mercoledì 23 aprile 2008

Approccio ad hoc


Leia em portugues e... sonhe!: "Gamei por uma Pluma"
Basta di polemizzare! Una pausa per sognare…


E’ l’alba. Un momento magico, quello tra l’addio della notte e il buongiorno della mattina.
Dalla finestra, un panorama irresistibile per chi non ha chiuso l’occhio per tutta la notte.
Esco e vado ad avvolgermi in quel lenzuolo fantasioso, all’incontro di un abbraccio astratto
che solo un’anima vagante può sentire. Quel sfuggente momento dura quanto il battere delle ciglia.
Voglio tuffarmi senza riserva. Sento il leggero solletico della sabbia sotto i miei piedi nudi,
il profumo della brezza nei miei capelli. Tolgo il sottile baby-doll che avvolge il mio corpo,
mi sdraio sulla sabbia fresca, chiudo gli occhi mi lascio sedurre dall'intimità di quella mattina.
E’ una sensazione indecifrabile, cognitiva dagli spiriti sovrastanti. Niente, nessuno può frastornare l’incantesimo di quel momento. C’è solo la natura: il cielo, il mare…tra di loro ci sono io!
La sensualità mi penetra per osmosi, dovunque ci sia un poro. In quella narcosi, sento la morbidezza di una piuma sfiorare il mio capezzolo. Che percezione delirante! Sento un meraviglioso mix di sensualità e conforto. M’abbandono a quella dolce carezza senza imporre frontiera, senza aprire gli occhi... Ho paura che quell’attimo svanisca. Vorrei afferrarlo per l’eternità…La piuma si muove lentamente… Circoscrive i miei senni, colma i miei desideri. E’ la prima volta che sento una cotta per una semplice piuma. E’ l’amore…
Continua a scendere, demarca le linee del mio corpo nudo, fino ai piedi, Risale… tra le mie gambe, fa sosta nei pubi. Si trastulla con i pelli crespi e cerca di tuffarsi dentro. Un brivido voluttuoso si impadronisce del mio corpo e mi fa tremare! E’ l’amore… il vero amore!
Sta per invadermi un malizioso e infantile orgasmo, ma… paradossalmente, il più profondo e incontenibile.
Proprio in quel momento ad hoc, la piuma sparisce… non sento più la cedevolezza delle sue carezze
I miei occhi sono ancora serrati, ancora è presto.
Aspetto ancora il suo ritorno. Impaziente e presa da paura di non sentire posare su di me le sue sensuali carezze.
Sento scorrere un fiume di desideri tra le mie gambe. Apro gli occhi, pian piano…
Non so cosa vanno all’incontro le mie pupille, cosa vanno a cercare i miei desiderosi occhi.
Magari un bello cavaliere dagli occhi verdi, che in piedi davanti a me, nudo e ansimante anche lui,
aspetta che li apra dolcemente le gambe per poter possedermi, abbagliato come il viaggiatore del deserto quando trova l’oasi. Ma quando apro gli occhi non lo vedo… non c’è nemmeno un miraggio per consolarmi. Vedo scappare veloce un astuto gabbiano, volando e fischiando, magari sorridendo dal mio imbarazzo. Vidi, allora, una unica piuma annegata nell’acqua dell’immenso mare della mia bramosia!

Ah, com'è dolce sognare…Soltanto i sognatori sanno vivere… E ... morire!

lunedì 21 aprile 2008

Os “Machos” verdadeiros, onde se escondem?


Antes, que bons tempos aqueles! O homem é que ia à caça da mulher e encontrava uma deusa. Aos seus pés, não faltavam flores e os joelhos deles se dobravam facilmente, para reverenciá-la. As serenatas funcionavam – com ou sem luar – poesias, poemas e apologias... escritos com o próprio punho. Que saudade!
Magras ou gordas, bonitas ou feias (feias? Essa raça existia?) eram elas a deusa do luar... luar do sertão, das savanas, das caatingas, dos bosques de neblina, ou dos campos e mares!
Afinal, gordurinhas, celulites? Eram somente um certificado de garantia da boa saúde. Rugas? Quais rugas! Somente linhas de expressão pra confirmar a falta dela (da expressão, quero dizer) dando ao macho um motivo a mais pra se orgulhar.
Mas... a um certo ponto, a maioria das “belas-adormecidas” resolveu acordar e o príncipe azul, onde está? Descobriu que o principe azul desapareceu com o seu cavalo branco (ou será que nunca existiu?).
Tocam a procurará-lo e encontram no lugar dos príncipes, meros narcizios inseguros, concentrados nas performances dos próprios resultados. Ajoelham-se, agora, diante da própria imagem, dedicam a si mesmos serenatas e poemas... (macho, macho men...) e as apologias? Ah, essas eles fazem muito bem, diante dos amigos, para demonstrar quantas conseguiram dar (ou inventar)! É, sim!
Mas, então, cadê eles? Em que época viveram, mesmo? Se existiram, onde foram parar?
Não o encontraram. Não encontrarão nunca, porque nunca existiram, era tudo uma invenção criada pela mente feminina.
Eles sempre foram assim, como são, só que, fazendo o papel da presa submissa, a “bela adormecida” não tinha nenhum outro ângulo de visão... e ela sonhava...
Despertaram e descobriram que nós, mulheres, não fomos feitas com a mesma substância com que são feitos os sonhos, como dizia Shakespeare, não éramos incuráveis românticas mas, simplesmente, inermes imbecís.
Com a liberação sexual da mulher, caiu por terra o mito. A emancipação feminina dissolveu a mitologia do homem viril, aquele que parecia ter uma disponibilidade inexaurível, que transportava a deusa às estrêlas.
Esfumaçou a virilidade? Ou a virilidade exisitia porque havia um peso único de medida? Confrontando agora com novos instrumentos de medida, aquele contínuo exploit de virilidade, se anulou. Em compensação, aumentou de vários pontos, o gráu da visão. Começaram a enxergar em nós, o efeito casca de laranja, gordurinhas localizadas ou não, rugas salientes, verdadeiras pregas cutâneas.
E os ex-machos se perguntam: e a deusa onde está? Caiu o véu da pureza. Novas Evas e Adões começam a surgir. Estamos todos perdidos, homens e mulheres. Precisamos nos reencontrar!
A sociedade mudou, o equilíbrio se inclinou, porque um eixo único era pouco pra sustentar a força tempestuosa das novas exigências femininas .
E os machos foram assaltados pelo pânico. Medo do confronto sexual, com igual medida de peso.
No entanto, a deusa-não-mais-adormecida, continua insatisfeita e os homens-mitos, sempre mais assustados. Parece que um vírus misterioso enfraqueceu o sexo forte que cada vez mais se tornam competitivos, histéricos e depressos. Quando se reencontrarão? Quando descobrirão a medida certa e o sex appeal necessários para podermos conviver juntos, macho e fêmea, harmoniosamente satisfeitos?
E nós, mulheres, tá na hora de “des-pré-conceituar”. Vamos acabar com o despiciendo a propósito dos rabos masculinos. Não é nada de mais apreciar um satisfatório cair das calças, mexidinha discreta, passo avante e paradinha, fingindo não querer, mas querendo... para podermos apreciá-los melhor, não?
Lembremo-nos: a harmonia no momento é fundamental! Já nos emancipamos, agora é a vez deles, dos machos recém-nascidos! Ajudemo-los!

giovedì 17 aprile 2008

Uma apendicite muito estranha!


Lggere in italiano

O que significa quando uma mulher começa a sentir násusea, barriga e seios inchados, desaparecimento do ciclo mestrual?
Para qualquer indivíduo em sã consciência, possuidor das suas faculdades mentais, mesmo se nunca abriu um livro de medicina, esses sintomas aí, a priore, são sinais evidente de uma gravidez, certo? Errado. Pelo menos para o ginecologista que acompanhou uma garota de 26 anos, na cidade de Bari na Itália. O diagnóstico? Atenção, atenção! Apendicite aguda! Isso mesmo. Pra combater essa perigosa doença, o médico aconselhou um trattamento emergencial que durou bem cinco meses
Mas isso só pode ter acontecido nos confundós do Congo, Bangladesh, Zambia... Que nada! Exatamente aqui, na Itália.
Assim, depois de cinco meses de tratamento para combater a famigerada apendicite aguda, a paciente não melhorava nadinha, pelo contrário, a bariga continuava inchando.
Mas que diabos de doença é essa, santo Deus!” Se perguntava o médico, estupefato.
Vamos, pessoal” – dirigindo-se ao entourage que lhe acompanha – “vamos fazer un check up geral. Controlem, rins, fígado, coração, estômago... alguma coisa tem que aparecer, ou senão, penduro meu avental de médico para sempre!
Doutor, não encontramos nada de anormal em nenhum órgão. No entanto, de vez em quando, a barriga treme”.
Nao digam asneira!” Tentem fazer TAC e RMN nos joelhos, tórax, coluna vertebral, pode ser que a paciente tenha pegado a enfermidade de Albert – a achillobusitis (bursite do tendão de Aquiles). Depressa!
Nada, doutor. Não encontramos nadinha. A única coisa que falta examinar é o útero, doutor. Não podemos fazer uma ecografia?”
Caracas! É isso que falta!” – Pensa consigo mesmo. “Obviamente! Mas, antes de tudo, é melhor fazer um exame audiométrico pra termos a certeza de que não ficou nada sem ser examinado. Nunca se sabe. Apressem-se!"
Eureka! Veja doutor, tem algo dentro da barriga da criatura. No entanto se move! (Se Galileu ouvisse isso!)
Tem certeza?”
Claro, doutor, o que poderia ser, para o senhor?”
Bem, se não se trata de apendicite aguda, então...”
Entao?????” Perguntam em côro, atônitos.
Pode ser que a paciente esteja com um grave problema de lentidão do trânsito intestinal... ham... ressecamento das fezes, pra ser mais claro. Sendo assim, acumula muito ar, causando problema de aerofagia, que por sua vez gera o inchaço do estômago. Isso tudo pode gerar um mal-estar geral de origem psicossomática, levando a paciente a um estresse crônico, o qual interfere no ciclo menstrual. Não podemos descartar tão pouco, o problema de ACANTHOSIS NIGRICANS, ou seja, distrofia papillaris que geralmente afeta as mulheres, depois dos 25-30 anos."
Mas doutor, e a ecografia...”
Oh, sim, a ecografia, o que vocês encontraram mesmo?”
Um bebê, doutor, encontramos um bebê!”
Ah, bem! A esse ponto, o melhor que temos que fazer é interromper a gravidez, que consiste na dilatação instrumental do útero, seguido da extração do feto, depois disso, a paciente não terá mais nenhum desses distúrbios.”
Mas... tem certeza que esse aí fez o juramento de Hippócrates? Coisa de primeiro mundo mesmo!
Conclusão: O médico que trabalhava em uma clínica privada de Bari, foi escrito no registro de indagados por lesões culposas graves. O processo ainda está nas primeiras fases e é coordenado pela juiza Angela Morea.
Esperar pra ver
. Ansa.it

martedì 15 aprile 2008

Il Voto come "dovere civico" – Rischia di Brogli



Democrazia o Ipocrisia? Forse, Democrisia!

Abbiamo sempre votato. Tutti noi, cittadini coscienti, abbiamo sempre compiuto il nostro dovere civico. Perché il voto se sa, “è un dovere e un diritto del cittadino”. Dovere, perché tocca a noi scegliere il partito e le persone che riteniamo siano giuste per governare il nostro paese. Diritto, perché viviamo in una democrazia, quindi, abbiamo il diritto al dovere. Tutto qui.

La garanzia dei nostri voti e la loro efficacia è pressoché zero.
Il rischio di brogli esiste e a volta non se tratta nemmeno di rischio ma di una certezza matematica.
Non è che si vada in giro ad agitare spettri, anche perché, dove c’è la volontà di imbroglio, c’è la concretizzazione. Non dico quello imbroglio dove qualcuno ha scambiato favori o venduto il voto su eBay, non, figuraci! Questo è la sacra consuetudine. Premesso che questo imbroglio non ci sia e che gli inciuci più frequenti nelle elezioni siano spariti così, per miracolo! Io mi chiedo, dall’alto della mia santa ignoranza, quale difficoltà ci sarebbe presentata se, dopo aver chiuso la porta all’ultimo elettori, ad aprire il fondo di quelli scatoloni di cartoni – semmai sono stati chiusi – prendere tutte le schede e con una semplice gomma, cancellare quella famigerata “X” o metterla dove pare?

Bene, cioè, male: non credo sia giusto spacciare i poveri “cancella-carta” prepagati –dico – gli scrutatori, come potenziali delinquenti o degli agenti speciali con licenza di uccidere schede su schede, rendendole nulle o favorendo un candidato piuttosto che un altro. Ci mancherebbe!
Nostro diritto dovrebbe essere esteso anche oltre la linea del dovere, dandoci la garanzia di che i nostri voti restassero segreti e inalterati, giusto? In una democrisia – ops! - Democrazia, questo non dovrebbe essere la cosa più lampante? Mah!
E poi, ‘sta cosa di fare la “X” con la matita e non con la penna blu o nera (minima garanzia per evitare brogli), io proprio non la capisco. E gli scatoloni di cartone... cosa ne posso dire?
Come mai non sono in alluminio, ferro o bronzo, con il fondo saldamente sigillato? Guarda, non lo so proprio dire.
Come ho detto prima, la mia santa ignoranza va scusata. Se tutto questo è legale e fa parte di qualsiasi democris… democrazia, allora… pardon!

lunedì 14 aprile 2008

Mas, os juizes… quem os julga?


O país dos processos intermináveis e de milhões de causas atrasadas. E os juízes
deixam o povo em estado de desconforto; porque nos tribunais, junto àqueles juízes atolados de trabalho, às voltas com as difuldades cotidianas devido à escassez de risorsas e de meios insuficientes para a execução do dever (assim espero), se sentam, também, um grande numero de preguiçosos crônicos.
Não se fala aqui, de atrasos esporádicos ou casos isolados, mas de sistemática normalidade de quem ignora o dever de profissionalidade e diligência.
São casos de vergonhosa negligência, não só por parte das togas tartarugas impunes, que prejudicam e ferem o direito de milhares de cidadãos que confiaram suas desgraças em mãos de uma justiça fallimentar, mas, principalmente, pela falta de uma rigorosa e tempestiva inspeção, por parte do Ministério Público ou do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), que recebeu quase duas mil queixas contra juizes e servidores de todo o país, desde junho de 2005, quando foi instalado. A maioria delas foi por lentidão no julgamento de processos, seguida de reclamações disciplinares por desvios de conduta, como corrupção, tráfico de influência ou negligência.
Enquanato isso, os culpados, à espera da sentença, continuam livres de reincidir e continuar em eterno repetindo as mesmas falcatruas, pois sabem que nos próximos 20 anos, nenhum mal poderá vir a eles.
Na Itália, ça va sans dire, o juiz pega 3 anos de galera por depositar com graves e sistemáticos atrasos, providências de causas de trabalho; perde 6 meses da aposentadoria por tempo de serviço, o juíz que depositar somente 34 sentenças civís, no período de 3 anos, com atraso entre 120 dias a 7 anos; perde 2 meses da aposentadoria por tempo de serviço o juíz que, em 15 anos, depositou com gravíssimo atraso, somente 39 sentenças de causas de trabalho; um juíz que mantém um menor de idade, por 24 dias além do tempo determinado, recebe uma ação disciplinar. Recebe uma censura, o juíz que retardou por 3 anos uma causa de trabalho.
Ultimamente, uma juíza perdeu 2 anos de aposentadoria por tempo de serviço, por ter acumulado, por 8 anos, sentenças civís e penais; um juíz do tribunal civil de Bari (IT), se encontra em prisão domiciliar, pela acusa de ter pedido uma propina em troca de uma sentença favorável. O processo se fará em junho próximo. Um outro juíz foi condenado a 4 anos de galera, pela mesma acusa.
E no Brasil? Muitas reclamações são arquivadas sumariamente pela corregedoria do CNJ, porque o autor não apresenta relato detalhado sobre a acusação nem indícios de irregularidades.
Até agora, nenhum magistrado ou servidor foi punido. O corregedor-nacional de Justiça e ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), disse que caberá ao plenário do CNJ estabelecer as punições e que, desde a instalação do conselho, em junho de 2005, nenhum processo foi concluído.
Avante Brasil!!!!!!!!!!!!

domenica 13 aprile 2008

Fique de olho! Veja o que pode estar por trás da Crise Global




Será que essas crises são criadas com arte pra enrolar as pessoas ou estão preparando uma segunda Revolução à francesa, ou quem sabe o que mais? Pois se sabe que a revolução aconteceu dessa maneira, não? Primeiro, coloca o povo no limiar da fome, provocando a queda da economia, circunstância essa, essencial pra empurrar a opinião pública a pedir uma intervenção mais rígida, e eis que chegam eles, os manipuladores, aqueles do governo invisível, que é o verdadeiro poder que controla, que nos governa, que plasma a nossa mente, ditam os nossos gostos, influenciam as nossas idéias.

Se apresentam com a fórmula pronta, fingindo de estarem do lado do povo, oferecendo a “solução” para os problemas que eles mesmos criaram. Tá bom que a maioria das pessoas se deixam enjaular nos esquemas de pensamento e nas teorias mais em volga do momento, mas não podemos crer em tudo que nos dizem, como se fossem a mais pura verdade, só porque veio de uma fonte “fidedigna” como os grandes jornais e a mídia em geral.

É sábio abrir os olhos e parar de seguir o rebanho.
Se um “expert” que nos diz que é melhor parar de beber água da torneira porque, de acordo com as pesquisas feitas pela ABINAM, mesmo filtrada, poderão estar contaminadas com Escherichia Coli. Logo, todo mundo deve beber somente água mineral engarrafada, se não quiser morrer.
Já pensaram a montanha de grana que ia rolar para os bolsos dos dirigentes da Paraju, Ingá, Avita, Campinho, Iate, Pedra Azul, Nova Esperança, Acqua Reale, Dupote, Xuap e companhia?

Existem inúmeras sociedades de RP, com nomes desconhecidos a nós, pobres mortais, mas famosos dentro do stabilishiment das tais sociedades, que agem na surdina, pra criar uma opinião sobre cada questão que possa haver um valor comercial, incluindo produtos farmacêuticos. (Leia aqui e se indigne!)
São elas que nos guiam, procurando nos dar um significado a um determinado produto, criando aquela imagem desejada, dentro de um nível de aceitação pré-estabelecido por elas.

Se a Fiat nos informasse que o efeito estufa é uma invenção dos ambientalistas, o povo ficaria com dúvidas, visto que a Fiat vende produtos “poluidores”. Mas se quem dissesse fosse uma sociedade com um nome do tipo Temperature Research Foundation, seria bem mais aceitável, não? São as sociedades chamadas “grupo de fachada”.
Edward L. Bernays – chamado o Pai da Persuasão - descreveu o público como um rebanho que precisa ser guiado. É necessário entender que, tudo aquilo que lemos ou ouvimos, tudo o que pregam os cientistas e pesquisadores, existe sempre alguém que ganha e enriquece com isso. Os cientistas são pagados para fazer certas afirmações e, quanto maior for o impacto que elas têm sobre nossas vidas, mais disponíveis nos tornamos para financiar certos tipos de pesquisas. E somos nós que pagamos.

Financiamos uma quantidade enorme de pesquisas idiotas. Foi calculado que, se os homens empregassem de outra forma, o dinheiro destinado às despesas militares, existiriam risorsas suficientes pra consentir à população de todo o Planeta, de viver comodamente.
Os americanos gastam 3 milhões de dólares, ao ano, para nos proteger dos asteróides; 3 bilhões para certas pesquisas de teor experimental, as quais não interessa patavinas às grandes massas, nem agora nem nunca!

As sociedades RP estudam tudo com muito cuidado: “Se vocês não pararem de 
queimar carburantes fósseis, a terra vai ficar tão quente que todo mundo vai morrer”; “o efeito estufa poderá provocar câncer na pele de toda a população do Planeta, fazendo com que a humanidade pereça em pouco tempo”; "Não desenvolvam, por favor, nenhum tipo de energia alternativa que não seja aquela aeólica e solar".
Claro, a energia alternativa capaz de derrubar a hegemonia do petróleo seria especialmente a tecnologia da livre energia que explora o campo energetico terrestre. Mas a indústria petrolífera não ia gostar nadinha. Pode-se, sim, promover outras fontes de energia como a solar e aeólica, sem problemas, porque não possuem bastante credibilidade pra tomar o lugar do petróleo. Assim tá bom.
Falta somente chegar um daqueles capangas “expert”, pagados por Bill Gates, obviamente, pra informar-nos que devemos trocar de PC todos os anos, porque, depois de um ano de uso, é provável que o computador esteja infectado com um vírus que, por sua vez, poderá nos transmitir o tal vírus, causando, dessa forma, um dano irreversível ao cérebro humano. Sabem quantos imbecís cairiam nessa, como patinhos!

O mineral precioso que vai causar as próximas guerras do século XXI
O século XX foi caracterizado por guerras: das explicitamente camufladas àquelas ao ouro negro, às riquezas do subsolo de modo geral, onde as multinacionais lutam pra “barganhar” as jazidas de minerais como tungsteno, coltan ou urânio. No presente seculo, tem um outro mineral precioso que parece estar enchendo os olhos de muitos e que, certamente, fará desencadear as guerras do terceiro milênio. Ainda não advinharam? Então ouçam! A água! Isso mesmo!

Segundo o Instituto de pesquisa World Watch (un nome muito convincente, esse, não? Não seria, por acaso, uma daquelas RP? Quem sabe!) A escassez hídrica é hoje “a ameaça mais grave à segurança alimentar mundial” (quem diria!) É sim, meninos. Um prato cheio para a mídia, sedenta de novidades, não acham? É ela, meus senhores e senhoras, a mídia, na era da comunicação global, a verdadeira arma de destruição de massa, podem crer!

O que é certo, idubitavelmente, é que, se nos mantivermos informados, mesmo minimamente,
e pararmos de submeter o nosso cérebro ao mass mídia, podemos ter idoneidade pra tomarmos decisões sobre o que realmente é útil pra nós e para o Planeta. Vamos dizer BASTA às crises tecnológicas inventadas, à inventada escassez energética, efeito estufa à beira de um colapso terrestre, às filtradas informações de violência e desastres vindas do exterior, todas as outras não-histórias que os “ventrílocos” fazem balançar diante dos nossos olhos todos os dias.
Podemos verificar todos os detalhes, se quiséssemos? E, antes de tudo, temos necessidade de saber os mínimos detalhes macabros de cada informação, gotejante de sangue? Qual é mesmo o objetivo dessas notícias? Informar o povo? Nem sempre. O objetivo principal dos manipuladores é manter a população em estado de medo e incertezas, assim, veja de novo amanhã e receba o mesmo prato de noticias lixo, as mesmas publicidades – tudo gratis. Muito simples? Exatamente! É essa a marca da maestria da mídia – simplicidade- A mão invisível. Como afirmou Edward Bernays: “as pessoas devem ser controladas sem que elas saibam”.

lunedì 7 aprile 2008

Crisi Globale: Tutto vero o strategicamente programmato?





Che siano crisi create ad arte per raggirare la gente o si stanno preparando una seconda “Rivoluzione” alla francese o chi sa cosa? Come si sa, così la rivoluzione si è svolta. Prima mette il popolo alle strette dalla fame, provocando crollo dell’economia, circostanza ottimale per spingere l’opinione pubblica a chiedere un intervento più energico, ed ecco che arrivano loro, i manipolatori, quei del governo invisibile, che è il vero potere che controlla, che ci governa, che plasma la nostra mente, dettano i nostri gusti, influenza le nostre idee. Si presentano con la formula pronta, fingendosi di schierarsi dalla parte del popolo, offrono la “soluzione” dei problemi creati da loro stessi.
E’ vero che la maggior parte delle persone si lasciano ingabbiare negli schemi di pensiero e nelle teorie più in voga, ma non dobbiamo prendere tutto che ci dicono per vero. E’ saggio aprire gli occhi e smetterla di seguire il gregge.
Mettiamo un “esperto” che ci dicono di non bere mai l’acqua del rubinetto perché è inquinata e possiamo ammalarci ma bere soltanto acqua minerale in bottiglia -chi sa l’affare d’oro che farebbero i gestori della Rocchetta, (puliti dentro, belli fuori - c'è di meglio?) Levissima, purissima, altissima…il richiamo della purezza...

Le società di PR agiscono in incognito per creare un’opinione
Esistono innumerevoli società di PR, di nomi a noi sconosciuti, sebbene famosi a livello mondiale dentro dello stabilishiment delle PR, che agiscono in incognito per creare un’opinione su ogni questione che possa avere un valore commerciale, compresi prodotti farmaceutici. (La Malattia come Business).
Sono loro che ci guidano cercando di dare un nuovo significato a un prodotto, creando quell'immagine desiderata dentro del livello di accettazione da loro voluto.
Se la Fiat ci informasse che il buco nell’ozono è un’invenzione degli ambientalisti, il popolo avrebbe insospettiti, visto che la Fiat vende prodotti inquinanti. Ma se a dire fosse una società con un nome tipo “Temperature Research Foundation”, sarebbe più convincente.
Sono le società chiamate gruppo di facciata .

Edward L. Bernays, descriveva il pubblico come «un gregge che ha bisogno di venire guidato».
Bisogna capire che, tutto quello che se leggi o si sente, tutto quello che predicono gli scienziati e ricercatori, c’è qualcuno che si guadagna e arricchisce. Gli scienziati sono pagati per fare certe affermazioni, e maggiore è l’impatto che queste hanno sulla nostra vita, più noi siamo disposti a finanziare certi tipi di ricerche. “E IO PAGO, E IO PAGO! Come diceva Totò.

Finanziamo una quantità di ricerche stupide.
E’ stato calcolato che se gli uomini impiegassero in altro modo il denaro destinato alle spese militari, avrebbero risorse sufficienti per consentire a tutta la popolazione del pianeta di vivere comodamente.
Gli americani spendono 3 milioni di dollari l’anno per “proteggerci” dagli asteroidi; 3 miliardi per un sacco di ricercare di dimostrazioni sperimentali di cui non importa un bel niente alla grande massa, né ora né mai.

Le società PR studiano tutto con molta cura: Se non piantate di bruciare carburanti fossili, la Terra diventerà sempre più calda e morirete tutti quanti, Il buco nell’ozono può fa crepare tutta la popolazione del Pianeta con cancro alla pelle in poco tempo; Non sviluppate nessun’altro tipo di energia alternativa che non sia quella eolica e solare. Ovvio, l’energia alternativa in grado di rimpiazzare il petrolio, sarebbe specialmente la tecnologia della libera energia che sfrutta il campo energetico terrestre. Ma al cartello petrolifero non andrebbe affatto bene. Si può promuovere, invece, altre fonti di energia alternativa come a solare o eolica, in quanto non credibili abbastanza da prendere posto al petrolio.
Ci mancherebbe solo che uno di quelli “esperti”, pagati da Bill Gates, ci informasse che dobbiamo cambiare ogni anno il computer perché, dopo un anno, è probabile che il PC sia infettato da qualche virus pericoloso che potrà, a sua volta, causare un danno irreversibile al cervello umano. Sai quante persone ci cascherebbero!

Sarà l’acqua, la prossima crisi
Il ventesimo secolo è stato segnato, dalle guerre esplicitamente camuffate, all’oro, nero, alle ricchezze del sottosuolo in generale, dove le multinazionali lottano per “accaparrarsi” i giacimenti di minerali come tungsteno, coltan o l’uranio. In questo secolo, c’è un altro minerale prezioso che sembra fa gola a tanti e che, certamente, farà scattare le guerre del Terzo millennio. Non avete ancora indovinato? Udite, udite!
Sarà l’acqua! Proprio così.

Secondo l’istituto di ricerca World Watch (un nome convincente questo, non? Non sarà mica una PR? Boh!) la scarsità idrica è “la più grave minaccia esistente alla sicurezza alimentare mondiale” (cipicchia!) Un gustoso piato per i mass media spietati, vero? E’ lei, l’informazione di massa, nell’era della comunicazione globale, la vera arma di distruzione di massa, ve lo dico io.

La cosa certa, indubbiamente è che, se ci teniamo informati, anche minimamente, e smettiamoci di sottomettere il cervello ai mass media, possiamo essere in grado di prendere decisioni su ciò che davvero è utile per noi e per il Pianeta.
Diciamo BASTA alle “inventate crisi tecnologiche, l'inventata scarsità energetica, i rifiltrati resoconti di violenza e disastri dall'estero, e le altre non-storie che i burattinai fanno penzolare davanti ai nostri occhi ogni giorno.
Abbiamo davvero bisogno di conoscere i dettagli giorno per giorno? Abbiamo modo di verificare tutti quei dettagli se volessimo? Qual è lo scopo delle notizie? Informare la gente? Non proprio. Il solo scopo delle notizie è quello di mantenere il pubblico in uno stato di paura e incertezza così che guardi di nuovo domani e riceva lo stesso annuncio pubblicitario. Troppo semplice? Naturalmente! Questo è il marchio della maestria dei mass media - semplicità. La mano invisibile. Come Edward Bernays disse, la gente deve essere controllata senza che lo sappia”.

Aberrações da natureza 1


Menina nasce com duas cabeças

Há três semanas atrás, nasceu na Índia, a 50 km de New Delhi, uma menina com duas caras. Possue 4 olhos que vêem em direções opostas, com um ângulo de 90 gráus, duas bocas e dois narizes, tudo em uma só cabeça. Com uma boca se nutre e com a outra, chupa o dedo polegar. O pai, um operário, Vinod Kumar e a mãe – Sushma, afirmam que usam, indiferentemente, uma boca ou outra pra nutrí-la.
O fenômeno está chamando a atenção de milhares de curiosos que já estão venerando a criança como a encarnação do deus elefante indú – Ganesh. (É, mole!)
Segundo os médicos, se trata de um caso raro de fusão de dois crânios e que, qualquer hipótese de eliminar uma das cabeças, é totalmente fora de cogitação.

Aberrações da natureza 2

O pai de uma menina recém-nascida é também seu avô

Um caso de incesto, sacode a Austrália: John Deaves, 61 anos, e sua filha Jenny, 39, revelam de haverem uma filha, que hoje tem 9 meses, e que é já o segundo fruto do incesto. Em 2001, tiveram um outro filho que morreu, poucos dias depois que nasceu.
Como era de se esperar, a mídia caiu em cima como urubú na carniça. Em um talk-show de uma rede televisiva – Nine – foram convidados pra contar a história deles, no programa “60 Minutos” e afirmaram que a relação incestuosa foi iniciada há 8 anos atrás. John tinha abandonado a família quando Jenny tinha somente um ano. Durante 30 anos, os dois nunca se viram – conta Jenny. Ela se casou e teve dois filhos até que se reencontraram e foi logo amor à “primeira vista”. Depois de duas semanas, começaram a haver relações íntimas que, segundo os psicólogos, se trata de “uma atração sexual genética” (durma com esse barulho...)
No entanto, um tribunal de justiça, os condenou a três anos de liberdade vigiada e nao poderão mais haver relação sexual.
De acordo testemunhos colhidos durante o processo, a criança, fruto da relação, é perfeitamente sadia. Mas o juiz que proferiu a sentença, os chamou a atenção para os riscos congênitos que sofrem as cranças que nascem de relações incestuosas, podendo haver graves consequências psicológicas que derivam de uma situação familiar assim tão anormal.
Fonte: Libero.it

mercoledì 2 aprile 2008

“Adote” um político online




Essa iniziativa nasceu no site italiano Openpolis.it, uma tentativa da Depp (Democracia eletrônica e participação pública) para aproximar os italianos aos representantes do governo, usando a Internet.

O site dá a possibilidade de conhecer os nomes de todos políticos de cada região, monitorando assim, a presença (ou ausência) de cada um deles na Assembléia.

O site sugere aos eleitores de “adotarem” um político, seguir seus passos e ações e publicar na Internet tudo aquilo que diz e o que faz (ou deixou de fazer).
Deep propõe, também, no site voisietequi.it (vocês estão aqui) um teste, pra medir a distância entre as próprias idéias e o programa dos vários políticos.

Outra proposta interessante, surge do site wikidemocracy.org. A idéia é de convidar os eleitores de um determinado partido a escreverem propostas para poder afrontar os principais problemas do país ou modificar as sugestões já escritas por outros. Uma espécie de wikipedia das propostas políticas, sugeridas pelos internautas.

O objetivo seria o de criar um programa para cada partido e propor aos respectivos líderes, esperando, vivamente, que eles executem de verdade.
O wikidemocracy possue também as suas regras: os indecisos, podem mudar de partido no máximo três vezes.
Seria uma boa pedida. Mas será que isso funcionaria no Brasil, gente? Daria pano-pra-manga, nao? De qualquer forma, a idéia tá lançada.

martedì 1 aprile 2008

Obesità – Dimagrire facendo ginnastica? Mera illusione





A ribaltare questa convinzione, ci ha pensato o scrittore Gary Taubes, giornalista scientifico del New York Times che ha lavorato per anni e ha intervistato 600 esperti di nutrizione e metabolismo.
Il presupposto più brucio calorie, più dimagrisco non passa di mera illusione. Secondo Taubes, non è vero che più ci si muove, più si smaltiscono i chili di troppo. L’attività fisica, soprattutto se moderata, brucia un numero insignificante di caloria, cosa che si può ottenere con qualche piccolo cambiamento alimentare. Taubes afferma che un obeso di 113 chili brucerà 3 calorie salendo un piano di scale, il che equivale a un quarto di un cucchiaino di zucchero. Per bruciare le calorie contenute in una fetta di pane e burro, il povero diavolo da 113 chili dovrebbe salire 20 piani.
Questa deludente verità trova conferma dagli ultimi studi sull’obesità. L’International journal of obesity ha pubblicato recentemente un’importante analisi, firmata da una ventina di esperti, ipotizzando la possibilità di ben altri dieci fattori che possono contribuire allo sviluppo dell’obesità.
Troppa attenzione è stata posta sulla scarsa attività fisica e sul cibo come causa di obesità e su indicazione, ben intenzionata ma potenzialmente infondate, per ridurla, trascurando altri fattori di rilevanza, scrivono nella sintesi.
Gabriele Riccardi, ordinario di endocrinologia e metabolismo all’Università Federico II di Napoli, ha condotto uno studio su figli magri, su due gruppi di genitori: il primo, padre e madre erano obeso; il secondo, genitori magri. Riccardi precisa che, dopo aver consumato un pasto, un difetto metabolico portava i figli di genitori obesi, ad accumulare grassi nel tessuto adiposo. Quindi, da questo punto di vista, le persone magre lo sono non perché fanno tanta attività fisica, ma, soprattutto, perché il loro organismo è programmato in modo da inviare le calorie consumate nei muscoli, dove vengono bruciate, e non nel tessuto adiposo, dove si accumulano. Scoraggiante? Per niente! Riccardi ci consola affermando che gli studi rivelano che l’attività fisica è utile, non tanto per perdere peso ma perché modifica la composizione corporea: il peso resta uguale, ma aumenta la massa muscolare, d’altronde, si sa, dove ci sono i muscoli la ciccia non entra. Sarebbe come se i muscoli dicessero alla ciccia: no muscoli, no party. Quindi, non usate questo articolo come scusa per metterti comodi davanti alla Tv. Continuate a credere che l’attività fisica è un bene per la salute perché è vero. L’esercizio fisico aiuta a equilibrare colesterolo e pressione e aiuta a mantenere in forma, muscoli e cervello.
Muovetevi, e muovetevi! Può darsi che non sia una garanzia per perdere i chili in eccesso, ma, guardandosi allo specchio, prima o poi, lui vi rimanderà l’immagine di un grasso sì, ma un grasso “ordinato.” Non è poco!

Fonte: Panorama