sabato 28 aprile 2012

Surge um novo Humano – A Paz é Possível!


Nunca como agora, se verificou uma mudança de energia no planeta como a que estamos vivendo. Estamos sentados na energia de algo que nunca vimos antes, nem nossos pais, nem mesmo nossos avòs. É uma energia benevolente, criadora do Universo. estamos prestes a abrir a porta e olhar para algo que não é linear e que tem uma predisposição à generosidade, à benevolência.. Estamos começando a receber o fator quântico da benevolência em nossa consciência que irá construir a Paz na Terra.
É um período histórico, chamado de A Mudança das Eras (The Shift of the Ages) que marcará a conclusão de um paradigma, de um padrão que perpetuou a ilusão da nossa separação das forças criativas do universo, para o nascimento de um novo padrão que permitirá reconhecer a unidade em todas as coisas da vida.
A energia do planeta mudou dramática e profundamente, realinhando-se para algo muito grande. Algo que as escrituras sempre prometeram e que toda humanidade tem almejado por séculos sem fim.
Aqui, Kryon nos ajuda a sair, por um momento, da caixa do nosso pensamento linear e nos estimula a considerar a realidade por uma ótica multidimensional. 

Kryon: (2002) Certamente, durante a sua vida, muitos rezaram pela solução daquilo que aparenta não ter solução, mas somente agora, estão vendo o potencial para a proclamada Paz na Terra. Poderão pensar que a natureza humana tem sempre buscado poder e ambição. A Paz è impossível!
Alguma vez você pensou que haveria de testemunhar a evolução da raça humana, no decurso da sua vida?... Há uma nova realidade em marcha.
As crianças que estão  chegando agora, não representam o paradigma da velha natureza humana, elas representam um novo tipo de Humanidade, uma mudança da “Natureza Humana”.
Que espécie de realidade é esta que está trazendo ao mundo crianças tão diferentes, fazendo com que vocês precisem de aprender como criá-las (Crianças Índigo)? Este grupo é total e repentinamente distinto das crianças que sempre tiveram! Podem nomear este fenômeno como quiserem, mas, meus amados, as crianças que estão nascendo agora, representam um novo tipo de Humanidade. Isto é uma mudança da “Natureza Humana”. Elas não representam o paradigma da velha natureza humana. Elas terão rasgos humanos, muito parecidos aos já vistos e conhecidos. Mas, observem essas crianças, porque estão olhando em volta e dizendo: “Porque é que as coisas são assim?”

A nível celular, elas têm a sabedoria, o conhecimento e a profunda capacidade de criar um mundo, em que a Paz seja o objetivo principal. A tarefa da nova Humanidade é unir a população mundial e fazer com que essa união funcione, as trocas comerciais funcionem em conjunto, a tolerância seja lei e as fronteiras desapareçam. Muitos que frequentemente só vêm o lado negativo, dirão que a Humanidade tem eons de história para prova que isso não é possível, que a natureza básica humana afugentará essa esperança. Pois bem, a natureza humana que existia, já não mais existe!...
Quando chegar a segunda geração, verão um novo tipo de líderes. Verão que a integridade dentro do germe do indivíduo, dominará o germe da velha natureza, que buscava apenas poder e ambição. Estas crianças são diferentes e vos darão um planeta diferente, se vocês deixarem.
Elas têm um propósito como nenhum outro ser humano que tenha chegado a este planeta de livre arbítrio. Elas têm um grande propósito, e há uma diferença enorme entre a forma que costumava ser quando vocês chegaram, e a maneira como é agora. Prestem atenção, pois verão que o propósito delas é coletivo, mas o seu contrato é individual. Vocês nunca tiveram um propósito coletivo. Não era possível que essa abrangência estivesse dentro da vossa estrutura espiritual. Repentinamente, vocês poderão ver nessas crianças.

Será o fim das guerras?
Falando da perspectiva geral – de nação com nação - haverá um consenso no planeta que está evoluindo. Algum dia veremos o intercâmbio e o compromisso cultural como algo muito mais aceitável que a guerra de conquista e a intolerância religiosa. É uma profunda mudança na consciência humana e, inclusive, na própria natureza humana. Isto é o que começa a acontecer e isto é realmente novo. Oh! Haverá ainda muitas lutas tribais, por algum tempo. É a parte residual da natureza humana.

Deus mudou?
Talvez tenham estudado as civilizações de várias épocas e viram como Deus foi representado na história. De fato, viram o que fez Deus, conforme informações daqueles que estavam lá... tal é a modalidade da história. Em função destes escritos, alguns, inclusive, rotularam e compartimentalizaram Deus. Alguns falaram de um velho Deus, chamado o “Deus da Lei”. Muitos informaram: “O Deus daquela época foi muito duro. Vejam o que fez Deus à Humanidade naquela época, quando se comportava mal. Então, distribuia muitos castigos severos.” 
Portanto, muitos acham que talvez Deus tenha mudado através dos milênios.
Definam Deus da forma que quiserem, seja o que for que signifique para vocês – se Deus significa o coletivo que são vocês – se significa toda a energia espiritual do Universo, cheia de amor – ou, inclusive, um Deus como entidade que cuida de tudo.
Deixem-me colocar algo claramente: Deus nunca muda! Deus é família, e esta família é estável. Nunca houve mudança na energia de Deus. “Então, como podes explicar as ações de Deus do Antigo Testamento? E o Deus da Nova Era? Parecem ser tão distintos!”

Aqueles que fazem esse tipo de discussão, têm o conceito inteiro ao contrário! O que estão vendo é uma mudança humana dramática! Esta tem sido a nossa mensagem desde que começamos a passar-lhes a verdade sobre a energia da Terra (1989). As mudanças de consciência da humanidade criam mudanças profundas no que é percebido como realidade.
Na velha consciência, que vocês chamaram de a dispensação da lei, o que se relatou foi a forma que se percebeu através dos “filtros da realidade” dos tempos. O que se escreveu foi o que os Humanos que estavam lá pensavam de Deus, enquanto escreviam sobre a experiência. Em uma dispensação de amor, Deus não mudou. Pelo contrário, o fizeram os Humanos!
Sua consciência trouxe à humanidade uma energia de compaixão completamente nova. A humanidade conseguiu experimentá-la e, assim a viram. Era desta forma que “sentiram” e a informaram. Certamente, à medida que a consciência do informante mudou, fez com que parecesse que a própria divindade houvesse mudado. Tudo estava nos olhos de quem percebia.
Os que estavam na energia densa não viram o invisível. Portanto, não entenderam a compaixão e o amor. Tudo o que viram, transmitiram da melhor forma que puderam dentro de uma capacidade dimensional limitada. Agora, aqui estão vocês em uma energia prevista, onde os presentes da divindade estão sendo expostos de uma maneira mais forte do que nunca. O véu está se rasgando. Alguns de vocês estão em fase de descoberta – alguns até estão vendo coisas interdimensionais! A rede magnética do planeta se deslocou, a rede cristalina está sendo reescrita e os cetáceos da Terra (delfins e baleias), estão para ser contatados, graças à sua memória. É um tempo assombroso que conecta a humanidade com aquilo que os Mestres lhes disseram que era possível.

Realmente, é um tempo novo. Mas Deus não é uma dessas coisas novas. Porque a família permaneceu séria, e sua energia hoje é a mesma, desde quando foi criada a Terra. 
Em 1989 lhes dissemos que este planeta mudaria tão dramaticamente que haveria mudanças massivas na rede magnética. Isto aconteceu. Os cientistas comprovaram. Que significa para vocês? Não imaginaram que, talvez, a Terra estivesse deslocando-se dimensionalmente, ou que estava acelerando no tempo? O AGORA mudou – o tempo real foi alterado e a geologia do planeta está respondendo a um tempo mais veloz. Geologicamente, estão vendo coisas que, talvez, não tivessem visto durante toda a sua vida. Mas as coisas são relativas à sua existência, por isto não as viram. Mas sentiram e viram as coisas que dissemos que ocorreriam. Entretanto, o indivíduo não está consciente das mudanças de energia, simplesmente as vê como parte da vida em um planeta mutante. Esse indivíduo não está equivocado e não é julgado pelo Espírito. Trata-se do livre arbítrio da humanidade e de como mudará a energia dos Humanos por si mesmo, sem interferência.

O poder da intenção é o catalisador divino para a co-criação.
Conduz a humanidade adiante e o que está por trás da reação da Terra é o poder da consciência da humanidade.
Ainda que o poder da intenção tenha se modificado, havendo novas formas de transformá-lo em uma ferramenta cada vez mais poderosa, sempre foi o condutor de sua realidade.
Foi a intenção humana que originou a nova energia na Terra. Foi a intenção humana que anulou o Armagedom. É a intenção humana que, neste momento, está criando no planeta as condições que conduzirão à possível Nova Jerusalém. Desde o princípio foi vista como algo que poderia ser medido na humanidade para fazer mudar a sua história. É a ferramenta divina da criação, que coloca o poder último dentro da esfera da humanidade para reescrever a história e, portanto, mudar a vibração do planeta Terra.

A pura intenção é energia divina que cria milagres!
Durante 12 anos, ensinamos que o poder da intenção foi sempre uma das chaves para a co-criação pessoal. A pura intenção no Ser Humano é vista como energia divina. É assombroso. Em uma Terra de nova energia, com novos alinhamentos magnéticos e cristalinos, o poder da intenção está sendo completamente reconfigurado. Está voltando uma ferramenta mais grandiosa e vasta. Qual é a sua intenção para a sua biologia? Comecem a falar com a sua estrutura celular, comecem a falar com seus grupos sangüíneos, comecem a se dar conta de que as células estão escutando a intenção de sua própria mente e, a seguir, façam exames de sangue regulares para verificar o que vocês estão fazendo. Criem sua própria prova 4D sobre a intenção nesta nova energia.
Quando começarem a afugentar os desequilíbrios internos, e as enfermidades começarem a retroceder, recordarão onde escutaram isto. A intenção tem a ver com sintonizar-se com uma nova frequência, uma nova estação. Significa uma energia divina representada pelo Humano que toma a mão do Espírito e não a solta mais. É a energia dos mestres que caminharam na Terra, os que lhes disseram que poderiam ser como eles.
“Pedro, você pode caminhar sobre a água, sabia? Faça-o.” Escutaram isso? Trata-se de habilitar o Ser Humano para que vá mais além da física. Vão e leiam de novo, porque Pedro o fez e o fez sem ajuda, até que duvidou que fosse verdade.
A energia que está começando a penetrar em alguns de vocês é literalmente o retorno à Terra de uma energia mestra coletiva.

Porque muitas profecias NÃO se cumprirão!
Permitam-me dar-lhes uma informação metafórica, para que a recebam e compreendam com maior claridade: Digamos que em algum lugar exista uma outra Terra desabitada. Digamos que essa Terra está em uma outra realidade. Podem denominar de realidade alternativa, se assim o desejarem; e isto é realmente certo. Para compreenderem esta visão, o certo é que existem muitas Terras! Mas todas estão em um outro marco de tempo, algo que vocês e os seus cientistas chamam de outra dimensão. Vocês cresceram dentro desta outra Terra, mas saíram dessa realidade e mudaram a matéria sob seus pés. Vocês mudaram o marco do tempo, a biologia e a geologia. Agora a Terra está em outra via... uma que os profetas nunca previram.

Onde está a prova desta afirmação extravagante?
Está em toda parte. Respondam a estas perguntas seriamente e façam sua própria avaliação daquilo que vocês observam. Como explicam que não houve o Armagedom? Era algo profetizado consistentemente através dos tempos. Por que a queda da União Soviética (protagonista do Armagedom) não constou em nenhuma profecia? Em que profecia constou o ocorrido em 11 de setembro? Presenciaram alguma mudança climática ultimamente que possa dar-lhes uma pista de que houve uma alteração geológica acelerada na década passada? Como explicam que a rede magnética da Terra tenha se movido exatamente como dissemos que aconteceria nos últimos 12 anos? (Falando em 2002).
Ocorreu algum acontecimento raro não previsto... decisões de líderes não usuais que pareceram fora da “norma”... velhas alianças rompidas? Sentiram que o tempo se multiplicou nos últimos três ou quatro anos? (1999-2002)
Vocês estão em uma realidade diferente... que não está rodeada de profecias e que é absolutamente nova. Não há entidade nenhuma do outro lado do véu que saiba o que vocês vão fazer amanhã ou o que vai suceder com o planeta.
Está em suas mãos. Acabaram-se os dias em que buscavam orientação em suas antigas profecias.

Kryon, e os antigos mestres do planeta? Eles não estavam na velha energia?
Não, os verdadeiros mestres, não. Os verdadeiros mestres que caminharam sobre esta Terra são todos uma família, todos eles. Podem enumerá-los a partir da mais antiga linhagem de Abraão, através de Maomé, até às culturas do longínquo Oriente, até as atuais mensagens dos avatares vivos hoje em dia. Lancem o seu olhar para a sua mensagem básica.
Voltem à fonte. Não dependam do que as pessoas dizem sobre o que eles quiseram dizer. Não entreguem o seu poder de discernimento a alguém que vá interpretar as palavras de um mestre para vocês. Vocês estão capacitados e são tão bons como o melhor dos intérpretes “treinados”. Voltem à fonte e descubram o que disseram. Eles falarão de compromisso e unidade. Eles unificaram tribos que estavam separadas – deram soluções para quem não as possuía. Muitos foram aos cumes das montanhas para que todos escutassem e falaram da habilitação humana. Disseram aos que os cercavam que os humanos podiam ser como eles! Deram a todos vocês coisas para meditarem durante eras... práticas, espirituais e históricas.

Os mestres da Terra conheciam as potencialidades – e falaram o que vocês podiam fazer; todos eles lhes falaram. Antigos e recentes, todos eles falaram destas coisas. Mestre após mestre falou que a humanidade era uma parte de tudo o que é, alguns inclusive os convidaram a ser “Filhos e Filhas de Deus”. Esses mestres eram atuais na época e são atuais agora. Eles sempre serão atuais. São profundos fragmentos de Deus, que não mudam, porque representam o amor de Deus que é o mesmo para sempre. Nenhum deles desejava ser adorado. Isto foi feito pelos homens e não o que eles pediram.
Assim, todos esses mestres representaram a energia do agora e sabiam tudo a respeito das potencialidades do Humano da Nova Energia. Portanto, eles são tão novos hoje como no dia em que vieram na Terra. Recordem isto. Eles ainda estão aqui!
Krion 

lunedì 23 aprile 2012

Os “crop circles” é um incentivo a procurar um enquadramento matemático de base 12.


Clamoroso! O tema aqui proposto, irá fazer regirar os olhos nas órbitas dos mais ENTENDIDOS:

-O Numero “pi” não é irracional!
-A matemática de Base 12 é universal, galática e Sagrada!
-Os UFOs que arquitetam os crop circles são nossos parentes!
-O DNA possue 12 cadeias e não 2!

Todos esses padrões estão sendo apresentados, para vos dar boa informação acerca do funcionamento do Universo e daquilo que vai chegar ao planeta. O importante código, que está sendo transmitido atualmente, através dos sucessivos padrões, é uma mensagem essencial relativa à vossa matemática planetária. (Kryon)

Círculos nas Plantações são desenhos e padrões que surgem instantaneamente em campos de trigo, cevada, , canola, soja, milho etc… A perfeição com que são feitos, chega a imaginar que somente entidades extraterrestres sejam capazes de criá-los. São arte fratais com precisão e simetria geométrica, lembrando uma geometria sagrada, o que levando à especulação e debate apaixonado por arqueológicos, religioso, estudados  por  vários grupos de cientistas e pesquisadores, paranormais entusiastas, ufólogos e investigadores de anomalias. Até hoje continuam tentando encontrar alguma explicação para este fenômeno mas as únicas conclusões incontestáveis a que chegaram por enquanto, é que as figuras não foram feitas por seres humanos e que o fenômeno é ainda inexplicável.
Estes desenhos e formas, de complexidade e perfeição matemática incríveis, aparecem de um dia para o outro e já foram documentados de várias formas.  As imagens deste video, foram analizadas pelo Dr. Jim Dilletoso, Diretor do Departamento de óptica do Jet Prop. Laboratory da NASA,  não deixam dúvidas da evidência da relação entre ETs e Crop Circles.                   Não há fraude no filme analisado.  Afirma Dilletoso.                                                               http://www.youtube.com/watch?v=6M6vP8-SbU0&feature=player_embedded

Entretanto, o fenômeno, oficialmente,  não merece atenção especial por parte da midia e dos governos. Por que?
Segundo a ufóloga Alba Lunardon, A Mídia é por demais materialista para divulgar conhecimento superior. Infelizmente, a respeito desse assunto, a incompreensão sobre as manifestações desses seres a serviço da evolução da Terra, é quase que total. E, alguém já viu a Mídia divulgar conhecimento? Ainda mais conhecimento superior. Existem seres extraterrestres que estiveram e estão a serviço na Terra para garantir a evolução da humanidade. As evidências são inúmeras, além de crônicas, lendas, mitos e relatos antigos e modernos Sabermos que a geometria e a matemática expressas nos desenhos das plantações, nos remetem ao arquétipo de Deus. Afirma.

Kryon: Falamos da Geometria.
Meus queridos, já dissemos que a matemática do Universo é geométrica, relacionada com as formas e com as energias que a rodeiam. Não podemos oferecer mensagem mais importante do que induzí-los a observar o simbolismo metafórico que rodeia as soluções dos problemas geométrico/matemáticos comuns. Eles falam, realmente, da vossa linhagem, falam do homem e da mulher, e da sua relação com Deus. Tudo isto procede das formas contidas nos círculos. Cada ângulo ou vértice guarda uma notícia espiritual. É beleza e simplicidade; e é um sistema de base 12.
Aquilo a que chamam “crop circles” é o que nós chamamos “padrões ou desenhos nos campos”. Estes padrões representam um código multifacetado. Todos são feitos de uma só vez, rapidamente, quase sempre ao amanhecer. Se trata, certamente, de um padrão real, porque o método utilizado não rompe o caule da planta; dobra-o. Aqueles que fazem este trabalho designam-no como “padrões de energia”. Não é necessário qualquer tipo de nave ou veículo viajante para o executar, pois pode ser feito desde uma grande distancia – o que acontece frequentemente. A verdadeira razão desta ocorrência é permitir que vocês aprendam a discernir um tipo de informação com o qual vão contactar no futuro, relativa à comunicação.
Imaginem o seguinte: digamos que alguns dos vossos cientistas decidem  fazer uma experiência. Para isso, colocam um transmissor no espaço, servindo-se do melhor equipamento eletrônico, e começam a enviar imagens para a Terra esperando que vocês criem um processo para as receber. Se, com toda a vossa sabedoria, decidirem que só precisam de alguns relógios eletrónicos para receber os sinais, não é preciso dizer que acabarão muito decepcionados, pois não conseguirão receber qualquer imagem usando relógios eletrônicos.
Como compreenderão, ainda que utilizem um artefato eletrônico, esse não é o apropriado. O ideal seria darem  “chaves” capazes de fazer com que o método de recepção fosse adequado ao método de transmissão. Pois é assim, meus queridos, que estes “novos seres” – os quais, um dia, conhecerão – vos enviam as mensagens na área das matemáticas. O intuito é compreenderem o código universal da geometria, a fim de poderem montar o quebra-cabeças e estarem preparados para entrar em comunicação.
Porquê a geometria? A geometria é a matemática comum a todo o Universo. A matemática inerente às formas é comum a todo o tipo de computações, e é absoluta. É o método ideal, portanto, para comunicar os princípios da ciência.

Os UFOs que arquitetam os crop circles são nossos parentes!
Agora, novamente os olhos rolarão nas órbitas, por dizermos que o fenômeno dos padrões nos campos de trigo é algo muito similar a receber cartas de parentes!
Alguns compreenderão totalmente o que estamos a dizer, outros não: Primeiro chegam as cartas... e, em breve, chegarão os parentes!
Quem pertencer a uma família numerosa compreenderá isto perfeitamente; quem ignorar estes padrões, poderão experimentar uma revelação quando chegarem os “parentes”!
Portanto, estes padrões são mensagens de símbolos e de matemáticas dos parentes, que vos são enviados, pessoalmente. É um processo muito parecido àquele em que vocês afixam placas com imagens e símbolos nas naves espaciais, que enviam para fora do sistema solar, na esperança de que qualquer outra forma de vida os veja e compreenda. O mesmo ocorre com os padrões nos campos de trigo.

Reaçoes:
Produzem-se três reações perante o surgimento destes padrões:
A primeira procede daqueles Humanos que estão firmemente convencidos de que tais padrões só podem ter sido feitos pelos próprios Humanos. Observam os desenhos e, simplesmente, continuam a viver como sempre, sem se impressionarem.
A segunda é a mais perigosa, pois trata-se daqueles Humanos que se irritam com o sucedido. Vêem os padrões como um truque ou como uma fraude para a Humanidade. Assim, dispõem-se a fazer os seus próprios padrões para, de algum modo, desacreditar a origem dos genuínos. Imitam e copiam, com êxito, os originais, e logo se dirigem à Humanidade para dizer:  Vêem?... Os nossos são idênticos. Portanto, os originais são falsos!
A lógica encerrada neste raciocínio é insana. Eles dizem: “Se somos capazes de imitar os padrões, os originais também têm de ter sido feitos por outros Humanos”.
Mas onde está a lógica da afirmação segundo a qual, copiando algo, significa que o original não é genuíno?...  Apesar de não ter qualquer sentido lógico, a generalidade dos Humanos aceitou o argumento de braços abertos e concordou que assim deve ser. Afinal, quem é que está enganado, aqui?...
O truque deste tipo de lógica não é novo: ao longo da vossa história, de fato, muitos tentaram desmentir a existência de Deus imitando os seus milagres. E logo disseram: “Somos capazes de simular estes milagres aparentes, mediante a ilusão; em consequência, os originais também são uma ilusão e, portanto, Deus não existe”. Para encontrar um exemplo disto, consultem as Escrituras, no Livro do Êxodo.
A terceira é composta por aqueles que compreendem que estão perante o início de um novo paradigma. São aqueles que pressupõem uma diferença para todo o planeta. É a eles que oferecemos a seguinte informação: meus queridos, todos esses padrões estão sendo apresentados para vos dar boa informação acerca do funcionamento do Universo e daquilo que vai chegar ao planeta. O importante código, que está sendo transmitido atualmente, através dos sucessivos padrões, é uma mensagem essencial relativa à vossa matemática planetária. E isto, repetimos, fará revirar os olhos dos grandes cientistas... aqueles que vocês mesmos decidiram que eram a autoridade.
Toda a vossa ciência e matemática assentam naquilo que denominam como “sistema base 10” (sistema decimal). É conveniente que seja assim porque permite uma capacidade de cálculo rápido. Todavia, a matemática galática, assim como a do Espírito, têm uma base 12. Esta é a única informação essencial que devem saber e começar a compreender, para poderem comunicar-se corretamente com aqueles que, em breve, chegarão. (E muitos governos sabem!)

A Base 12 – É uma matemática universal, galática e é Sagrada!
O que se segue são exemplos interessantes de como, há eons de tempo, o Espírito tem oferecido-vos indicações do sistema de base 12, cuja essência ignoraram.
A Astrologia comporta um conhecimento científico – Não é magia mas uma ciência relacionada com a Terra, e toda a geociência deve ter um sistema de base 12.
A razão pela qual citamos aqui a Astrologia é porque esse conhecimento é científico. Não é magia; trata-se da medição do magnetismo no momento da entrada do Humano no plano da Terra, para determinar os atributos da “programação” a nível celular. Quando compreenderem, finalmente, como o magnetismo causa a “programação” nas células, também compreenderão por que o magnetismo do sistema solar se relaciona com a vossa vida. Eis um convite para considerarem o sistema de base 12 na Astrologia: quantos signos existem?... Quantas são as Casas?... Por que há períodos de 24 horas?... Por que se conceberam as coisas como estão?... Se isso representa o magnetismo do planeta, da Lua e das estrelas, qual é a importância de tudo o que se baseia na base 12?... A razão é que a Astrologia tem a ver, fundamentalmente, com a Terra. Isso converte-a numa verdadeira geociência (ciência relacionada com a Terra), e toda a geociência terá um sistema de base 12.
Em tudo isso há mensagens, determinadas pelas formas e pelas cores. A Geometria é, realmente, a linguagem do Universo. Dissemos para procurarem a estrela tridimensional de seis pontas - a vossa própria Merkabah. Essa estrela está construída dentro de uma esfera, e a geometria esférica é a geometria do Universo, que também representa toda a dimensionalidade. Está, efetivamente, cheia de beleza, muito mais do que indica a sua forma simples... E tudo isso assenta no número 12.
Acaso crêem ser uma casualidade que o calendário judeu de doze meses tenha sobrevivido durante tanto tempo?... Por quê 12 meses? Porque se trata de geociência. Tinham de ser doze meses porque isso se inter-relaciona com a Terra e com o sistema de rotação à volta do Sol. E, porque fazia sentido, foi mantido como um sistema de base 12. O mesmo se pode dizer da vossa bússola, pois tem 360 graus, e é geociência. Tinha de ser assim pois inter-relaciona-se com a geometria esférica. Não é mistério que tudo o que está relacionadas com a geociência representa um sistema de base 12, uma vez que a geociência representa um círculo (como na Geometria).

Que indicação esta, onde tudo o que se relaciona com a Terra funciona com o “12”!
Todos os que fizeram grandes esforços para introduzir o sistema métrico na sociedade, ficariam horrorizados ao descobrirem que há 12 polegadas em 1 pé, e 36 polegadas em 1 jarda. Acaso será um erro o fato de a vossa sociedade ter concebido, originalmente, um sistema de medição baseado no 12?... Porquê 12?... Porquê 36?... Porquê 3 pés?... Isto não lhes dá nenhuma pista?
E’ a geociência que exige que haja 24 horas na rotação da Terra e que sejam 12 as horas de luz diurna. Isto significa que o vosso corpo vibra de acordo com um relógio interno, dividido em períodos de 12... Pensem nisto.
Levemos agora este exemplo ao plano espiritual. Não foi por acaso, meus queridos, que Jacob teve 12 filhos... e que esses 12 filhos fundaram as 12 tribos de Israel. Trata-se de um número sagrado! É matemática universal, galática. É algo intuitivo. E, quando o Mestre Jesus chegou à Terra, julgam que foi por acaso que se rodeou de 12 discípulos?... Não! Pois trata-se de matemática universal e galática... e faz sentido. Acham que dei uma outra pista?

O Numero “pi” não é irracional!
E, agora, revelaremos algo acerca desta sagrada matemática galática, algo que também fará revirar os olhos dos cientistas de todo o planeta: o número a que chamam “pi” está incorrecto! Meus queridos... por que razão o Espírito vos daria um número tão irracional, dentro da sacralidade da Geometria?... O número pi não se estende até ao infinito. Também, é importante observar que está relacionado somente com a vossa estrutura do tempo. O pi universal é diferente do vosso. Isto só ficará claro quando compreenderem o que o tempo faz às formas geométricas (existe uma verdadeira relação de alteração física). Em consequência, o pi tem de ser ajustado para que se relacione com a estrutura temporal da forma. Dentro do Universo, podem notar que há muitos valores para o pi, posto haver muitas zonas com os seus próprios atributos específicos de espaço/tempo. Por conseguinte, cada zona separada está relacionada aos seus próprios parâmetros físicos.
Aqueles que estão familiarizados com a cura através do som, já trabalham estreitamente com uma escala musical, que é comum à maioria dos instrumentos musicais da Terra. Alguma vez se perguntaram por que razão vos oferecemos 12 intervalos musicais básicos?... Isto é algo tão poderoso, que parece estranho não o terem introduzido imediatamente na vossa matemática. Como é que os 12 atributos vibratórios dos 12 intervalos musicais se relacionam a Matemática?... Isso demostra claramente um sistema de base 12!

O DNA possue 12 cadeias e não 2!
Apliquemos, finalmente, este tema à vossa biologia. Meus queridos, vocês têm 12 cadeias de ADN e não 2. Por que são 12?... Aos que não acreditam, pedimos apenas que se limitem a observar as duas em que acreditam. Ao verem as duas cadeias biológicas visíveis, o que notam nas suas organização?... A resposta é que vêem um padrão de quatro repetido três vezes, repetidamente. Assim, a vossa biologia e a estrutura do ADN têm um sistema de base 12. E, aos que estudaram a ciência básica da Acupuntura, perguntamos: Quantos meridianos vos ensinaram, que havia em cada lado do corpo humano?... Naturalmente, a resposta é 12!
Pedimos para refletirem sobre estas coisas, desde o biológico até ao espiritual, passando pelo geométrico... até chegar à Astrologia. É exato e está correto; existe para que todos possam ver. E os desenhos nos campos de trigo falam destas coisas, incentivando-vos a procurar um enquadramento matemático de base 12.
No fundo, dizem: Comecem a compreender e a utilizar a base 12, pois vão precisar dela quando os “parentes” chegarem”.


mercoledì 18 aprile 2012

L’Anti-gravità non esiste! Scienziati, qui c’è pane per i vostri denti!


Se sei un “comune mortale”, non leggere quello che segue: non capirai un TUBO! Lo dico io!

Non esiste una cosa come l’anti-gravità, ma solo il controllo della massa. Quindi, qualunque formula nelle 3D vi dica quanto dovrebbe pesare una cosa, questa può essere cambiata con il controllo della massa dell’oggetto in questione. Quindi non si modifica la gravità (che è, in realtà, il prodotto quantico di altre due forze), ma la massa dell’oggetto. Questo va fatto controllando la densità atomica, o la densità apparente che è vista come gravità... Quindi, quello che chiamate anti-gravità è semplicemente un oggetto con massa controllabile.(Kryon)

L’antigravità sembra essere presente in molte opere di fantascienza, ma non è ancora stato scoperto alcun modo per annullare il campo gravitazionale con qualche altro campo, che di solito è definito come antigravità. Questo è ancora un argomento tabù per il mondo scientifico, tanto che la NASA ha scelto, previamente, ricercare l’antigravità attraverso progetti con nome del tipo Breakthrough Propulsion Physics Project (1996-2002).
Il fatto è che non ci sono prove di una tale forza chiamata antigravità. I voli a gravità zero a bordo dell’aeronave modificata C-9 della NASA non sono esempi di antigravità. Né l'effetto di levitazione compiuto nel 2007 per effetto Casimir (una forza quantica che in sostanza porta gli oggetti ad avvicinarsi l'un l'altro) dimostra l’antigravità. 

E per quanto riguarda il re del Pop, Michael Jackson? Ancor meno. I passi rocamboleschi che hanno creato l'illusione di un pendio antigravitazionale nella coreografia dei suoi spettacoli, sono stati riusciti a causa di una scarpa speciale che Jackson ha brevettato negli Stati Uniti (Anti-Gravity Lean Illusion). Una sorta di blocco sui tacchi che si adattavano a un gancio sulla superficie del palco, impediva che i ballerini cascassero sul pavimento, quando s’inchinavano fuori dall'asse del corpo. Pertanto, tutte quelle ingegnose apparecchiature antigravitazionali note nei film, devono rimanere nel regno della fantascienza.

Le informazioni qui contenute, potranno chiarire le questioni profonde, dando molto da pensare agli astrofisici che sono incapace di concepire al di fuori della loro comoda "scatola 3D".

Kryon: Il termine antigravità non è corretto. C’è bisogno di cambiare totalmente il concetto di ciò che esso rappresenta e di come si può verificare, prima di scoprire di cosa si tratta. Quando una persona è presa dall’odio, diresti per caso che è piena di anti-amore? La gravità risulta, interamente, dagli attributi della massa e del tempo, uno dei quali è possibile modificare.
Quello che mi propongo di descrivere ora, non è una novità, ma non è ancora stata sviluppata sul vostro pianeta.
Dovresti sapere quanto segue: la maggior parte delle leggi della fisica è corretta. Le matematiche sono funzionali e anche i postulati che si applicano al comportamento della massa sono buoni. Voi sapete che la gravità è un attributo della massa, e che è sempre presente. Tuttavia, ciò che non è dato molta importanza nelle vostre riflessioni è:

1) come la forza di gravità si svolge una relazione con il tempo (qualcosa che non potete concepire o cambiare facilmente)
2) che la questione gravità / massa / tempo non è lineare.

Parliamo solo della massa/gravità: voi pensate di aver trovato, nei confini dell'universo, oggetti di grande massa e gravità, ma con una piccola dimensione fisica. Ciò ha portato alla conclusione che la densità è molto importante nella formula della massa. Tuttavia, l'idea di come la massa diventa densa, non è corretta. Siete stati in grado di misurare come un oggetto si muove nello spazio e quindi, in grado di calcolare la sua massa. Se conoscete anche la dimensione, potete essere in grado di calcolare anche la sua composizione (gas, roccia, ghiaccio, vapore, ecc.), poiché considerate la densità, che è la chiave per la vera misura della massa. La maggior parte dell'universo è composta di elementi con semplici proporzioni di dimensione/ densità, e la vera chiave del mistero della massa e densità degli oggetti è come si muovono in relazione ad altri oggetti. Tuttavia, vi sentite disconcertati quando s’imbattono in oggetti che non si comportano in questo modo determinato.
Ricordate quanto segue: le vostre osservazioni sono limitate dalla vostra struttura del tempo. Significa che le proprietà della gravità sono il risultato della massa e del tempo e, come già detto, non sono lineari. Così ci si limita a vedere le proprietà che si riferiscono alla vostra struttura del tempo (che è lineare). Se fosse in grado di allontanarsi di questa posizione, anche se solo leggermente, potrebbe vedere uno scenario di attributi della gravità completamente diverso.
Che cosa potrebbe succedere se, appena arrivato sulla Terra, si trascorresse 30 anni su un'isola primitiva all'equatore terrestre? Tu, uno scienziato abituato a usare solo l'osservazione, avresti studiato delle proprietà dell'acqua il più profondamente possibile, da acquisire la sensazione di aver pienamente compreso. Avresti acqua in torno, più di quanto abbia mai potuto immaginare. Potresti disporne, ovunque potesse trovarla, e ti sentiresti a tuo agio con le sue proprietà: il suo modo di muoversi, di rifrangere visivamente, di fluire in piccoli ruscelli che scorrono sopra la terra, il suo peso durante il trasporto…. Tutto questo sarebbe diventato una certezza fisica. Improvvisamente, però, sorge una nave spaziale che ti porta al polo nord. Una volta lì, certamente ti sentiresti sconcertato all’immediata scoperta di un nuovo attributo dell'acqua: quando fa freddo ... diventa dura come una roccia! Immaginate che novità ... acqua dura! .. Che concetto! Tuttavia, non saresti mai potuto arrivare a questa conclusione da solo, perché sulla tua isola non potevi simulare queste condizioni. Credevi di aver capito completamente l'acqua, ma, scopre improvvisamente che non sapeva tutto a riguardo.
E' lo stesso con la vostra osservazione limitata della massa, nella vostra “isola del tempo”. Molti di voi hanno concluso, correttamente, che il magnetismo e l'elettricità giocano un ruolo fondamentale nel determinare gli attributi della massa, e che le variabili magnetiche che la determinano, funzionano spesso dentro di particelle molto piccole, per creare la densità di un oggetto e la sua struttura di tempo! Se riuscite a vedere quello che sembrano essere piccole particelle, ma con attributi enormi di massa (grande massa/forte gravità), ha forse passato per la vostra mente di pensare in contrario? Quello che sto dicendo è che ciò che chiamate "anti-gravità" corrisponde, in effetti, alla vostra ricerca di ciò che chiamerò una condizione "senza massa".

Come modificare la massa di un oggetto?
È la meccanica della piccola particella che determina, infatti, la massa di un oggetto e, di conseguenza, la gravità e la struttura del tempo che circonda quello oggetto.
Riuscite a immaginare un oggetto con densità pari a zero, qualunque sia la sua dimensione? Sono poche le cose nell'universo in questo stato, anche se è qualcosa che può essere creato artificialmente, utilizzando solo il meccanismo della densità delle particelle che determinano la massa dell'oggetto.
Le vostre formule scientifiche non consentono questo, e alcune delle migliori teorie che avete concepito, non sono nemmeno disposte a permettere l'esistenza di un oggetto privo di massa. Attraverso le vostre migliori teorie, potete dedurre che - se quello che vi dico è corretto - l'energia di un oggetto senza massa sarebbe pari a zero. Avendo postulato che la massa, moltiplicata per il quadrato della velocità della luce, è equivalente all'energia di un sistema isolato, questo postulato stesso deve essere equivalente - per un oggetto senza massa – a un'energia zero. Vi siete mai immaginati le situazioni in cui un oggetto con massa negativa potrebbe creare? Che dire del concetto di avere energia negativa?
Potreste, anche, essere interessati - pur non avendo relazione a questo dibattito scientifico - alla reazione della luce davanti ad un oggetto privo di massa. Se avete già calcolato che una forte gravità piega la luce, che né pensate cosa potrebbe fare, la totale mancanza di massa, energia e gravità, alla luce che circonda un oggetto? Vale la pena di riflettere su questo. Tuttavia, considerate anche la massa negativa, l'energia negativa e la gravità invertita.
La sperimentazione con le linee d’influenza di un campo magnetico, che scorrono perpendicolarmente rispetto a un altro campo elettrico, fornirà anche risultati nella vostra ricerca al fine di modificare la massa di un oggetto. Questi sono i meccanismi per modificare, temporaneamente, il comportamento della polarità di una piccola particella, tradotta come densità, per la sua assenza o inversione (densità negativa). La quantità, la configurazione e altri parametri di questo lavoro, dipende da voi. Quando siete in grado di scoprire come possono modificarli, state attenti, perché con ciò, creerete anche un piccolo spostamento del tempo. Questo può essere fisicamente pericoloso, fino a rendersi conto di come gli oggetti interagiscono correttamente negli spostamenti del tempo alterato.
Anche se capite che questo sistema meccanico deve essere circolare, non dovete formulare nessun’ipotesi sulla configurazione di campi elettrici e magnetici che interagiscono, né su quali dovrebbero essere i mezzi per creare le polarità in questo sistema. Ricordate, tuttavia, che, per trasportare una carica, si possono anche utilizzare gas e metallo liquido. Anche se sembra un mistero in questa discussione, non vi sorprendete si notate che l’acqua sotto pressione ha anche un ruolo importante in questo sistema.
Con grande ironia vi dirò che, questo stato "senza massa" è stato creato proprio nell’officina di un grande scienziato collegato all'elettricità, non molto tempo fa. Se volete visitare l’officina, noterete i buchi nel tetto e negli isolatori di vetro smerigliato, da dove sono usciti, letteralmente sparati, gli oggetti di massa nulla, volando in tutte le direzioni. Se questo scienziato fosse nato 50 anni dopo, sarebbe stato in grado di controllare l’esperienza. Ma al tempo non poteva avere gli strumenti di precisione, che ora avete per condurre e controllare tal esperienza. Non c'erano i computer o qualsiasi degli strumenti finiti che avete ora per misurare o creare minuscole fluttuazioni nei campi magnetici, perché tutto ciò che NikolaTesla ha fatto è stato creato dal magnetismo. Tesla pensava fuori dagli schemi ... è stato l’unico a darvi un progetto di come la corrente alternata potrebbe funzionare, ma è rimasto frustrato perché aveva scoperto la creazione di particelle prive di massa, ma non sapeva come!

Gli UFO utilizzano oggetti privi di massa per entrare nella nostra gravità!

Vi ho dato indizi utili per capire che cosa avviene effettivamente nel campo d’influenza di un oggetto senza massa, ma dovete capire che un reale oggetto senza massa non obbedisce alle leggi della struttura fisica del vostro tempo.
Le apparizioni inaspettate e l’arresto dei motori degli UFO, le velocità e i cambiamenti improvvisi di direzione, evidenziano, chiaramente, gli elementi di un oggetto privo di massa perché un UFO crea la propria influenza energetica su tutto ciò che lo circonda. Comprendiate inoltre che, come ho detto, l'intervallo di tempo di un oggetto senza massa è leggermente diverso dal vostro, il che sembrerà che andate più lentamente di loro. La reazione di questo tipo di oggetti alle molecole di massa 'tradizionale' è inoltre previsibile: a causa del leggero spostamento del tempo, tendono a modificare il numero di elettroni degli atomi con cui entrano in contatto diretto. Questa è una chiave per rilevare un oggetto senza massa, anche se non potete vederlo.

Un vero e proprio oggetto senza massa non subisce l’influenza del suo campo gravitazionale, anche se questi veicoli che vi visitano mostrano grande manovrabilità. Quindi, si potrebbe già dedurre che gli attributi della massa possono essere modificati e riorientati. Che cosa accadrebbe se la massa negativa (non sincronizzata con la vostra struttura di tempo) fosse diretta contro la massa tradizionale? La risposta è: Repulsione.
Questo sarebbe il risultato di puntare una massa negativa contro la massa comune della Terra. Come risultato, ora sapete che gli attributi della massa sono in realtà "sintonizzabili" e che, più che un "motore di massa", un sistema di oggetti interconnessi potrebbe essere multi-sfaccettato o avere vari attributi contemporaneamente. Alcune parti di un sistema interconnesso possono entrare in sintonia con determinati attributi di massa, mentre altri possono essere sintonizzati in modo diverso... anche se questo non esista in natura nell'universo.
 Una parte può avere una massa negativa (essendo in repulsione con la massa comune), mentre un’altra può avere gli attributi di massa comune, che è più pesante della massa negativa. Poiché è coordinato con precisione, questo sistema può consentire un movimento estremamente controllato in tutti i piani.

Rivelato il mistero della "flessibilità" dei dischi volanti!
Questo dovrebbe anche spiegare le anomalie magnetiche legate all'esperienza con gli UFO, che avete documentato, nonché le interferenze che producono nei trasmettitori radio.
Questi "suoni" non sono in realtà dei ‘suoni', ma, semplicemente il risultato di una costante e accurata sintonizzazione della densità dei "motori di massa”, che possono essere fino a sette. Il magnetismo coinvolto in questo, produce interferenze nei trasmettitori radio che, alla fine, sono magnetici. Ogni motore di massa controlla un piccolo piano di massa in questione. Accade di frequente, che alcuni dei sistemi di tali veicoli sono "legati" a un sistema controllato, in modo che molti di loro sembrano muoversi insieme come fossero uno solo.
Questo è un modo efficace per impedire che i motori di massa di molti sistemi
interferiscano tra loro, nel reagire con la gravità terrestre. Non solo è efficace, ma anche necessario.
Per far funzionare tutto questo, l'operatore del "motore" deve essere pienamente consapevole degli attributi comuni di massa degli oggetti che tira e spinge, perché le leggi della gravità rimangono costante in una determinata struttura temporale. Così, per spingere o tirare una quantità di massa nota, sono solo alterate la densità della massa e la polarità dei piani del veicolo. Tuttavia, le anomalie gravitazionali terrestri possono causare danni a tale sistema, e per questo motivo, a volte, alcuni di questi veicoli cadono. Certe anomalie della consistenza gravitazionale del vostro pianeta sono note da loro, anche se altre sono sconosciute. Mi creda, la maggior parte di queste anomalie è già stata ben studiata e compare nei libri di registro di coloro che vi visitano regolarmente. Sono come le scogliere sommerse di un porto, apparentemente tranquillo per una barca di legno che attraversa gli oceani.
Gran parte dei progressi tecnici in questo settore, sono raggiunti mediante l'applicazione di attributi di alta e bassa densità, a quantità sempre più piccole di materia, riducendo, così, la dimensione dell'apparecchio che esegue il lavoro. Più conoscete la struttura atomica, più chiaro questo diventerà.

La chiave globale è la polarità della particella piccola e il suo comportamento.
Forse la ricerca dovrebbe iniziare dal molto piccolo: scoprire come gli atomi interagiscono quando sono esposti a parametri elettrici molto specifici. Anche un piccolo cambiamento nella distanza tra il nucleo e le orbite degli atomi può significare una grande differenza di densità di massa. Scoprite le 'regole' del perché sono così grandi le distanze tra il nucleo e le particelle che lo orbitano.

Come potete cambiare questo?
Un ultimo avvertimento, molto importante su quest’argomento: proteggetevi quando eseguite questo esperimento!
I risultati di un singolo motore di massa efficiente possono influenzare la vostra biologia, con solo una piccola esposizione. Quando, finalmente, scoprirete come utilizzare il sistema, dovete proteggersi, se decidete di utilizzarlo. La protezione è fondamentale! Iniziate provando il vetro smerigliato come isolante.
Ben presto scoprirete le loro proprietà e il resto sarà evidente.

venerdì 13 aprile 2012

O show do Big Bang ainda não acabou: é um evento quântico ainda em curso


Cuidado! As previsões de Scallion podem se realizar! (Graças a nós)

Quando investigam o Universo que vos rodeia, Senhores Cientistas, que outro acontecimento encontram que tenha ocorrido apenas uma vez? O que é que vos leva a concluir que houve apenas um único acontecimento criativo expansivo?

Kryon: Hoje, nesta era moderna, muitos cientistas ainda estão convencidos de que toda a matéria que vêem no Universo - a Terra, o sistema solar, a galáxia e todas as outras galáxias, até onde conseguem observar - surgiram a partir de um único acontecimento expansivo, ao qual chamaram big bang.

Trata-se, na verdade, de uma premissa científica ilógica, ainda que, metaforicamente, tenha o mesmo tipo de significado que teve o episódio de Galileu, para aqueles que viveram há trezentos anos, pois promoveu um sentimento de unicidade com Deus, fazendo com que a Terra se tornasse o fulcro de tudo o que viam. Esse cientista foi preso porque teve a audácia de afirmar que a Terra girava em volta do Sol.
Galileu publicou documentos nos quais se declarava de acordo com Copérnico. Concordou com o fato de que os cálculos matemáticos não indicavam que o Universo girava à volta do vosso planeta.

Naqueles tempos, havia uma interessante tríade energética, formada pelo Governo, pela Religião e pela Ciência, os quais estavam combinados numa só coisa. Os governantes eram, também, sacerdotes, e os sacerdotes eram, igualmente, cientistas. Tal situação fazia sentido para a época.
Atualmente, acontece mais ou menos o mesmo, mas a verdade, porém, é outra - e, sei que ao citá-la, os olhos girarão nas órbitas dos cientistas... tal como giraram nas órbitas dos sacerdotes que, antes, se autoconsideravam cientistas: Quando investigam o Universo que vos rodeia, Senhores Cientistas, que outro acontecimento encontram que tenha ocorrido apenas uma vez?... A resposta é que as vossas observações indicarão não existir nenhum outro evento que encaixe nessa premissa. Aliás, observam precisamente o contrário: uma miríade de acontecimentos espantosos, de muitíssimos tipos, acontecendo à vossa volta. E, através das observações, descobrem, inclusive, mais diversidade do que tinham imaginado.
Assim sendo, o que é que vos leva a concluir que houve apenas um único acontecimento criativo expansivo? 
Quando apontam os vossos instrumentos para os confins do que conseguem observar, acaso eles indicam que tudo tem a mesma idade?... Assim deveria ser, para indicar um único momento de criação. Ainda que considerem o “paradoxo do relógio”, é claro que não deveriam encontrar objetos longínquos mais jovens do que o vosso próprio planeta. No entanto... encontram!

Acaso verificam que o Universo se encontra disperso, uniformemente, à medida que viajam e se afastam de um ponto-fonte?... Assim deveria ser, para apoiar a ideia de um acontecimento criativo único. Mas, como muito bem sabem, não é isso o que se passa. Quanto mais potentes são os instrumentos, tanto mais clara se mostra esta mentira... se estiverem dispostos a admiti-la!
Observam grandes zonas vazias, outras com material (galáxias), aglomeradas em conjunto. Nem sequer há dispersão e nenhum “rasto” que indique a fonte consistente de um só acontecimento criativo.

Chegou a hora de começar a pensar numa nova teoria, a observar com novos olhos científicos.
A verdade é que houve muitos acontecimentos expansivos, espaçados ao longo de uma enorme quantidade de tempo. A verdade é que o vosso planeta se encontra entre um dos muitos acontecimentos criativos que se superpuseram, alguns dos quais aconteceram antes do vosso.
Ganhariam se examinassem o que provoca isso, para que, quando acontecer o próximo, não se sintam tão chocados. O processo criativo da matéria é determinado pela mais pura lógica e pelas matemáticas físicas.
Isto será um tema de grande debate, já que, uma vez mais, agitará os alicerces dos sacerdotes que insistem em afirmar que houve apenas uma criação.

Como podem limitar Deus dessa maneira?...
Assim, aqueles que nasceram apenas com um «receptor de cor», dirão: “No Universo existe apenas uma cor e (naturalmente) é a cor de Deus”. Limitados somente ao que acreditam ver, tendem a impor essa verdade sobre todas as coisas que vêem.
Assim, alguns dos vossos cientistas afirmam poder demonstrar que houve apenas um acontecimento, pois têm a sensação de que podem medir (ver) o resíduo desses acontecimento à sua volta, no espaço.
Como podem estar seguros de não estarem a medir apenas o resíduo do vosso próprio acontecimento local?

Se a galáxia estivesse a flutuar num recipiente de azeite e, olhando para onde olhassem, só vissem azeite, acaso postulariam que todas as galáxias, em todo o lado, também estavam boiando em azeite?... Ou deixariam aberta a possibilidade de, para além dos vossos sentidos medidores, haver galáxias flutuando noutras substâncias?...
Tal é a lógica das vossas conclusões.

O Perigo da transmissão da energia através da matéria planetária

Desejamos fazer uma advertência, relacionada com a experiência que fazem no vosso planeta e que se relaciona com a especialidade de Kryon: Alguns dos vossos governos estão experimentando a transmissão da energia através da terra do planeta. 
Permitam-me explicar-lhes isto melhor:
Imaginem um tubo cheio de água com 8 Km de comprimento e um diâmetro de uma polegada (2,54 cm).
Suponham que, por uma das extremidades do tubo se injeta rapidamente uma certa quantidade de água. Instantaneamente, sai pela outra extremidade do tubo, a mesma quantidade de água, uma vez que o tubo já estava cheio. Com isto, não se transmitiu, instantaneamente, a água injetada ao longo de 8 Km do tubo, mas apenas se empurrou a água, já existente, a uma curta distância, fazendo com que a mesma quantidade se derramasse no outro extremo.

Através de eons de tempo, o vosso planeta captou energia estática (definimos «energia estática» como aquela que se armazena e está preparada para se converter em energia ativa). Através da fricção com a atmosfera e daquilo a que chamam «vento solar», a matéria planetária está cheia de eletricidade estática.
Observam os seus resultados quando uma tempestade “ataca” violentamente a terra e desloca a electricidade, causando chispas gigantescas, que chamam raios, tanto acima como abaixo do fenômeno meteorológico. 
Na vossa terminologia eletrônica, este sistema de armazenamento da energia estática da Terra, corresponde ao que chamaram condensador de capacidade elétrica. Em consequência, e no âmbito desta sessão de ensinamento, podem considerar o planeta como um gigantesco condensador eletrônico, cheio de eletricidade armazenada.

Um dos vossos cientistas, há apenas 100 anos atrás, demonstrou a viabilidade da aparente transmissão de energia através da matéria planetária. Ao fazê-lo, aproveitava a energia já armazenada na terra (tal como no tubo de água). Ao “injetar” energia numa parte do planeta, ela parecia sair por um portal em algum outro lugar.
Dava a sensação de que a energia tinha sido transmitida, mas, na verdade apenas tinha sido deslocada.

Um dos problemas matemáticos desta transmissão de energia resulta do fato de ser difícil saber por onde vai sair a energia quando é “empurrada”.
Atualmente, a vossa ciência trabalha neste processo, tendo descoberto que as ondas escalares são uma solução parcial para ajudar a dirigir a energia, exatamente para onde se pretende que surja.

Uma Advertência: as ondas Escalares são extremamente perigosas

Embora esta experiência escalar seja um elevado avanço tecnológico, em todo o processo de transmissão de energia, a advertência é esta: as ondas Escalares são extremamente perigosas... muito mais do que sabem. Pedimos, especificamente
àqueles que trabalham neste campo: vão mais devagar. Façam experiências com potência mais baixa.
Doutra forma, depressa descobrirão a relação entre o que estão fazendo e a tectônica de placas - o movimento das placas que suportam os continentes.
Enquanto esta mensagem està sendo ouvida e lida, ocorrem movimentos deste tipo, causados por tais experiências.

(O cientista citado é Nicola Tesla que deu uma demonstração das características das ondas escalares (longitudinais) em Colorado Springs, nos Estados Unidos em 1880. Ele construiu um transmissor de ondas escalares de 10 Kw. Em cerca de 40 km de distância, colocou um receptor em uma colina, e, da mesma forma, em um rádio, e sintonizou de modo que estivesse em ressonancia com o transmissor. O receptor, colocado em ressonância, foi capaz de receber os 10 quilowatts de transmissão de energia e de acender uma série de lâmpadas.
Um fenômeno muito estranho começou a se verificar com as vacas e cavalos no ambiente: mostraram um comportamento completamente anormal, o qual desapareceu somente quando o receptor absorveu a quantidade total de energia transmitida. Poderia se perguntar: Não seria o que poderia estar acontecendo, também, com nós seres humanos, expostos a ondas escalares em todo o mundo, embora a intensidade seja inferior à histórica experiência de Nicola Tesla? Ndr.)

As previsões de Scallion podem se realizar?

A informação seguinte irá vos espantar, mas esclarece a interação entre o passado e o futuro:
Meus queridos, o mapa do mundo do futuro, imaginado pelo humano atual, a quem chamam Scallion - assim como as velhas visões aterradoras do passado é o resultado direto da experimentação humana que utiliza as ondas scalar, e não o resultado de algum tipo de cenário espiritual dos “tempos finais”!
(Gordon-Michael Scallion prevê que, a partir de 1998 até 2012 aconteceriam catástrofes naturais de dimensões enormes, tais como: aquecimento global, liquidificação dos pólos, tsunami, terramotos, erupções vulcânicas etc. Ndr)

Uma boa parte do que os índios Hopi viram, do que viu Nostradamus e do que, agora, vê Scallion, é um resultado direto das vossas próprias manipulações científicas.
Todas essas visões eram exatas e de qualidade e são o resultado direto de uma alteração maciça da crosta terrestre, algo que pode acontecer facilmente se a energia for “empurrada”, de uma forma específica, utilizando uma onda Escalar.
Por favor, dêem tempo para compreender os fatores de ressonância do manto da Terra, antes de continuarem com essas experiências. Todas estas visões são futuros potenciais que poderão realmente acontecer na Terra.
 Kryon