algo, a frequência da energia dos nossos pensamentos se sintoniza em uma determinada zona da Mente Universal que permeia tudo que existe neste mundo. Passando através do corpo do homem, essa energia é modulada pelo pensamento e na saída, assume parâmetros correspondentes ao pensamento. Logo, as circunstâncias da vida se formam, não somente pelas ações concretas, mas, também, por efeito do caráter dos pensamentos de uma pessoa.
Se tiver uma postura hostil para com o mundo, esse mundo lhe responderá do mesmo modo. Se você for habituada a exprimir perenemente insatisfação, você irá encontrar, cada vez mais, motivo para se sentir insatisfeito. Ao contrário, uma postura sempre positiva, poderá mudar para melhor a sua vida, de uma forma natural. O homem obtém sempre aquilo que escolhe, quer aceite ou não. Se existe algo na sua vida que você não deseja, você pode escolher de mudar, mas antes você deve aceitar a coisa indesejada como uma criação sua, a qual decidiu que não lhe serve mais.

Não lute contra o indesejável. Ele vai se agarrar ainda mais em você!

Jamais lutar contra aquilo que você não gosta. Não se ire, não julgue mal nem perca o controle por uma fatalidade ou algo que você julga ruim. Lutar com toda força contra algo que não se quer, equivale a investir energia e atenção naquilo, e dessa forma, a coisa indesejada se materializará, fatalmente, na sua vida. Aceite-a como escolha sua, e diga adeus.
Cada manifestação de não aceitação, é uma emissão de energia com efeito bumerangue. As pessoas, geralmente, não tem uma idéia clara quanto aquilo que quer, mas sabem muito bem daquilo que não quer. Mirando a evitar fatos, coisas ou pessoas indesejáveis, muitos agem de modo tal a obter exatamente o contrário.
É preciso aprender a renunciar. Para renunciar, é preciso antes aceitar. Aceitando, você se sente livre de julgamentos e compreende que as ocorrências, por si mesmas, não são nem boas nem ruins. Elas são simplesmente o que elas são. Sem significados próprios, senão aqueles que você decide dar a elas. Dessa forma você decide, livremente de manter a ocorrência in-desejadas ou deixá-las passar.

Fonte: O Vendedor de Sonhos-Transurfing

lunedì 9 novembre 2009

Nossa consciência è idêntica à consciência do Universo!




O Poder Mental
A Mente Universal é tão maravilhosa que é difícil entender os seus poderes práticos, suas possibilidades e os efeitos que ela produz continuamente. Descobrimos que essa Mente não é apenas inteligência mas é toda substância. 


Hoje, a ciência concorda com o fato de que há apenas um Princípio, consciência ou Mente e é o que permeia todo o Universo, ocupando todo o espaço e é substancialmente idêntico em todos os pontos. Esta substância é realmente poderosa, totalmente sábia e onipresente. Contém todos os pensamentos e todas as coisas. Portanto, está em todos os lugares.

No universo existe apenas uma consciência capaz de pensar, e quando pensa, seus pensamentos se tornam tangíveis por lei. Sendo essa consciência onipresente, deve estar logicamente presente em cada indivíduo, e cada indivíduo deve ser uma manifestação dessa consciência onipresente, onipotente e onisciente. Isso significa que nossa consciência é idêntica à consciência universal, ou seja, há apenas uma mente. Nós representamos a idividualização do Universo. Não há nenhuma maneira de escapar a esta conclusão.


Fazemos escolhas a cada momento de nossas vidas, consciente ou inconscientemente. Escolhendo inconscientemente, corremos o risco de receber tanto o desejável, quanto o indesejável porque tudo o que fazemos em um único dia, é o resultado de nossas escolhas: Vou de carro ou a pé,  como hambúrguer ou salada, me visto de rosa ou de azul? Todas essas escolhas, no final, trazem com si um bom ou mau resultado. A Mente Universal responde sempre e tenta de dar forma ao que você estiver prestando atenção, que seja positivo ou negativo. Esta mente nunca julga. Ela recebe informações através do poder dos pensamentos, procurando os meios de materializá-los. Isto significa que não ha uma entidade que nos responde quando der na veia, ou que nos rejeite quando tivermos cometido um "pecado" e assim por diante. Deus não "doa" nada demais porque Ele já nos tem dado todo o necessário para obtermos o que queremos. Ele nos deu a condição e o maravilhoso poder para criar e realizar. Somos nós que criamos tudo o que temos em nossas vidas através dos pensamentos, palavras e ações, com o livre arbítrio. Nós somos um ser criativo, feito à imagem e semelhança de Deus, e é possível obter tudo o que se escolhe.

A electricidade é uma forma de movimento e seu efeito depende do mecanismo que estão ligados a ela. Deste mecanismo é que dependerà a obtençao ou não do calor, luz, energia, música ou qualquer outra demonstração maravilhosa de poder com a qual essa energia vital é aproveitada. O pensamento é a mente em movimento (assim como o vento é ar em movimento), e seu efeito depende inteiramente do mecanismo com o qual está conectado. Aqui, então, está o segredo de todo o poder mental: depende apenas do mecanismo ao qual està conectado.


Através de todas as épocas, as pessoas acreditavam em um poder invisível, com o qual e por meio do qual, todas as coisas foram criadas e são constantemente recriadas. Podemos dar personalidade a este poder e chamá-lo Deus, ou podemos pensar nele como a essência do espírito que permeia todas as coisas, mas em ambos os casos, o efeito é o mesmo.

Existe o grande mundo mental em que vivemos, nos movemos e onde temos o nosso SER, este mundo é onipotente, onisciente e onipresente, que irá responder aos nossos desejos em proporção direta com as nossas intenções e nossa fé; a intenção deve estar em harmonia com a lei de nosso ser, e por isso devem ser criativas e construtivas; a nossa fé deve ser muito forte para gerar um nível de corrente suficiente para levar à manifestação das nossas intenções, ou seja, os resultados serão do tamanho da nossa fé, ela é o interruptor da luz, você deve ter a certeza de que ao apertar o botão, a luz se acenderá, sem nenhuma preocupaçao de que isso nao aconteça. Essa é a etiqueta de qualquer teste científico.
Os efeitos produzidos no mundo exterior são o resultado da açao e reação do individual sobre o universal; este é o processo que chamamos de pensamento, o cérebro é o órgão através do qual este processo se conclui.


Cada pensamento coloca em movimento as células do cérebro.


Quem olha para dentro e não para fora de si, não pode deixar de usar as forças poderosas que podem, eventualmente, determinar o curso da própria vida, e assim atrair a vibração de tudo o que é melhor, mais forte e mais desejável. O cultivo da atenção é o que diferencia cada homem ou mulher de sucesso, e é, de maneira absoluta, a maior conquista pessoal que se possa alcançar. O poder da atenção pode ser melhor compreendido, comparando-o com uma lente, através da qual os raios do sol se incidem; eles não têm um poder especial, se a lente é movida continuamente de um lugar para outro, mas, mantendo a lente perfeitamente imóvel e deixando que os raios se concentrem em um ponto por um bom tempo, o efeito torna-se-á imediatamente visível. Assim é o poder do pensamento; deixe que a energia seja dissipada, semeando o pensamento de um lado para outro, e não verá nenhum resultado, mas localize este poder através da atenção e concentração, em qualquer tipo de intenção, por algum tempo, e nada será impossível. É através da atenção, que você será, finalmente, em condições de superar os obstáculos de qualquer natureza que apareçam em seu caminho, e a única maneira de adquirir este maravilhoso poder, é através da prática - a prática é a perfeição, nisso ou em qualquer outra coisa. Os grandes homens das finanças estão aprendendo a retirar-se, cada vez mais, da multidão, para que eles possam ter mais tempo para planejar, pensar e criar a condição mental ideal. 

Il pensamento é o processo pelo qual podemos absorver o Espírito de Poder e manter o resultado em nossa consciência interior, até se tornar uma parte de nossa consciência comum. O homem que pode mudar a si mesmo, aperfeiçoar-se, recrear-se, apropriar-se do seu ambiente e controlar o seu destino, é o resultado de cada mente, amplamente despertada para o poder da razão na ação construtiva. Larson.
O Poder Perdido - Cap. IX

Fonte: A Chave Suprema – C.Haanel

domenica 1 novembre 2009

As três potentes emoções que aceleram a obtenção dos desejos!



A FÉ é a química da mente.
As emoções de , do AMOR e do SEXO, são as mais poderosas de todas as emoções positivas principais. Quando as três se misturam, dão o efeito de "colorir" a vibração do pensamento, de modo a atrair a atenção do subconsciente que apanha essa vibração imediatamente, traduzindo-a em seu equivalente espiritual. Daí, transmete-a à Inteligência Infinita - ou Campo de todas as possibilidades, de onde provém todas as coisas.

Amor e fé são psíquicos, e se relacionam com o lado espiritual de homem. Sexo é puramente biológico, e se relaciona com o físico. O mix destas três emoções tem o efeito de abrir uma linha direta de comunicação entre o pensamento da mente humana e a Inteligência Infinita.
A FÉ é um estado da mente que pode ser induzida, ou criada, através de afirmações repetidas, para a mente subconsciente, pelo princípio de auto-sugestão, que termina em transmutar o impulso de pensamento intangível de DESEJO em sua contraparte física. Através dos pensamentos dominantes que permitimos que permaneçam no consciente (sejam pensamentos negativos ou positivos, não importa), o princípio da auto-sugestão alcança, voluntariamente, o subconsciente, influenciando-o com tais pensamentos.

Auto-Sugestão e a Fé
A auto-sugestão tem o papel de CONVENCER a mente subconsciente sobre aquilo que você acredita que receberá e agirá, baseado na convicção (FÉ). A função do subconsciente não é interrogar se aquilo é bom ou ruim para você. As crenças que manifestam os milagres, são aquelas que pertencem à esfera subconsciente, que é sem tempo, espaço, limites, confins ou julgamentos. Sua função é imprimir, na Inteligencia Infinita, a “verdade” que recebeu do consciente, seguindo planos definidos para fazer com que você obtenha aquilo que você deseja. Não é o desejo que produz os resultados, mas as emoções que esses desejos produzem. Deseje o seu bem e você poderá obtê-lo.
Palavras simples, despidas de emoção, não têm influência sobre o subconsciente. Você não obtém resultados apreciáveis enquanto não aprender a alcançar o subconsciente com pensamentos e palavras ditas, que têm de ser emocionalizadas com fé.
Quando os seus pensamentos positivos se intensificam sob a forma de quadros mentais emotizados, acionam o Princípio Criador Universal e ocorre a geração de energia que em tempo apropriado, vai produzir resultados. Seus quadros mentais emotizados geram energia que se propaga em ondas e vão operar para produzir os resultados que elas representam, perpassando todos os obstáculos, sem considerar tamanho, distância e tempo. Para o Universo, não existe nada difícil. O limite é pré-estabelecido por nossas crenças limitadoras. A natureza tem um ritmo para tudo o que produz.
A repetição de afirmação de ordens para sua mente subconsciente é o único método conhecido de desenvolvimento voluntário da emoção de fé. A declaração de um criminologista famoso, explica melhor esse fator: "Na primeira vez que um homem entra em contato com o crime, eles o detestam. Se eles permanecerem em contato com o crime, durante um certo tempo, eles se acostumarão a isto, ao ponto de acharem natural. Se eles permanecerem bastante tempo em contato com o crime, eles, finalmente, o abraçam e ficam totalmente influenciados por ele".
Isto equivale dizer que qualquer impulso de pensamento que é passado repetidamente para a mente subconsciente, finalmente, é aceitado por ela que recebe como uma “verdade” e procede traduzindo aquele impulso em seu físico equivalente, através do procedimento mais prático disponível. Todos os Pensamentos que foram Emocionalizados, (pensamento + sentimento) misturados com Fé, começam imediatamente a se traduzir no físico correspondente deles.

As emoções produzem a manifestação
As emoções, ou os sentimentos, são os fatores que dão vida e ação aos pensamentos. As emoções de , Amor, e Sexo, quando misturados com qualquer impulso de pensamento, dão maior ação do que qualquer uma destas emoções isoladamente.
Não só impulsos de pensamento que estiveram misturado com FÉ- como Amor ou Sexo - mas quaisquer das emoções positivas, ou quaisquer das emoções negativas, mixados com a emoção da fé, pode alcançar, e influenciar a mente subconsciente, produzindo a manifestação.
Sendo assim, fica claro que a mente subconsciente traduzirá em seu físico equivalente, um impulso de pensamento de natureza negativa ou destrutiva, da mesma maneira que agirá com impulsos de pensamento de natureza positiva ou construtiva. Isto explica o porque tantos milhões de pessoas têm experiências que chamamos " infortúnio, ou "azar". Há milhões das pessoas que SE ACREDITAM "sentenciados" à pobreza e ao fracasso, por causa de alguma força estranha da qual ACREDITAM não terem nenhum controle. Elas são os criadores dos próprios " infortúnios " por causa desta CONVICÇÃO negativa passada para a mente subconsciente que aceita como verdade, trazendo-os à manifestação.

O poder do Subconsciente
Sua CONVICÇÃO, ou FÉ, é o elemento que determina a ação de sua mente subconsciente. Não há nada que vc possa fazer para "enganar" sua mente subconsciente, depois de ter dado a ela instruções por autosugestão. Por isso a importância de monitorar cada pensamento. Ter apenas conhecimento, não adianta. É necessário disciplinar a mente através da prática, passando somente informações construtivas para o subconsciente. Com a prática, cada vez mais diminui a necessidade de monitoração.
Se é verdade que pode-se tornar um criminoso através de associação com o crime, (e este é um fato conhecido), é igualmente verdade que o mesmo criminoso pode desenvolver fé sugerindo voluntariamente à mente subconsciente. Entendendo esta verdade, se compreende porque é essencial estimular a mente com as emoções positivas e desencorajar e eliminar as emoções negativas. Uma mente dominada por emoções positivas, se torna um domicílio favorável para o estado de mente conhecido como fé.

Logo, a é o elemento que transforma a vibração ordinária de pensamento, criado pela mente finita do homem, no espiritual equivalente. Se um homem continua a repetir uma mentira para si, no final, ele aceitará a mentira como verdade. Todo homem é o que é, por causa dos PENSAMENTOS DOMINANTES que ele permite ocupar a própria mente. Pensamentos que um homem coloca deliberadamente na própria mente, encorajados com o mix de uma ou mais emoções, constitue um pó explosivo que irá motivar e dar forças que irão dirigir e controlar todos seus movimentos, atos, e ações!

Então: PENSAMENTOS MIXADOS COM QUAILQUER SENTIMENTO E EMOÇÕES, CONSTITUEM UMA "FORÇA MAGNÉTICA" QUE ATRAI DAS VIBRAÇÕES DO ÉTER, OUTROS PENSAMENTOS SEMELHANTES, OU RELACIONADOS.
Um pensamento assim "magnetizado" com emoção, pode ser comparado a uma semente que, quando plantada em terra fértil, germina, cresce, e multiplica inúmeras vezes, E o que era originalmente uma semente pequena, se torna em incontáveis sementes do MESMO TIPO!
A crença limitante vanifica todo pensamento positivo, todo bom propósito, todo sonho ético... por isso, não devemos somente aceitar o conceito de nutrir sempre pensamentos positivos mas procurar desenraizar do nosso cérebro as crenças obsoletas, substituindo-as por novas e eficazes.
Leia Mais:  Criando Abundância - (Capítulo XIII)

Fonte: Napoleon Hill

mercoledì 21 ottobre 2009

Il Potere mentale – Niente è impossibile









La Mente Universale è così meravigliosa che è difficile comprendere i suoi poteri pratici, le sue possibilità e gli effetti che continuamente produce.

Abbiamo scoperto che questa Mente non è solo tutta intelligenza ma tutta sostanza.
L’elettricità è una forma di movimento e il suo effetto dipende dal meccanismo che vi è collegato”. Da questo meccanismo dipende se avere o meno calore, luce, energia, musica o qualunque altra meravigliosa dimostrazione di potenza con la quale questa energia vitale viene imbrigliata.
Il pensiero è la mente in movimento (proprio come il vento è aria in movimento), e il suo effetto dipende interamente dal “meccanismo alla quale è collegato”. Qui dunque è il segreto di tutto il potere mentale; dipende unicamente dal meccanismo che gli colleghiamo.

Attraverso tutte le ere le persone hanno creduto in un potere invisibile, col quale e per mezzo del quale tutte le cose sono state create e continuamente ri-create. Potremmo dare personalità a questo potere e chiamarlo Dio, o possiamo pensare ad esso come l’essenza dello spirito, che permea tutte le cose, ma in entrambi i casi l’effetto è lo stesso. C’è il grande mondo mentale in cui viviamo, ci muoviamo e abbiamo il nostro essere; questo mondo è onnipotente, onnisciente e onnipresente; esso risponderà ai nostri desideri in modo direttamente proporzionale ai nostri propositi e alla nostra fede; il proposito deve essere in accordo con la legge del nostro essere, e così è, deve essere creativo o costruttivo; la nostra fede deve essere alquanto forte per generare una corrente di intensità sufficiente a portare alla manifestazione i nostri propositi. Com’è la fede tua, così esso sia per te, è il marchio di ogni test scientifico. Gi effetti prodotti nel mondo esterno sono la risultanza dell’azione e reazione dell’individuale sull’universale; questo è il processo che noi chiamiamo pensiero; il cervello è l’organo attraverso cui questo processo viene compiuto.



Ogni pensiero mette in moto le cellule cerebrali.
Colui che guarda l’interno anziché l’esterno non può non riuscire ad usare le potenti forze che possono eventualmente determinare il suo corso nella vita, e portarlo così alla vibrazione di tutto ciò che è il migliore, il più forte e il più desiderabile.La coltivazione dell’attenzione è la caratteristica discriminante di ogni uomo o donna di successo, ed è in assoluto la più grande realizzazione personale che possa essere raggiunta.Il potere dell’attenzione può venir meglio compreso paragonandolo ad una lente di ingrandimento tramite la quale i raggi del sole vengono concentrati; essi non possiedono una particolare forza se la lente viene mossa continuamente da un posto all’altro; ma tenete la lente perfettamente ferma e lasciate che i raggi vengano concentrati in un punto per un po’ di tempo e l’effetto diverrà immediatamente visibile.Così è il potere del pensiero; lasciate che il potere venga dissipato seminando il pensiero da un’ oggetto all’altro e non sarà visibile alcun risultato; ma localizzate questo potere tramite l’attenzione e la concentrazione su qualche tipo di proposito per qualche tempo e nulla sarà impossibile.E’ comunque attraverso l’attenzione che sarete finalmente in grado di superare ostacoli di qualsiasi tipo che compariranno da tutte le parti sul vostro cammino, e l’unico modo per acquisire questo meraviglioso potere è tramite la pratica – la pratica è perfezione, in questo e in qualunque altra cosa. I grandi uomini della finanza stanno imparando a ritrarsi sempre più dalla moltitudine, cosìcchè possano avere più tempo per progettare, pensare e creare la giusta condizione mentale.Il pensiero è il processo attraverso cui possiamo assorbire lo Spirito del Potere e mantenere il risultato nella nostra coscienza interiore finchè non diventerà una parte della nostra coscienza ordinaria. Fonte: C.Haanel
L’uomo che può modificare se stesso, perfezionarsi, ricrearsi, padroneggiare il suo ambiente e controllare il suo destino, è il risultato di ogni mente ampiamente risvegliata al potere della ragione nell’azione costruttiva. Larson


Da leggere nel libro "Deus è Quantico ed è nel DNA..."
-Come noi creiamo la nostra realtà - Prosperità e Abbondanza
TRAILER:                                  Sottotitoli in Italiano

mercoledì 7 ottobre 2009

O Universo é organizado segundo principios holográficos!


Não existe separação entre TODOS os seres e o Universo-Deus. 

Em 1982 uma equipe de pesquisa da Universidade de Paris, liderada pelo físico Alain Aspect, conduziu uma experiência, talvez a mais importante do século 20. Aspect e sua equipe descobriu que, submetendo partículas subatômicas, como elétrons, em determinadas condições, elas são capazes de se comunicarem umas com as outras, instantaneamente, independentemente da distância que as separa, seja de 10 metros ou de 10 bilhões km. Como se cada partícula saiba exatamente o que estão fazendo todas as outras. Um fenômeno que exclui a teoria de Einsteina de que não existe possibilidades de comunicação mais rápido que a luz. A experiência de Aspect provou que a ligação entre as partículas subatômicas é, certamente, do tipo não-local. À luz da experiência de Aspect, o renomado físico David Bohm, sustentava que, apesar da aparente solidez, o universo é, na verdade, um fantasma, um holograma gigantesco e esplendidamente detalhado.

O Universo é organizado segundo principios holográficos
Para entender a afirmação surpreendente de Bohm, lançamos um olhar sobre a natureza dos hologramas. Não precisa ir muito longe, basta olhar a sua TV e verá o significado da palavra holograma. As pessoas e objetos não estão verdadeiramente ali, dentro da sua caixa chamada “televisão”. Parecem tão reais na sua tridimensionalidade, mas é uma ilusão! Assim é a nossa suposta “realidade”.
Um holograma é uma uma fotografia tridimensional, produzida com a ajuda de um laser. Para entender melhor, se o holograma de uma rosa é cortado na metade, quando iluminada por um laser, descobrimos que cada metade contém ainda, a imagem completa da rosa. Mesmo continuando a dividir as duas metades, vemos que cada fragmento conterà sempre uma versão menor, mas sempre completa, como a imagem de origem. Cada fragmento contém todas as informações do próprio holograma. Para Bohm, o motivo pelo qual as partículas subatômicas se comunicam, independentemente da distância que as separa, é que a sua separação é uma ilusão. Ele era realmente convicto de que, num nível mais profundo da realidade, estas partículas não são entidades individuais, mas extensões de um mesmo organismo fundamental. Bohm simplifica com um exemplo: Imagine um aquário que contém um peixe. Imagine que o aquário não é visível diretamente, mas apenas através de duas câmeras, uma posicionada frontal e outra lateral.

Olhando para os dois monitores de televisão, podemos pensar que os peixes são duas entidades separadas. A posição das duas câmeras nos dará duas imagens ligeiramente diferentes. Mas, continuando a observar os dois peixes, notamos que eles se movimentam com sincronia: quando um olha para a frente, o outro olha para o lado. Não conhecendo o verdadeiro objetivo do experimento, acreditamos que os dois peixes se comunicam entre si, instantaneamente e misteriosamente. Segundo Bohm, o comportamento das partículas subatômicas, indica que há um nível de realidade à qual não temos conhecimento, uma dimensão que ultrapassa a nossa. Se percebemos as partículas subatômicas como se fossem separadas, é porque somos capazes de ver apenas uma parte da realidade, elas não são "partes" separadas mas sim facetas de uma unidade mais profunda e basilar, que resulta também holográfica e indivisível como a nossa rosa. E como tudo na realidade física é composta por essas imagens, segue-se que o próprio universo também é uma projeção, um holograma.
Além de seu caráter ilusório, o universo teria outras características surpreendentes: se a separação entre as partículas subatômicas é apenas aparente, isto significa que em um nível mais profundo, todas as coisas são infinitamente ligadas. Os elétrons de um átomo de carbono do cérebro humano estão interconectados com as partículas subatômicas que compõem cada salmão que nada, cada coração que bate, e cada estrela que brilha no céu. Tudo permeia tudo. Embora a natureza humana tenta categorizar, classificar e subdividir os vários fenômenos, cada divisão é necessariamente artificial e toda a natureza nada mais é, senão uma imensa rede ininterrupta

Em um universo holográfico, até mesmo o tempo e o espaço já não podem mais ser vistos como principios fundamentais. Conceitos como a localização são quebrados, em um universo onde nada é realmente separado do resto, sendo assim, o tempo e o espaço tridimensional (como as imagens de peixe no monitor de TV) devem ser também interpretadas como meras projeções de um sistema mais complexo. A um nivel mais profunda, a realidade nada mais é que uma espécie de super holograma onde o passado, presente e futuro co-existem simultaneamente. Dispondo de ferramentas adequadas, um dia poderemos ultrapassar esse nível de compreensão da realidade e colher cenas do nosso passado, esquecidas com o decorrer do tempo.
Como o termo holograma, geralmente se refere a uma imagem estática, que não coincide com a natureza dinâmica e o perenemente ativa do nosso universo, Bohm prefere descrever o universo com o termo holomovimento. Dizer que cada única parte de uma película holográfica contém todas as informações disponíveis para a integridade do filme é simplesmente dizer que a informação seja distribuída não-localmente. Se é verdade que o universo é organizado de acordo com o princípio holográfico, presume-se que ele também tem algumas propriedades não locais e, portanto, qualquer partícula existente contém em si mesma, todo o conteudo da imagem total. Dado o pressuposto, todas as manifestações da vida vêm de uma fonte única de causalidade, que inclui todos os átomos do universo. Das partículas subatômicas às galáxias gigantes, tudo é, ao mesmo tempo, parte infinitesimal e totalidade do "Tudo", que chamamos Deus!

O misterioso mecanismo que permitia ao cérebro armazenar as lembranças
Trabalhando em pesquisas sobre o funcionamento do cérebro, o neurofisiologista Karl Pribram, da Universidade Stanford, também se convenceu da natureza holográfica da realidade. Numerosos estudos realizados em ratos, nos anos 20, demonstraram que as lembranças não estão confinadas a certas áreas do cérebro: a partir de experimentos, ninguém conseguiu explicar qual o mecanismo que permitia ao cérebro armazenar as lembranças, até o momento em que Pribram aplicou a este campo os conceitos da holografia. Ele acredita que as memórias não são armazenadas nos neurônios, ou pequenos grupos de neurônios, mas em esquemas de impulsos nervosos que se cruzam em todo o cérebro, assim como os esquemas de feixes de laser que se cruzam em toda a superfície do pedaço de filme que contém a imagem holográfica. Assim, o próprio cérebro funciona como um holograma e a teoria de Pribram explicaria como o cérebro é capaz de conter tantas lembranças em um espaço tão limitado. O cérebro humano pode armazenar cerca de 10 bilhões de informações, durante o tempo de vida média. Por outro lado, foi descoberto que os hologramas têm uma surpreendente capacidade de memorizar. De fato, simplesmente mudando o ângulo no qual dois feixes de raios laser incidem em uma pelicula fotográfica, se pode acumular bilhões de informações somente em um centímetro cúbico de espaço. A nossa incrível capacidade de recuperar, rapidamente, qualquer informação do enorme armazém cerebral, é facilmente explicável, supondo um funcionamento segundo um princípio holográfico. Cada peça de informação parece sempre ser imediatamente ligada a todos os outros: este é talvez o melhor exemplo na natureza de um sistema de referência cruzada.

Há uma quantidade impressionante de dados científicos que comprovem a teoria de Pribram, agora compartilhado por vários neurofisiologistas. O pesquisador ítalo-argentino Hugo Zucarelli aplicou o modelo holográfico aos fenómenos acústicos, intrigado com o fato de que os humanos possam localizar a fonte de um som sem virar a cabeça, mesmo sendo surdo de um ouvido. Daqui resulta que cada um de nossos sentidos é sensível a uma gama muito maior de freqüências. Por exemplo, nosso sistema visual é sensível às freqüências de som, os nosso sentido olfativo também percebe o chamado “requência Osmica e até mesmo células biológicas são sensíveis a uma ampla gama de freqüências. Estes resultados sugerem que somente no domínio holográfico da consciência, estas freqüências podem ser avaliados e sub-divididas.

A realidade è de natureza holografica. Logo, não existe
Porém, o aspecto mais impressionante do modelo holográfico cerebral de Pribram, é o resultado da união com a teoria de Bohm. Se a concretude do mundo é uma realidade secundária e o que existe não é senão turbinas de freqüências holográficas, e, até mesmo o cérebro é somente um holograma que seleciona algumas dessas frequências, transformando-as em percepções sensoriais, o que resta da realidade objetiva? Simplesmente não existe. Como sustentam as religiões e filosofias orientais, o mundo material é uma ilusão. Nós mesmos pensamos que somos entidades físicas, que se movem em um mundo físico, mas tudo isso é pura ilusão. Na realidade, somos uma espécie de "receptores" boiando num mar caleidoscópico de freqüências, e o que extraimos dele magicamente transformamos em uma realidade física: um dos bilhões de "mundos" que existem no super-holograma. Este conceito novo e impressionante da realidade, foi chamado de "paradigma holográfico", e, embora muitos cientistas tenham recebido com ceticismo, já inspirou muitos outros. Um grupo pequeno mas crescente de pesquisadores, acredita que é o modelo mais acurado da realidade, até agora alcançado pela ciência. Em um universo no qual mentes individuais são atualmente porções indivisíveis de um holograma e tudo está infinitamente interligado, os chamados "estados alterados de consciência" pode ser, simplesmente, a passagem a um nível holográfico mais elevado. Se a mente é parte de um continuum, de um labirinto relacionados, não só com as outras mentes existentes ou existidas, mas, também, é ligada a cada átomo, organismo ou área na vastidão do espaço, então, o fato de que a mente seja capaz de fazer incursões nesse labirinto e fazer com que nosso corpo tenha experiência extra-corporea, já não parece assim tão estranho.


Fonte: I Tabloid

domenica 27 settembre 2009

I tre assassini dell’Amore


Immagine Google

Uno straordinario dialogo sull’Amore tra Dio e Neale Walsch tratto dal best seller “Amicizia con Dio” dello stesso Walsch

Il bisogno - L’aspettativa - La gelosia - Non si può amare veramente un’altra persona se una di queste tre cose è presente.

Vi è stato insegnato che Dio è geloso, ha aspettative enormi ed è così bisognoso che se il Suo amore per voi non è corrisposto, vi punisce con la dannazione eterna.
Tali insegnamenti ormai fanno parte della vostra storia culturale. Sono profondamente radicati nella vostra psiche e sradicarli è un’impresa estremamente difficile. Eppure, finché non lo farete, non potrete mai sperare sul serio di amarvi l’un l’altro, o di amare Me.

Il bisogno è il più potente assassino dell’amore mai esistito. Eppure la maggior parte di voi non conosce la differenza tra il bisogno e l’amore e li confonde.
Bisogno è quando immaginate che esista qualcosa al di fuori di voi che non avete e che vi è necessaria per poter essere felici.
Poiché credete di avere bisogno di quella cosa e farete di tutto per averla. Molte persone cercano di acquistare ciò di cui pensano di avere bisogno. Danno ciò che possiedono in cambio di ciò che vogliono avere. E questo processo lo chiamano amore .
Ma la felicità più profonda e perfetta si trova dentro di voi e, una volta che l’avrete trovata, nessun fattore esterno potrà uguagliarla né distruggerla.

Voi immaginate che questo sia il modo giusto di mostrare il vostro amore gli uni per gli altri, perché vi è stato insegnato che è così che Dio vi ama.
Dio avrebbe fatto con voi un patto: se Mi amate, vi lascerò entrare in paradiso, altrimenti niente da fare.Qualcuno vi ha detto che Dio è fatto così, e anche voi siete diventati così.
Così nella vostra mitologia umana avete creato una leggenda che vivete ogni giorno: l’amore è condizionato.
Eppure questa non è una verità, ma un mito. Fa parte della vostra storia culturale, ma non della realtà di Dio.

Anche se riesci a eliminare il bisogno dai tuoi rapporti, forse dovrai lottare ancora con l’aspettativa.
Questo è uno stato in cui tu hai la netta convinzione che l’altra persona debba comportarsi in un certo modo, confermando di essere come tu l’avevi immaginata, o come pensi che dovrebbe essere.
Come il bisogno, l’aspettativa è letale, perché riduce la libertà, e la libertà è l’essenza dell’amore
Quando ami qualcuno, devi garantirgli una libertà totale di essere quello che è. Questo è il maggior regalo che tu possa fargli, e l’amore offre sempre i regali più belli.
l’amore non si aspetta nulla, eccetto ciò che viene dato liberamente, e la libertà non sa nulla delle aspettative.
Quando non esigete più che una persona sia come voi immaginate che debba essere, siete in grado di accantonare le aspettative e di amarla esattamente così com’è, per ciò che è. Ma questo può accadere soltanto se amate Voi Stessi così come siete.
È possibile ricevere l’amore di un altro soltanto nel modo in cui gli date il vostro.

Lui o lei può amarvi a modo suo finché gli pare, ma voi potete ricevere il suo amore soltanto a modo vostro. (Dentro del vostro limite). Non potete sperimentare ciò che non permettete agli altri di sperimentare.

E questo ci porta all’ultimo punto in esame: la gelosia.
Se ama qualcun altro, diventate gelosi. E non siete gelosi soltanto delle persone, ma anche del lavoro, degli hobby, dei bambini, di qualunque cosa in grado di allontanare da voi l’attenzione della persona amata. Alcuni sono gelosi persino del cane, o di una partita a golf. La gelosia ha molte facce, ma nessuna è bella.

Liberati dall’idea che la felicità dipenda da una cosa qualsiasi al di fuori di te, e ti sarai liberato della gelosia.
Rinuncia a pensare che l’amore sia ciò che ricevi in cambio di ciò che dai, e ti sarai liberato della gelosia.
Accantona le tue pretese sul tempo, sulle risorse o sull’amore delle altre persone, e ti sarai liberato della gelosia.
L’idea di provare gelosia per il tempo che la persona che ami trascorre giocando a golf, o lavorando in ufficio, o tra le braccia di qualcun altro, può venirti in mente soltanto se immagini che la tua felicità possa venire compromessa quando la persona amata è felice.
Hai detto “tra le braccia di qualcun altro”?
Perché, amare un altro, significa che non ama te?
Deve amare soltanto te, perché il suo amore sia sincero?

Sì porca miseria!
Questo è ciò che direbbero molti.
Sì porca miseria
.

Nessuna meraviglia, allora, che vi sia tanto difficile accettare un Dio che ama tutti allo stesso modo.

Quando questo succede, prendete una decisione: non ho più bisogno che tu mi ami. Ama chi ti pare, io non ci sto più. Mi hai tradito e la tua infedeltà ha ucciso il nostro amore… è tutto finito!
No, non è l’amore che finisce. È il bisogno. Decidete che non avete più bisogno di quella persona.
In realtà, non volete aver bisogno di lei/lui perché vi fa troppo male.
Questo è ciò che accade. Uccidete il bisogno, non l’amore. Di fatto, alcuni di voi si portano dietro quell’amore per tutta la vita.
Il problema è che quasi tutti confondono l’amore con il bisogno. Amare qualcuno non ha nulla a che fare con l’averne bisogno.
Puoi amare una persona e averne bisogno allo stesso tempo, ma non amarla perché ne hai bisogno.
Quando non hai bisogno di nulla, soltanto allora puoi amare davvero. Ricorda, l’amore non ha condizioni, limiti o bisogni.
Questo è il modo in cui Io amo voi.

E’ giusto, allora essere infedele nell’amore?
l’infedeltà non è una buona cosa, perché non vi porta dove volete andare. Questo perché essere infedeli significa non essere sinceri, dovete sempre essere sinceri. Prima verso voi stessi, poi verso un’altra persona, quindi verso tutti gli altri.
E se non siete sinceri con voi stessi, non potete esserlo con nessun altro.

Così, se amate un altro, oltre alla persona che vorrebbe essere l’unico vostro amore, dovete dirglielo, apertamente, onestamente, direttamente, chiaramente e immediatamente.
Se accade qualcosa tra due persone, se ne parla. Se per uno dei due si tratta di una cosa inaccettabile, lo dice, semplicemente.
Si condivide la verità con tutti, su tutto, sempre. Si tratta di una celebrazione, non di un’ammissione.
La verità dovrebbe sempre essere qualcosa da celebrare, non da ammettere.
Ma non potete celebrare una verità di cui vi è stato insegnato che dovreste vergognarvi. E vi è stato insegnato di vergognarvi soprattutto del modo e dei motivi per cui amate.
Dovete dichiarare la verità sempre, su ogni cosa, a tutti. E che vivrete quella verità. In un impegno del genere, l’infedeltà non trova posto. Ma dire al vostro partner che amate un altro non è un’infedeltà. È onestà. E l’onestà è la più alta forma d’amore.

L’Amore è:Qualcosa di non soggetto a condizioni, limiti o bisogni.
Poiché è incondizionato, non richiede nulla per poter essere espresso.
Non vuole nulla in cambio e non fa nulla per vendetta.
Poiché è senza limiti, non impone limiti agli altri.
Non ha fine e continua per sempre, al di là di ogni confine o barriera.
Poiché è privo di bisogni, non cerca di prendere nulla che non sia dato liberamente.
Non cerca di mantenere nulla che non voglia essere mantenuto.
Non cerca di dare ciò che sa che non sarebbe accettato con gioia.
Ed è libero.
L’amore è libertà, perché la libertà è l’essenza di Dio, e l’amore è la Sua espressione.

L'AMORE Non è ciò che si pensa - Capitolo VI

mercoledì 16 settembre 2009

Aberrações da Natureza II – Criança de um ano grávida?


Médicos da China ficaram perplexos após constatarem que Kang Mengru, uma criança de apenas um ano de idade, nascida em Luohe City, na província central chinesa de Henan, está realmente grávida. A noticia saiu no jornal britânico The Sun e fez a volta ao mundo.
O fenômeno foi notado, quando a menina começou a apresentar uma anomalia abdominal, aumentando desmesuradamente de volume, o que fez pensar que se tratasse de uma inusitada gravidez.
Levada para ser examinada, a pequena Kang Mengru se submeteu a vários exames médicos, constatando-se que existe realmente um feto parasita em seu corpo, um caso muito raro de um gêmeo parasita – somente 100 casos em todo o mundo, foram detectados - e somente uma intervenção cirúrgica poderá salvá-la.
O mais impressionante é que o seu irmãozinho parasita, se mexe continuamente, e isso deixa as pessoas quase em estado de choque, enquanto a pobre Kang, inocentemente se diverte. O povo ignorante acha que ela é “um pequeno demônio” que está “grávido”. Pode?

Mas, por mais bizarro que essa história possa parecer, a realidade é bem outra. Embora muitas pessoas pensem que Kang Mengru, esteja grávida, coisa impossível com apenas um ano de idade, é óbvio que isso não está acontecendo. Não é uma gravidez mas uma aberração da natureza onde um feto parasita nasceu dentro dela e se desenvolveu por si só.
A gravidez, propriamente dita, segue um processo totalmente diferente daquele em que está processando na pequena Mengru.


A pobre Kang Mengru, parece ter nascido mesmo com a macaca. Foi abandonada pelos verdadeiros pais e foi adotada por um casal chinês, sem filhos, que ignorava o fato de que, além da missão de criar e educar a criança, eles teriam uma missão ainda mais sublime, a de salvar a sua vida.


O fato é que os pais adotivos, nao têm muita condição financeira para pagar a cirurgia, e, desesperados, esperam nas doações voluntárias, para poderem operar a menina e salvar sua vida. Vamos torcer para que Kanguizinha se salve, e, quem sabe, seu irmãozinho/filho também?
Leia no celular

sabato 5 settembre 2009

A Velhice é um fenômeno aprendido! A imortalidade pode ser algo real!!




Pelo fato de a mente influenciar cada célula existente no corpo, o envelhecimento humano é um processo fluido e cambiável; pode ser acelerado, reduzido, parar por algum tempo e até mesmo reverter-se. Centenas de descobertas, fruto de pesquisas realizadas nas três últimas décadas, comprovaram que o envelhecimento é muito mais dependente do indivíduo do que jamais se sonhou no passado. Para desafiar o envelhecimento em sua essência, tem que ser desafiada primeiro toda a visão que temos do mundo, pois ninguém dispõe de mais poder sobre o corpo do que as crenças de nossa mente.
O mundo físico, inclusive nossos corpos, é uma resposta do observador. Criamos os nossos corpos assim como criamos a experiência do nosso mundo.
Em essência, nossos corpos são compostos de energia e informação, não de matéria sólida. Esta energia e informação são manifestações dos infinitos campos de energia e informação que alcançam todo o universo.

A bioquímica do corpo é um produto da consciência.
Crenças, pensamentos e emoções criam as reações químicas que sustentam a vida de cada célula. Uma célula que envelhece, é o produto final da consciência que se esqueceu de como permanecer jovem.
A percepção parece ser automática, mas na verdade é um fenômeno aprendido. O mundo onde você vive, inclusive a experiência do seu próprio corpo, é completamente ditado pelo modo como você aprendeu a percebê-lo. Se mudar a sua percepção, você mudará a experiência do seu corpo e do seu mundo. Impulsos de inteligência criam o seu corpo em novas formas a cada segundo. Você se constitui na soma total desses impulsos, e, ao mudar seus padrões, você também mudará.
Embora cada pessoa pareça ser separada e independente, todos nós estamos ligados a padrões de inteligência que governam todo o cosmos. Nossos corpos são parte de um corpo universal, nossas mentes são um aspecto de uma mente universal.

O tempo não existe enquanto valor absoluto, apenas a eternidade. O tempo é a eternidade quantificada, a perenidade fragmentada em pedaços (segundos, horas, dias, anos) por nós mesmos. O que chamamos de tempo linear é um reflexo de como percebemos as mudanças. Se pudéssemos perceber o imutável, o tempo conforme o conhecemos, cessaria de existir. Podemos começar a aprender a metabolizar a não-mudança, a eternidade, o absoluto. Ao fazê-lo, estaremos prontos a criar a fisiologia da imortalidade.
Cada um de nós habita uma realidade que jaz além de todas as mudanças. Bem no fundo, desconhecido dos cinco sentidos, existe uma essência íntima do ser, um campo de não-mudança que cria a personalidade, o ego e o corpo. Este ser é a nossa essência — quem somos nós de verdade.Não somos vítimas do envelhecimento, da doença e da morte. Essas coisas são parte do cenário e não daquele que vê, o qual é imune a qualquer forma de mudança. Este que vê é o Espírito, a expressão do ser eterno.
Estas são suposições vastas, componentes de uma nova realidade, e no entanto todas são alicerçadas nas descobertas que a física quântica fez, há quase cem anos. As sementes deste novo paradigma foram plantadas por Einstein, Bohr, Heisenberg e outros pioneiros da física quântica, que perceberam que o modo, geralmente aceito de ver o mundo físico, era falso. Embora as coisas lá fora pareçam ser reais, não há qualquer prova de sua realidade independente do observador. Não há duas pessoas que compartilhem exatamente o mesmo universo. Cada visão de mundo cria seu próprio mundo.
Você é muito mais do que seus limitados corpo, ego e personalidade. As regras de causa e efeito, tais como você as aceita, reduziram-no ao volume de um corpo e à duração de uma vida. Na realidade, o campo da vida humana é aberto e sem limites. Uma vez que você se identifique com essa realidade, a qual é consistente com a visão quântica do mundo, o processo de envelhecimento se modificará fundamentalmente.

Acabando com a tirania dos sentidos
Por que aceitamos uma coisa como real? Porque podemos vê-la e tocá-la. Todo mundo nutre um preconceito em favor de coisas que são confortadoramente tridimensionais e que nos são apresentadas como tais, por nossos cinco sentidos. Visão, audição, tato, paladar e olfato servem para reforçar a mesma mensagem: as coisas são o que parecem. De acordo com esta realidade, a terra é plana, o chão sob os nossos pés é estacionado, o sol nasce no leste e se põe no oeste, tudo porque assim parece aos nossos sentidos. Enquanto os cinco sentidos foram aceitos sem questionamento, tais fatos permaneceram imutáveis.

Einstein percebeu que tempo e espaço são também produtos de nossos cinco sentidos; vemos e tocamos coisas que ocupam três dimensões, e experimentamos os fatos como acontecendo em ordem seqüencial. No entanto, Einstein e seus colegas, foram capazes de remover a máscara das aparências. Eles reorganizaram tempo e espaço em uma nova geometria que não tinha princípio nem fim, nem margens nem solidez. Cada partícula sólida no universo, passou a ser um feixe espectral de energia vibrando num imenso vazio. O velho modelo de espaço-tempo foi esmigalhado, substituído por um campo fluido, intemporal, de transformação constante. Este campo quântico não é separado de nós — ele é nós.

Onde a natureza vai para criar estrelas, galáxias, quarks e léptons, você e eu vamos para criar-nos a nós mesmos. Embora os seus sentidos lhe digam que você habita um corpo sólido no tempo e no espaço, esta é tão-somente a camada mais superficial da realidade. Seu corpo é algo muito mais milagroso — um organismo que flui com a força de milhões de anos de inteligência. Esta inteligência é dedicada a observar a mudança constante que tem lugar dentro de você. Cada célula é um terminal em miniatura conectado ao computador cósmico. Por esta perspectiva, dificilmente parece possível que os seres humanos envelheçam.

Por mais fraco e desamparado que pareça um bebê recém-nascido é superiormente defendido contra a devastação causada pelo tempo. Se um bebê pudesse preservar seu estado de imunidade quase invulnerável, nós todos viveríamos pelo menos duzentos anos, de acordo com as estimativas dos fisiologistas. Se o bebê pudesse preservar suas artérias cintilantemente lisas, tão flexíveis quanto seda, o colesterol não encontraria ponto algum para se alojar e as doenças cardíacas seriam desconhecidas. Cada uma dos cinqüenta trilhões de células do recém-nascido é límpida como uma gota de chuva, sem um único traço de resíduos tóxicos; tais células não têm motivo para envelhecer, porque nada dentro delas começou a perturbar seu perfeito funcionamento. No entanto, as células do bebê não são novas — os átomos que há nelas, estão circulando no cosmos há bilhões de anos. mas o bebê foi feito novo por uma inteligência invisível voltada para a tarefa de modelar uma forma de vida única. O campo perene inventou um novo passo de dança, os ritmos pulsantes de um corpo recém-nascido.

Envelhecer é uma máscara para a perda desta inteligência. A física quântica nos diz que não há fim para a dança cósmica — o campo universal de energia e informação nunca cessa de se transformar, tornando-se novo a cada segundo. Nossos corpos obedecem ao mesmo impulso criativo. Um número estimado de trilhões de reações, têm lugar em cada célula a cada segundo. Se este fluxo de transformação um dia for interrompido, as células entram em desordem, o que é sinônimo de envelhecimento.
O pão velho azeda porque fica simplesmente ali, vítima da umidade, dos fungos, da oxidação e de vários processos químicos destrutivos. Um paredão de calcário desmorona com o tempo porque é castigado pelo vento e pela chuva e porque não tem poder para se reconstruir. Nossos corpos também são submetidos ao mesmo processo de oxidação e são atacados por fungos e vários germes; e são expostos ao mesmo vento e à mesma chuva. Mas, ao contrário de um paredão de calcário ou de um pedaço de pão, nós somos capazes de nos renovar.

Nossos ossos não se limitam a armazenar cálcio do jeito que o paredão de calcário faz — eles fazem o cálcio circular. Átomos novos de cálcio entram constantemente em nossos ossos e os deixam de novo para se tornarem parte do sangue, pele ou outras células de acordo com as necessidades do corpo.
Einstein nos ensinou que o corpo físico, como todos os objetos materiais, é uma ilusão, e tentar manipulá-lo pode ser como querer agarrar uma sombra sem encontrar sua substância. o mundo invisível é o mundo real, e quando estivermos dispostos a explorar os níveis invisíveis de nossos corpos, poderemos recorrer à imensa força criativa que jaz na nossa fonte.

Fonte: Corpo sem idade, mente sem fronteiras - Deepak Chopra