mercoledì 16 agosto 2017

A nossa Sociedade é ultrapassada e supersticiosa.

O Projeto Venus, dirigido por Jacque Fresco, tem fornecido as ferramentas e a estrutura para tornar possível uma nova sociedade humana. Ele não é um líder. Ele é simplesmente um pensador com um verdadeiro propósito humano”.


Projeto Venus - Objetivo
Os Meios são o Fim:
Pretendemos restaurar as necessidades fundamentais e a consciência ambiental da espécie revogando a maioria das idéias que temos de quem e o que realmente somos, juntamente com a ciência, a natureza e a tecnologia (em vez de religião, política e dinheiro) são a chave para nosso crescimento pessoal, não só como seres humanos individuais, mas como civilização, estrutural e espiritualmente. As percepções centrais dessa consciência são o reconhecimento dos elementos Emergentes e Simbióticos das leis naturais e de como o alinhamento dessa compreensão como base para nossas instituições pessoais e sociais, a vida na Terra transformar-se-á em um sistema que crescerá continuamente, onde consequências negativas sociais como camadas sociais, guerras, preconceitos, elitismo e atividades criminosas serão constantemente reduzidos e, esperamos, venham a deixar de existir no comportamento humano.
Claro que, para muitos humanos, é uma possibilidade muito difícil de se considerar, uma vez que fomos condicionados pela sociedade a pensar que crime, corrupção e desonestidade são “como as coisas são”, que sempre haverá pessoas que querem abusar, ferir e tirar vantagem dos outros. A religião reforça fortemente essa propaganda, já que a mentalidade “
nós e eles”, “bem e mal” promove essa falsa suposição.

A escassez é uma das causas mais fundamentais de desvios de comportamento humano
A verdade é que vivemos numa sociedade que produz escassez. A consequência dessa escassez é que os humanos devem se comportar de modo a se preservar, mesmo que isso signifique enganar e roubar para conseguirem o que querem. Nossa pesquisa concluiu que a escassez é uma das causas mais fundamentais de desvios de comportamento humano, além de levar a formas complexas de neurose. Uma análise estatística do vício em drogas, da criminalidade e da população carcerária demonstra que a pobreza e condições sociais não saudáveis são parte da experiência de vida das pessoas que adotam tais comportamentos.
Seres humanos não são bons ou ruins... Eles são o resultado da experiência de vida que os influenciam, e estão sempre mudando, sempre em movimento. A “qualidade” de um ser humano (se existisse algo assim) está diretamente relacionada a como foi criado e aos sistemas de crença aos quais ele foi condicionado.

Esse simples fato vem sendo gravemente ignorado, e hoje em dia as pessoas pensam primitivamente que competição, ganância e corrupção são elementos “embutidos” no comportamento humano, e portanto, precisamos ter prisões, polícia e consequentemente uma hierarquia de controle diferenciado para que a sociedade possa lidar com essas “tendências”. Isso é totalmente ilógico e falso.
O xis da questão é que para melhorar as coisas, você fundamentalmente precisa trabalhar nas raízes do problema. O atual sistema de “punição” usado pelas sociedades é ultrapassado, desumano e improdutivo.

Quando um assassino em série é preso, a maioria das pessoas faz manifestações exigindo a morte dessa pessoa. Isso está errado. Uma sociedade realmente sã, que entende o que somos e como sistemas de valores são criados, pegaria esse indivíduo e aprenderia sobre os motivos por trás de seu comportamento violento. Essas informações passariam então por um departamento de pesquisa, que consideraria modos de evitar que fatos como esse ocorressem através da educação.
É hora de pararmos de remediar. É hora de começarmos uma nova abordagem social, atualizada com os conhecimento atuais. Tristemente, nossa sociedade é amplamente baseada em determinações e resoluções ultrapassadas e supersticiosas. É importante ressaltar que não há utopias ou conclusões. Todas as evidências indicam infinitas atualizações em todos os níveis. Por sua vez, são nossas ações pessoais de todo dia que moldam e perpetuam os sistemas sociais que adotamos. No entanto, paradoxalmente, são as influências do ambiente que criam nossas perspectivas e, portanto, nossas visões de mundo. Logo, a verdadeira mudança nascerá não só do ajuste de nossas decisões e compreensões pessoais, mas também da mudança das estruturas sociais que influenciam essas decisões e compreensões.
Os sistemas elitistas de poder são pouco afetados por protestos tradicionais e movimentos políticos. Devemos dar um passo além dessas “rebeliões do sistema” e trabalhar com uma ferramenta muito mais poderosa: parar de apoiar o sistema, ao mesmo tempo em que propagamos o conhecimento, a paz, a união e a compaixão. Não podemos “lutar contra o sistema”. Ódio, ira e a mentalidade de “guerra” são um modo ineficaz de obter mudança, pois eles perpetuam a mesma ferramenta que os sistemas de poder corruptos estabelecidos utilizam para manter o controle.

Distorção e Paralisia:
Precisamos entender que todos os sistemas são Emergentes e estão constantemente em evolução, juntamente com a realidade de que todos nós estamos Simbioticamente conectados à natureza e uns aos outros de modo simples, porém muito profundo, levando à percepção de que nossa integridade pessoal é equivalente à do resto da sociedade. Então, perceberemos o quão distorcido e invertido é a nossa sociedade atual e como sua perpetuação é a causa maior de sua instabilidade. Por exemplo, o Sistema Monetário é há muito tempo considerado uma força positiva na nossa sociedade graças à sua alegação de que produz incentivos e progresso. Na verdade, o sistema monetário tornou-se um veículo para a divisão e o controle totalitário.
Ele é a expressão máxima do lema “
Dividir e conquistar”, pois em seu núcleo estão as suposições de que (1) Devemos lutar uns com os outros para sobreviver (2) Seres humanos precisam de um “estímulo” recompensador para fazer coisas significativas.
Quanto ao Número 1 (
Devemos lutar uns com os outros para sobreviver), essa característica da competição no sistema é o que produz corrupção em todos os níveis da sociedade, pois parte do “nós contra eles”. Muitos argumentam que o sistema de “livre comércio” é bom... Mas ele é corrupto nos dias de hoje, graças a políticas ruins, favorecimento, auxílios financeiros, etc. Eles supõem que se um mercado livre “puro” fosse instituído, as coisas seriam melhores. Isso é falso, pois o que você está vendo hoje é o livre mercado em funcionamento, com todas as suas desigualdades e corrupção. Não há lei que vá impedir vendas privilegiadas, conspirações, monopólios, abuso de mão-de-obra, poluição, obsolescência calculada e coisas do tipo... Isso é o que o sistema baseado em competição cria com eficiência, pois é baseado na premissa de tirar vantagem dos outros para obter lucro. Ponto final.

Precisamos começar a abandonar esses ideais opressivos e caminhar em direção de um sistema projetado para cuidar das pessoas... Não para forçá-las a lutar por sua sobrevivência. Quanto ao Número 2 (Seres humanos precisam de um ‘estímulo’ recompensador para fazer coisas significativas), essa é uma perspectiva triste e incrivelmente negativa do ser humano. Supor que uma pessoa precise ser “motivada estruturalmente” ou “forçada” a fazer algo é simplesmente absurdo. Lembre-se de quando você era criança e não tinha a menor idéia do que fosse dinheiro. Você brincava, era curioso e fazia muitas coisas... Por quê? Porque você queria. No entanto, conforme o tempo passa em nosso sistema, a curiosidade e auto-motivação naturais são extirpadas das pessoas, pois elas são forçadas a se ajustar a um sistema de trabalho especializado, fragmentado, quase predefinido para poderem sobreviver. Por sua vez, isso costuma criar uma revolta interior natural nas pessoas devido à obrigação, e foi assim que separamos os momentos de “lazer” e de “trabalho”. A preguiça que aqueles que defendem o sistema monetário (por alegar que ele cria estímulo) não reconhecem. Numa sociedade verdadeira, as pessoas seguem suas inclinações naturais e trabalham para contribuir para a sociedade – não porque são “pagas” para isso, mas porque têm uma consciência maior de que colaborar com a sociedade ajuda tanto a si próprias quanto a todas as outras pessoas. Esse é o estado elevado de consciência que esperamos transmitir. A recompensa por sua contribuição para a sociedade e o bem-estar daquela sociedade... o que, por consequência, é também o seu bem-estar.

Agora, colocando as coisas em perspectiva, é importante entendermos que nosso mundo é atual e inegavelmente conduzido por um pequeno grupo de homens dominadores em altos cargos nas instituições dominantes em nossa sociedade – Negócios e Finanças. O funcionamento do governo é regido pela influência e poder das corporações e dos bancos. O elemento vital é o dinheiro, que na verdade é uma ilusão e hoje tem pouca relevância para a sociedade, servindo como meio de manipulação e desunião num tipo de organização social que gera elitismo, crime, guerras e camadas sociais.
Ao mesmo tempo, as pessoas aprendem que ser “correto” é o que lhes atribui valor como seres humanos. Este conceito de “correto” está diretamente ligado aos valores vigentes na sociedade. Logo, aqueles que aceitam o apóiam as visões do sistema social são considerados “normais”, enquanto aqueles que discordam são “anormais” ou “subversivos”. Seja isso o dogma de uma tradição social ou o alinhamento com uma religião mundialmente estabelecida, a base é a mesma: o Materialismo Intelectual. Quando percebemos que o conhecimento e, consequentemente, as instituições estão em constante evolução, vemos que qualquer sistema de crença que declare “saber” tudo, sem espaço para o debate, é uma perspectiva errônea. A religião, baseada na fé, é a grande agente de distorção, já que alega ter respostas definitivas sobre as origens mais complexas da humanidade, e isso simplesmente não é possível num universo emergente.

Compreendendo isso, percebemos então que as pessoas que foram condicionadas a aceitar completamente esses ensinamentos estáticos são tão perigosas quanto as Estruturas de Poder Estabelecidas, pois se tornam “guardiãs voluntárias do status quo”. Isso se aplica a todos os sistemas, principalmente ao político, ao financeiro e ao religioso. Uma vez que a identidade das pessoas se associa às doutrinas da ética de um País, Religião ou Empresa, torna-se muito difícil mudá-la, já que sua identidade está misturada às das ideologias que lhe foram impostas. Assim, eles seguem perpetuando a doutrina da instituição, simplesmente para manter sua integridade pessoal como eles a percebem. Precisamos quebrar esse ciclo, pois ele paralisa nosso crescimento não só como indivíduos, mas como sociedade.

Verdade e Transição
Uma vez que nós compreendamos que a integridade de nossa existência como pessoa está diretamente relacionada à integridade da Terra, da vida e de todos os outros seres humanos, teremos então um caminho predefinido para nós. Além disso, quando percebermos que são a ciência, a tecnologia e, portanto, a criatividade humana que trazem progresso para nossas vidas, seremos capazes de reconhecer nossas verdadeiras prioridades para crescimento pessoal e social e para o progresso. Posto isso, podemos ver que a Religião, a Política e o sistema de Trabalho baseado em Dinheiro/Competição são modos desatualizados de operação social, e que agora precisam ser abordados e transcendidos. Nossa meta é um sistema social que funciona sem dinheiro ou política, ao mesmo tempo em que permite que as superstições percam terreno à medida que a educação avança. Ninguém tem o direito de dizer ao outro em que acreditar, pois nenhum ser humano tem a compreensão completa de nenhum assunto. Entretanto, se prestarmos atenção aos processos naturais da vida, podemos ver como eles se alinham à natureza e assim nosso caminho fica mais claro. Por exemplo, muitas pessoas estão preocupadas com o crescimento populacional, enquanto comentários assustadores sugerem que seja necessário algum tipo de “redução”. Porém, a pergunta principal continua sendo: o crescimento populacional é tão ruim assim? A resposta é: em uma perspectiva científica, o planeta pode aguentar muito mais pessoas se necessário, desde que haja investimentos em alta tecnologia. 70% do nosso planeta é coberto de água e cidades sobre o mar (um dos muitos projetos deJacque Fresco) são o próximo passo. Por sua vez, a educação sobre o funcionamento da vida informará às pessoas sobre as consequências de seus interesses reprodutivos, e o crescimento populacional será reduzido naturalmente à medida que as pessoas percebam como elas estão ligadas com o planeta e com sua capacidade de sustentação.

Na verdade, o único verdadeiro “governo” que pode haver é o gerenciamento da Terra e de seus recursos. A partir daí, todas as possibilidades podem ser consideradas. Por isso, é necessária uma unificação intelectual entre os países, pois as informações mais valiosas que podemos ter como espécie são uma avaliação detalhada e completa do que temos nesse planeta. Assim como você avalia o solo e os recursos antes de plantar algo, precisamos fazer o mesmo com o planeta para otimizar aquilo que podemos fazer enquanto espécie, em termos de recursos.
Naturalmente, muitos que analisarem as idéias apresentadas acima vão perguntar: “Como podemos fazer isso, considerando o sistema de valores distorcidos em vigência? Como fazemos essa transição? Essa é a pergunta mais difícil. A resposta: temos que começar de algum lugar. Há muitas coisas que podem ser feitas por uma única pessoa ou comunidade que podem começar a moldar essa visão. O passo mais importante é a educação.

Em 15 de março de 2009 (o Dia Z, como foi chamado em 2008) houve uma série de ações mundiais para aumentar a consciência sobre esse caminho sociológico. Nossa esperança é termos encontros regionais em tantas cidades, estados e países quanto for possível. Nós aqui do zeitgeistmovement.com vamos trabalhar para oferecer material em todas as línguas que pudermos, e faremos o possível para ajudar cada subgrupo. Nós nunca pediremos dinheiro. Estamos aqui para ajudar, pois entendemos uma verdade central que está esquecida há muito tempo: quanto mais você dá, mais você recebe.
Obrigado por sua ajuda.

Quem ainda não assistiu esse filme, aconselho vivamente.
Zeitgeist Addendum - Fantástico!

giovedì 10 agosto 2017

A energia é a melhor metáfora do que significa Deus

Imagem Google


A Mente é a Substância Universal
Nós dizemos que o sol "nasce" e "se põe", embora saibamos que isso é simplesmente uma aparência de movimento. Para os nossos sentidos, a Terra está aparentemente imóvel, no entanto sabemos que gira rapidamente. Dizemos que um sino é algo que "soa", no entanto, sabemos que tudo o que o sino pode fazer é produzir vibrações no ar. Quando estas vibrações chegam a um valor de 16 por segundo, elas produzem um som na nossa mente.
É impossível para a mente ouvir vibrações superiores a 38.000 por segundo. Quando aumenta e passa além deste valor, tudo é silêncio de novo. Portanto, sabemos que o som não está no sino; ele está em nossas mentes.
A vibração produz som e cor. Se um elétron vibra mais ou menos 500 vezes por segundo, significa que o universo seria, então, uma sinfonia espetacular de sons e cores.

De acordo com Einstein, matéria e energia são equivalentes.
Pensamos no sol como algo que "dá luz" e, novamente, sabemos que está simplesmente exalando uma energia que produz vibrações no éter, no valor de quatrocentos trilhões de vibrações por segundo, produzindo o que são chamadas de ondas luminosas. Portanto, sabemos que o que chamamos de luz é apenas um tipo de movimento, e a única luz presente é a sensação originada na mente, pelo movimento dessas ondas. Quando o número de vibrações aumenta, a luz muda de cor; cada mudança na cor é causada pelas vibrações mais curtas e mais rápidas; Portanto, mesmo se dissermos que uma rosa é vermelha, a grama é verde e o céu é azul, sabemos que essas cores só existem na nossa mente e que são sensações que nós provamos como resultado das vibrações de luz. Quando as vibrações caem abaixo de quatrocentos trilhões por segundo, elas não aparecem mais como luz, mas nós as experimentamos como sensação de calor.
A partir disso, podemos entender que a aparência, para nós, existe apenas na nossa consciência. Mesmo o tempo e espaço podem ser cancelados, uma vez que o tempo é apenas uma sensação de progressão, não havendo passado nem futuro, exceto como pensamento relacionado com o presente. Assim, sabemos então, que um princípio governa e controla tudo o que existe.

Nós só podemos obter o que damos e podemos dar apenas para aqueles que podem receber.
As leis em que vivemos, são projetados exclusivamente para o nosso benefício. Essas leis são imutáveis e não podemos escapar à sua ação. Todas as grandes forças eternas agem em silêncio solene, mas nós temos o poder de nos colocar em harmonia com elas e, desta forma, manifestar uma vida de paz e felicidade.

As dificuldades, desarmonia, obstáculos ... indicam que estamos recusando de renunciar aquilo que não precisamos mais, ou então, não estamos aceitando o que precisamos. O crescimento é conseguido através de uma troca do velho com o novo, do bom com o melhor; é uma condição de ação recíproca, para cada um de nós, é uma entidade completa de pensamento, e a plenitude torna possível para nós, receber apenas o que damos. Não podemos obter o que precisamos, se nos apegamos tenazmente ao que possuímos. É necessário que o copo esvazie um pouco para que possamos preenchê-lo.

A Mente é a base de todas as coisas
Nunca como agora a influência e o poder do pensamento têm recebido uma tão atenta e perspicaz investigação. Enquanto poucos profetas colheram o grande fato de que a mente é a substância universal, a base de todas as coisas, nunca antes esta verdade vital penetrou na consciência geral. Muitas mentes estão agora se esforçando para doar a esta maravilhosa verdade, uma articulação precisa.

A perspectiva a partir da qual se observa uma situação, determina a sua realidade.
Você pode determinar as circunstâncias, a fim de mudar a realidade e aprender a observá-la a partir de uma perspectiva diferente. No momento em que você muda a maneira de fazer o que sempre fez, no momento em que se deixa a habitual realidade de percepção ou realidade consensual, e se passa a observar por uma perspectiva diferente, a realidade muda instantaneamente. O desejo de se expandir, atrai freqüências de pensamento poderosas que permitirão a expansão. Assim, sempre que se aceita abertamente uma ideia que vai além de nossos parâmetros normais, a mesma ideia ativa uma outra parte do nosso cérebro para o uso apropriado. Cada vez que você executa esta operação, a ideia expansiva vai oferecer-se como um transmissor para ampliar nosso campo de crença, permitindo um maior raciocínio cósmico.

A ciência moderna tem-nos ensinado que a luz e o som são simplesmente diferentes intensidades de movimento, e isso pode levar a descobertas de forças dentro do homem que não podem ser concebidas até que se manifestem.
Uma nova era surgiu e agora, na presença de sua luz, o homem entrevê algo da vastidão do significado da vida, algo de sua grandiosidade. Dentro dessa vida existe o germe dos poderes infinitos. Pode-se ser convencido de que as possibilidades humanas de obtenção não podem ser medidas, essas linhas de confins para sua avançada são impensáveis. Erguendo-se à sua altura, ele descobre de poder conduzir a si mesmo um novo poder da energia infinita da qual ele faz parte.

A Matéria não existe.
"Tendo dedicado toda a minha vida para a ciência mais racional possível, o estudo da matéria, pelo menos posso dizer-lhes algo, a propósito das minhas pesquisas sobre o átomo: que a matéria, como tal, não existe! Toda a matéria só existe em virtude de uma força que faz vibrar as partículas e mantém este pequeno sistema solar do átomo. Podemos supor por baixo desta força, a existência de um Espírito Inteligente e consciente. Este Espírito é a razão para cada matéria." - Max Planck, no discurso que fez em Florença em 1944.

Das super cordas se chegou, finalmente, à energia de fundo, ao vácuo quântico.
"O universo não é feito por coisas, mas por redes de energia vibratória que emergem de algo ainda mais profundo e sutil" .Werner Heisenberg

"O que é esse" algo mais profundo e sutil "de onde tudo emerge? Os físicos quânticos e astrofísicos o chamam de "energia de fundo" ou "vácuo quântico", expressão inadequada porque diz o oposto do que a palavra "vazio" significa. O vazio representa a plenitude de todas as energias possíveis e das suas eventuais densificações de seres. Por esta razão é preferido hoje a expressão pregnant void - vácuo impregnado -, ou "fonte original de todo ser". Não é algo que possa ser representado nas categorias convencionais de espaço-tempo, porque é algo anterior a tudo o que existe, anterior ao espaço-tempo e às quatro energias fundamentais - gravitacional, eletromagnética, nuclear forte e nuclear fraca.

A energia é e está em tudo. Sem energia nada poderia existir. Como seres conscientes e espirituais, somos uma implementação de energia extremamente complexa, sutil e interativa.

O que é esta energia subjacente que se manifesta de muitas formas? Não há nenhuma teoria científica que a defina. Cada vez mais, precisamos da energia para definir a energia. Não é permitido escapar a esta redundância, já observada por Max Planck.

Esta energia é talvez a melhor metáfora do que significa Deus, cujos nomes variam, mas sempre apontando para a mesma energia subjacente. Já o Tao Te Ching (Livro de Tao e da virtude considerado como um dos picos do pensamento chinês Lao-tsé, NDT) dizia a mesma coisa sobre o Tao: "o Tao é um vazio turbinante, sempre em ação e inesgotável. É um abismo insondável, a origem de todas as coisas, e unifica o mundo".

A singularidade do ser humano é poder entrar em contato consciente com essa Energia. Ele pode invocá-la, aceitá-la e senti-la na forma de vida, irradiação e entusiasmo. "
Leonardo Boff
O poder do invisível - Capítulo II

lunedì 24 luglio 2017

La mente è la sostanza universale

Immagine Google

Noi diciamo che il sole “sorge” e “tramonta”, nonostante sappiamo che questo è semplicemente un’apparenza di movimento. Ai nostri sensi la Terra è apparentemente immobile, malgrado ciò, noi sappiamo che ruota rapidamente. Diciamo che una campana è una cosa che “suona”, eppure sappiamo che tutto ciò che la campana può fare è produrre vibrazioni nell’aria. Quando queste vibrazioni arrivano a un valore di 16 al secondo, esse producono nella mente un suono.
E’ impossibile per la mente udire vibrazioni superiori a 38000 al secondo. Quando aumenta oltre questo valore, tutto è di nuovo silenzio; perciò, noi sappiamo che il suono non è nella campana; è nella nostra mente.
Così, un elettrone vibra più o meno 500 trilioni di volte al secondo. La vibrazione produce suono e colore. L’universo sarebbe allora una sinfonia di suoni e colori.
Secondo Einstein, materia ed energia sono equivalenti.
Noi pensiamo al sole come qualcosa che “dà luce” e di nuovo sappiamo che sta semplicemente emanando un’energia che produce vibrazioni nell’etere a un valore di quattrocento trilioni (miliardi di miliardi) di vibrazioni al secondo, producendo quelle che vengono chiamate onde luminose. Perciò, sappiamo che quello che chiamiamo luce è soltanto un tipo di movimento, e l’unica luce presente è la sensazione originata nella mente, dal movimento di questa onde. Quando il numero di vibrazioni aumenta, la luce cambia di colore, ogni mutamento nel colore è causato da vibrazioni più corte e più rapide; pertanto, anche se diciamo che una rosa è rossa, il prato è verde o il cielo è blu, sappiamo che questi colori esistono solo nella nostra mente e che sono sensazioni da noi provate come risultato delle vibrazioni della luce. Quando le vibrazioni scendono sotto a quattrocento trilioni al secondo, esse non ci appaiono più come luce, ma proviamo la sensazione di calore.
Da questo, possiamo capire che l’apparenza esiste per noi, solo nella coscienza. Persino il tempo e lo spazio possono essere annullati, poiché essendo il tempo solo una sensazione della progressione, non c’è né passato né futuro se non come pensiero relazionato al presente. In ultima analisi sappiamo, quindi, che un principio governa e controlla tutto ciò che esiste.

Ogni atomo si conserva per sempre; ogni cosa che si distacchi deve venir inevitabilmente ricevuta da qualche altra parte, perché non muore ed esiste solo per essere utilizzata. Può andare solo dove viene attratta e quindi richiesta. Possiamo ricevere solo quello che diamo e possiamo dare solo a chi può ricevere;

Le leggi su cui viviamo, sono progettate unicamente a nostro vantaggio. Queste leggi sono immutabili e non possiamo eludere la loro azione. Tutte le grandi forze eterne agiscono in solenne silenzio, ma abbiamo il potere di metterci in armonia con esse e in questo modo, manifestare una vita di pace e felicità.

Le difficoltà, la disarmonia, gli ostacoli… indicano che stiamo rifiutando di rinunciare ciò di cui non abbiamo più bisogno, oppure, non stiamo accettando quello di cui abbiamo necessità. La crescita si ottiene attraverso uno scambio del vecchio col nuovo, del buono col migliore; è una condizione di azione reciproca, per ciascuno di noi è una completa entità di pensiero, e la pienezza rende possibile per noi ricevere solo per ciò che diamo. Non possiamo ottenere quello di cui abbiamo bisogno, se ci aggrappiamo tenacemente a quello che possediamo.

Mai prima d’ora l’influenza e la potenza del pensiero hanno ricevuto una simile attenta e perspicace investigazione. Mentre pochi profeti hanno colto il grande fatto che la mente è la sostanza universale, la base di tutte le cose, mai prima d’ora questa vitale verità ha penetrato la coscienza più generale. Molte menti si stanno ora sforzando di donare questa meravigliosa verità una precisa articolazione.

La prospettiva da cui si osserva una situazione, determina la sua realtà. È possibile determinare le circostanze, al fine di modificare la realtà e imparare a osservarla da una prospettiva diversa. Nel momento in cui si cambia il modo di fare quello che si è sempre fatto, nel momento in cui si lascia la solita realtà di percezione o realtà consensuale, e si passa a osservare da una prospettiva diversa, la realtà cambia istantaneamente. Il proprio desiderio di espandersi, attrae potenti frequenze del pensiero che permetteranno l'espansione. Così, ogni volta che si accetta apertamente, un'idea che va oltre i nostri parametri normali, la stessa idea attiva un'altra parte del nostro cervello per un uso appropriato. Ogni volta che si esegue quest’operazione, l'idea espansiva offrirà se stessa come un trasmettitore per ampliare il nostro campo di credenza, permettendo un maggiore ragionamento Cosmico.

La scienza moderna ci ha insegnato che la luce e il suono sono semplicemente diverse intensità di movimento, e questo può portare a scoperte di forze all’interno dell’uomo che non possono essere concepite finché non vengono manifestate.
Una nuova era è sorta e ora, al cospetto della sua luce, l’uomo intravede qualcosa della vastità del significato della vita, qualcosa della sua grandiosità. All’interno di quella vita vi è il germe delle potenze infinite. Si può essere convinti che le possibilità umane di ottenimento non possono essere misurate, quelle linee di confine alla sua avanzata sono impensabili. Ergendosi alla sua altezza egli scopre di poter condurre a sé nuovo potere dall’energia infinita di cui egli è parte.

La Materia non esiste.
Avendo consacrato tutta la mia vita alla Scienza più razionale possibile, lo studio della materia, posso dirvi almeno questo a proposito delle mie ricerche sull’atomo: la materia come tale non esiste! Tutta la materia non esiste che in virtù di una forza che fa vibrare le particelle e mantiene questo minuscolo sistema solare dell’atomo. Possiamo supporre al di sotto di questa forza l’esistenza di uno Spirito Intelligente e cosciente. Questo Spirito è la ragione di ogni materia.” - Max Planck, da un discorso che ha fatto a Firenze nel 1944.
Dalle super stringhe si è giunti, infine, all’energia di fondo, al vuoto quantico.
L’universo non è fatto da cose, ma da reti di energia vibratoria che emergono da qualcosa di ancora più profondo e sottile”.Werner Heisenberg
Cos’è questo “qualcosa di più profondo e sottile” da cui tutto emerge? I fisici quantistici e gli astrofisici lo hanno chiamato “energia di fondo” o “vuoto quantico”, espressione inadeguata in quanto dice il contrario di quello che significa la parola “vuoto”. Il vuoto rappresenta la pienezza di tutte le possibili energie e delle loro eventuali densificazioni negli esseri. Per questo si preferisce oggi l’espressione pregnant void, vuoto pregno, o “fonte originaria di tutto l’essere”. Non è qualcosa che possa essere rappresentato nelle categorie convenzionali di spazio-tempo, poiché è qualcosa di anteriore a tutto ciò che esiste, anteriore allo spazio-tempo e alle quattro energie fondamentali, la gravitazionale, l’elettromagnetica, la nucleare forte e la nucleare debole.
L’energia è e sta in tutto. Senza energia nulla potrebbe esistere. Come esseri coscienti e spirituali, siamo una realizzazione estremamente complessa, sottile e interattiva di energia.
Cos’è questa energia di fondo che si manifesta sotto tante forme? Non c’è nessuna teoria scientifica che la definisca. Sempre di più, abbiamo bisogno dell’energia per definire l’energia. Non è dato sfuggire a questa ridondanza, notata già da Max Planck.
Questa Energia forse costituisce la migliore metafora di quello che significa Dio, i cui nomi variano, ma sempre indicando la stessa Energia soggiacente. Già il Tao Te Ching (il Libro del Tao e della virtù considerato come una delle vette del pensiero cinese di Lao-tse, ndt) diceva la stessa cosa del Tao: “il Tao è un vuoto turbinante, sempre in azione e inesauribile. È un abisso insondabile, origine di tutte le cose, e unifica il mondo”.
La singolarità dell’essere umano è poter entrare in contatto cosciente con questa Energia. Egli può invocarla, accoglierla e percepirla nella forma di vita, di irradiazione e di entusiasmo”.
Leonardo Boff



martedì 18 luglio 2017

As células-tronco regeneram o tecido cardíaco danificado.

Imagem Google


Um estudo publicado na revista Nature e conduzido por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Washington, demonstra que, com o uso de células-tronco, se possa regenerar o tecido cardíaco danificado. As células-tronco parecem ser a solução para muitas das doenças e transtornos que afligem os seres humanos. Isso pode significar um grande avanço no tratamento de doenças cardíacas. Uma esperança para muitas das pessoas que foram afetadas por um ataque cardíaco ou tenham o coração danificado por várias outras patologias.

O estudo, conduzido no momento em modelo animal, utilizando células estaminais embrionárias humanas, tem sido bem sucedida na reparação do tecido do coração danificado. Estes resultados positivos demonstram que existe um grande potencial na utilização de células estaminais para restaurar a função do coração humano danificado. Com este estudo, os pesquisadores procuraram restaurar os corações danificados a partir de modelos com funcionalidade completa, usando células derivadas de células estaminais embrionárias humanas.
"Os resultados mostram que agora podemos produzir um número de células-tronco necessárias para terapia humana e obter a formação do novo músculo cardíaco em uma escala que é relevante para melhorar a função do coração humano", concluiu o Dr. Michael Laflamme, professor assistente de patologia na UW e co-autor do estudo. (La Stampa).

Mas aqui há muito mais:

Ficção científica ou milagre?
"Novas descobertas mostram que hoje você pode alterar as informações dentro das células do corpo. Isso quer dizer que a ciência descobriu como reescrever partes sistêmicas do DNA do corpo humano, tais como alterar a sua estrutura de informação. A parte principal do DNA, que no passado foi chamado de "DNA lixo", é uma consciência de instruções. É energia. É informação, e é impressionante!

E se você pudesse mudar a informação nestas partes do DNA informativo?
A mais forte energia disponível ao DNA multidimensional é a consciência Humana. Vocês têm uma consciência sagrada no campo do DNA que já mencionamos antes. Sua consciência pode falar à estrutura celular do seu próprio corpo em uma base diária pois a energia da consciência Humana é realmente somente energia de “informação”. Ela envia instruções para que o seu corpo mude.
Eu quero lhes esclarecer isto. Há vários atributos possíveis de comunicação aos 90% do DNA (a parte quântica). A consciência humana é o mais poderoso e se tornará o mais eficaz quando os Humanos puderem se afastar de um constructo na 3D. Muitos conseguem!

Reescrever as informações
Vamos dizer que você nasceu com uma deformação do coração, um coração que não funciona como deveria. As válvulas não funcionam bem. Assim, as chances de você morrer cedo, ou não viver normalmente, são muito altas.
Agora, eu gostaria que você fizesse uma pergunta importante sobre a biologia. Uma vez que todos os órgãos do corpo se renovam várias vezes durante o curso da vida, porque o coração mantém esta deformação? Por que o corpo humano, ao longo dos anos, não se corrige? Por que continua a reproduzir as células deformadas, mais e mais, criando válvulas que não funcionam?
Aqui está a resposta: Porque a informação sistêmica de cada célula do coração permanece estática. Isto é, toda as informações presentes em cada molécula de DNA do coração, que é sistémica (células estaminais), contém o diagrama da deformação cardíaca. Se você não enviar algo para mudar a energia da informação dentro deste sistema sistêmico, ele continuará se reproduzindo da forma como sempre fez.
Então, o que aconteceria se você podesse literalmente mudar as informações dos 95% do seu DNA? A maioria da química do seu corpo é informação que guia o carro da saúde e regeneração. É o piloto que dirige o carro da química e da reprodução dos genes. Você pode ensiná-lo a conduzir de uma forma diferente, direcionando os genes de forma criativa.

A ciência está começando a entender como lidar com as informações celulares fundamentais, dirigindo-se energeticamente às informações do DNA, de modo a dar às células-tronco os padrões de perfeição em vez de deformação.
Então, o coração começa a se regenerar como fazem todos os órgãos, um pouco de cada vez, com válvulas que funcionam! É ficção? Lhes digo que já se está fazendo. Estão começando a ser criadas invenções multidimensionais, e haverá muitas mais. O que irá pressionar o seu modo pré-embalado de crer, e assim a física mudarà.

Mudando a realidade do corpo humano
Vou fazer-lhes outras perguntas que realmente vocês nunca pensaram. Por que uma estrela do mar consegue fazer crescer um “braço” perdido e vocês não? Porque as informações básicas da programação do DNA do seu corpo, o seu DNA, a parte de informação, não o permite. Parece lógico?
Quando foi feito o primeiro transplante do mundo, as reações eram previsíveis. Estavam fora da caixa de sua realidade e assim, tornou-se uma controvérsia religiosa. Isso também será.
Portanto, quando se passa informação consciente, em cada reprodução, as células deformadas do coração criam uma nova célula do mesmo padrão deformado. Chegará o dia em que vocês mudarão as instruções e poderão fazer crescer um membro. A química está toda lá. Vocês nunca viram isso antes, portanto, não conseguem nem imaginar.

Mude a maneira como você pensa
Quando existe uma lesão na medula espinal, tem um produto químico que corre no local da lesção impedindo a regeneração. Sabia disto? Existe uma estrutura de proteína hormonal que impede a recuperação. Não tem nenhuma utilidade. É apenas um produto da evolução.
Nervos são projetados para se reformar, mas eles não o fazem. Você sabia que os nervos do corpo humano possuem endereços que permitem de se encontrarem e se reformarem? No entanto, em uma lesão medular não o fazem. É definido na informação para não restaurar a medula lesionada! É um paradoxo em uma estrutura biológica que parece projetada para continuar vivendo, mas que às vezes se demonstra de forma diferente.

Chegará um dia em que vocês poderão reprogramar os sistemas sistêmicos de seu corpo com a consciência e criatividade. Existem células-tronco em todo o corpo humano, bem vivo e utilizável. Eles são o modelo do que acontece. Do ponto de vista químico, eles são responsáveis pela doença à qual um ser humano está predisposto. Esta predisposição é então transmitido para o filho e o imprinting, a energia e 95% das informações, continuarão, continuarão e continuarão, a menos que sejam desprogramadas.

Ouçam: não se trata de química! É energia informativa. É energia multidimensional.
Está chegando uma nova tecnologia para reprogramar peças e partes do corpo no nível de células-tronco (sistêmico). Você sabe o que isso significa?
Ouçam: quando conseguirem reescrever seu imprinting genético, nenhum descendente terá mais tal deformação. Você entende o que estou dizendo? Seus filhos e os filhos de seus filhos “herdarão” só a reprogramação feita por vocês. Eles não receberão a informação original. As células do seu corpo irão adquirir as novas informações sistêmicas, as definirão como padrões e transmitirão aos seus filhos.
Existem sistemas no planeta que têm sido mal interpretado. A energia é assim. A energia de informação é assim, e há uma grande quantidade no planeta”. 
Kryon - Mensagem dada em 2010 - Hoje convalidada pela ciência:





giovedì 13 luglio 2017

Teletransporte: primeira transmissão quântica entre a Terra e o espaço

Imagem Google

Comunicação quântica

Físicos da Universidade de Ciência e Tecnologia da China foram capazes de realizar teletransporte quântico entre o espaço e a Terra

"Leve-me para cima, Scotty". Os fãs de ficção científica certamente reconhecerão essa frase, um dos mais famosos slogans da série Star Trek. Com essa frase, se concluíam vários episódios da série, quando os protagonistas eram transportados salvos a bordo da astronave Enterprise.
Certamente temos que esperar um longo tempo antes de podermos ser teletransportados através do espaço, mas um primeiro passo importante foi dado.
Uma equipe de pesquisadores chineses, de fato, criou o primeiro teletransporte quântico da Terra para Micius, satélite chinês dedicado ao desenvolvimento de comunicações quânticas. A experiência utilizou o fenómeno chamado entanglement, o curioso emaranhamento que é criado entre os estados quânticos das partículas. Os autores, de fato, mediram o fenômeno do emaranhamento em pares de fótons, ou "partículas" de luz, na terra e em órbita. Os resultados por enquanto mostrados como uma preprint on-line na Arxiv, são um passo importante para estudar o emaranhamento em grandes distâncias, essenciais para a realização de uma versão quântica da Internet, em uma escala global
Este feito foi anunciado como um dos primeiros resultados dessas experiências. Não só a equipe teletransportou o primeiro objeto do solo para a órbita, mas também criou a primeira rede quântica satélite-terra, batendo o recorde da distância mais longa para a qual o emaranhamento foi mensurado: 1.200 quilômetros de distância.
Já em 2009, Kryon fez essas magníficas revelações:

Só existe avanço tecnológico se existir uma evolução coletiva da consciência!
Existe um sistema de memória inserido no que chamamos de Grade Cristalina, uma rede que circunda todo o planeta, onde estão gravadas todas as idéias ou invenções que já apareceram ou aparecerão na Terra. Se trata de uma espécie de cápsula do tempo. Tudo que já foi conhecido, ou não, está registrado lá: todas as leis que faltam na física, teletransporte quântico e entrelaçamento, o desbloqueio dos segredos da estrutura atômica, como mover energia para a matéria e da matéria para a energia novamente, como criar calor sem calor e frio sem frio. Todos os segredos que os cientistas desejam que se revelem, estão todos lá. E nos serão dados, somente quando todos os povos e nações puderem se reunir sem guerras ou conflitos. Quando for apropriado e quando a consciência da humanidade atingir um certo grau, essas idéias serão liberadas.

O que é a Grade Cristalina?
Os bebês quando nascem, a primeira coisa que eles sentem é a vibração da Rede Cristalina. Isso se torna um padrão para o seu DNA. Capitando a vibração da Rede Cristalina, iniciam sua vida, partindo com o nível vibracional que receberam do planeta, no seu primeiro respiro.

Há, porém, sistemas de apoio na Grade Cristalina do planeta, dos quais vocês nem mesmo podem estar conscientes, se trata de um sistema de memória. A Grade Cristalina da Terra é a memória do planeta. Isso mesmo, a terra tem sua memória e faz parte do que vocês chamam Gaia. Agora está ativa, e é a lousa na qual vocês todos escrevem a energia enquanto avançam. Ela absorve tudo o que vocês fazem, pensam, imaginam, enquanto caminham de um lugar para outro.

A Terra, agora, começa a responder e vibrar em um nível maior devido à elevação da consciência coletiva da humanidade. Como consequência, a tecnologia avançou nos últimos 50 anos mais do que nos últimos 500, porque houve uma enorme evolução na consciência humana. O que a humanidade precisa entender é que deve haver um equilíbrio entre tecnologia e evolução espiritual. O nível da tecnologia no planeta é determinado pelo nível global de 3/4 da vibração coletiva de todos os humanos na Terra. Muitas novas tecnologias inventadas foram, frequentemente, impedidas de funcionar porque a vibração coletiva da humanidade não estava suficientemente elevada para apoiá-las. A baixa vibração favorece o utilizo de certas tecnologias na criação de novos tipos de armas.

Pensar que somente há alguns anos, vocês viviam sem computadores, isso hoje parece quase inacreditável. A tecnologia dos computadores foi um imenso passo que causou um impacto em cada faceta de suas vidas diárias. No entanto, não somente os computadores mudarão radicalmente, mas as tecnologias que estiveram nos pensamentos coletivos da humanidade, poderão se manifestar, agora, rapidamente. Algumas destas, estiveram nos pensamentos coletivos por muitos anos, esperando apenas serem ativadas. Aquelas tecnologias, nunca se manifestaram antes, porque a vibração coletiva da humanidade não era suficientemente elevada para apoiá-la.
Houve um evento cósmico que ocorreu nos dias da Lemúria. A civilização Lemuriana criou, coletivamente, uma separação da humanidade e de almas, nunca vista antes no planeta. O uso indevido de certas tecnologias não funcionou do modo que eles pensavam. Ao invés de ajudar à humanidade a se elevar ao próximo nível de consciência, a separação resultou no afundamento da Atlântida. Nos dias diretamente seguintes ao trágico evento, muitas decisões coletivas foram feitas para esconder determinadas tecnologias da raça humana, porque elas poderiam ser muito facilmente mal direcionadas. Estas mesmas tecnologias são as que lhes serão reveladas muito em breve. Elas não precisam mais de estarem escondidas e a Terra pode se beneficiar intensamente delas neste momento. Aparentemente, tudo lhes foi apresentado nos últimos 50 anos mas o motivo é que a humanidade esteve inconsciente por milhares de anos.

A Tecnologia Quantica – a Multiplicação das Invenções
Quando puderem ver a energia quântica em qualquer forma, começarão a compreender como vê-la ainda melhor; e quando começarem a vê-la melhor, verão os padrões que contêm; quando começarem a ver os padrões, terão um milhão de perguntas que não podem ser respondidas, mas isso iniciará o progresso da invenção e descobrirão uma coisa atrás da outra sobre o que estão vendo e nunca haviam visto.
Finalmente poderão manipular as mesmas coisas, das quais se creem vítimas.Estes são os dons de um planeta ascendido à medida que avança.

Uma tecnologia nova poderá transportar-nos de uma parte a outra do planeta, em segundos! (Será possível? Quem viver verá!)
A maior parte das tecnologias da série televisiva, Jornada nas Estrelas, já se manifestou na Terra. Mas uma tecnologia que nunca se manifestou é o transporte molecular de material vivo, humano, biológico. Ele foi chamado de transportador. Isto está diretamente na sua frente, neste momento, se a vibração coletiva da humanidade for suficientemente elevada para apoiá-la. Vocês verão como rapidamente, isto mudará alguns dos maiores desafios que a humanidade enfrenta hoje.
Quando esta nova tecnologia se aderir à Terra, haverá muitas mudanças rapidamente. Não é segredo que se a tecnologia funcionar, haverá muitos que a combaterão porque ela parecerá muito boa para ser verdadeira. Há muitas corporações e governos que estão investindo pesadamente no petróleo e isto não será muito vantajoso para alguns, que poderão tentar boicotá-la ou escondê-la. Compreendam as mudanças que estão bem na sua frente. Estas são as mesmas coisas que criaram guerras na terra muitas vezes, mas isto não tem que ser assim agora. Hoje há mais comunicação no planeta do que nunca, devido aos avanços tecnológicos.
Cada vez que vocês assistiam shows ou filmes na televisão, sobre ficção científica, pensavam como seria maravilhoso para uma pessoa poder desaparecer instantaneamente daqui e reaparecer lá… e, dessa forma, vocês estavam plantando as sementes que estão agora prestes a germinar. A cada vez que vocês pensam como isto ou aquilo seria maravilhoso, vocês emitem estes pensamentos como uma criação e a grade cristalina memorizava. Quando a vibração coletiva alcança um nível suficientemente elevado para apoiar tais pensamentos, então isto se manifesta. Esta energia está prestes a se manifestar.

A mágica do Novo Planeta Terra está começando bem agora. Pela primeira vez, esta tecnologia pode ser apoiada pela vibração coletiva da humanidade. Compreendam que o transportador humano é somente uma das muitas tecnologias que surgirão muito rapidamente. Tal tecnologia poderá mudar a face do planeta Terra, praticamente de um dia para o outro. É também uma das tecnologias mais fáceis para descrevermos, porque vocês estiveram sonhando com elas por muitos anos. Estas são memórias profundas que vocês têm de suas próprias capacidades, e quando a vibração coletiva for suficientemente elevada, o planeta Terra dará um salto gigantesco.
Prestes vocês verão o nascimento de uma Nova Terra e da Nova Humanidade mas para isso o sentimento de separação entre os povos tem que mudar. Permitam que seus cérebros e corações se abram para possibilidades que a humanidade nunca viu antes.
Kryon em 2009


Fonte: Kryon / S. Rother



mercoledì 12 luglio 2017

L'Unificazione delle coscienze

Imaggine Google
Per molto tempo, è stato presente nel Pianeta un vecchio paradigma, una vecchia coscienza, di una vecchia umanità.
È stato provato con esperimenti scientifici che c'è una profonda connessione tra il Pianeta, la coscienza, la fisica, tutti i campi. Perché il Creatore di questo Universo, della vostra Terra, dovrebbe tracciare una linea e porre una separazione tra voi e il resto di ogni cosa? Non avrebbe senso, eppure questo è il vecchio paradigma. Studiate le cose in frammenti, a pezzi, separate l'una dall'altra. Per voi, il costrutto della chimica di questo universo non comunica affatto con il costrutto della scienza della vita, non comunica con il costrutto della fisica o con quello della psicologia e così vi laureate in uno, nell'altro o nell'altro, non mettendo mai insieme il sistema, un'unificazione di tutto, al posto della separazione di tutto.

Ciò che è il passato, presente, futuro è un concetto lineare nella 4D in cui vivete ma state cominciando a diventare lentamente multidimensionali e a mettere da parte l'idea del tempo, specialmente l'idea del tempo che cambierà le vostre vite.
Ho cominciato a parlarvi del Campo già 5 anni fa: l'ho chiamato “fisica con un atteggiamento”. Vi ho detto che le cose avrebbero cominciato a unificarsi insieme, quando una avrebbe influenzato l'altra. Vi ho detto che avreste cominciato a vedere alcuni parallelismi e a tracciare alcune linee e oggi gli scienziati stanno parlando, gli insegnanti stanno parlando del Campo. Stanno cominciando a osservare l'unificazione: la fisica che cerca di portare armonia insieme, la coerenza insieme e voi vedete che si influenzano l'uno l'altro.
Ci sono scienziati che stanno conducendo delle ricerche che provano qualcosa che, solo qualche anno fa, faceva levare gli occhi al cielo, e ora sta succedendo un'assenza di tempo che potete percepire.

Cominciando a usare l'intuito
Lasciate che vi disegni un'immagine. C'è un grande evento a cui volete partecipare, e voi siete in ritardo ma scoprite che tutto intorno l'enorme parcheggio è completo.
Cominciate a girare intorno e poi il vostro intuito vi dice: “gira a sinistra”.
Avete cominciato a dirigervi verso un posto che non esisteva e alcuni di voi lo chiamano “l'angelo del parcheggio”. Non lo è: questo è il Campo. State cominciando a imparare a fidarvi di qualcosa che è molto comune a molti. Non state sperimentando la preveggenza più di quanto stiate sperimentando un'unità del Campo. Chi sapeva di quel parcheggio? La risposta è: “una persona”, connessa al Campo, proprio come voi e voi vi connettete a ciò che chiamerò il potenziale di quel parcheggio che si sta per liberare, quando qualcuno comincia a camminare verso l'auto. Lo state comprendendo? Se è tutto connesso, significa che i potenziali nel futuro sono quasi visti come “ora” e sono sperimentati nel vostro corpo come “ora”, così tanto che potete sentirli e anche estrapolarli, come se fossero reali e sempre esistiti. Lo vedete?

Scendiamo ancora più nel tecnico: oggi sul palco avete osservato un po' di scienza. Si trattava di esperimenti su come il ritmo cardiaco e il resto della fisiologia di un essere umano si comportano quando vedono alcune immagini. È stato misurato con molte prove. Che le immagini fossero orrende o amorevoli, l'idea finale era quella di misurare la risposta. Poi scoprite che l'essere umano era capace in qualche modo di avere una risposta prima che l'immagine fosse mostrata. Com'è accaduto? Per renderlo più complesso e per far alzare ancor più gli occhi al cielo, chi mostrava l'immagine non aveva coscienza, era un programma a computer, programmato per mostrare le immagini in maniera casuale.
Tutto è connesso con tutto. Un computer è separato e funzionante nello spazio senza di voi? No, è accanto a voi. Alcuni di voi hanno anche rotto il proprio computer quando erano arrabbiati. Cominciate a comprendere il punto? È nel Campo. Il programma è nel Campo, gli elettroni, i movimenti e i componenti logici sono nel Campo. Voi ve ne siete accorti, loro se ne sono accorti di cosa verrà mostrato dopo nell'esperimento perché era nel Campo. Quanti di voi parlano alla propria auto e ottengono dei risultati? Tieni duro -dite-, tieni duro, ancora un po', ancora un po'. So che sei rotta, ma tieni duro, andrà bene, andrà bene. Gomme rimanete gonfie, rimanete gonfie. Sto parlando a coloro che sanno esattamente a cosa mi sto riferendo. Apparentemente gli oggetti inanimati stanno nel Campo, Gaia è nel Campo, gli alberi, gli animali, tutto ciò che è, sta nel Campo, dando a voi, Cari Esseri Umani che state evolvendo, l'opportunità di cominciare a far pratica e accordarvi ad esso, così che possiate avere qualche idea di cosa aspettarvi nella vita, di cosa sta arrivando nella vita e essere preparati a schivare i proiettili, come dicono, a schivare le malattie, a evitare i confronti. Potrebbero dire che non è appropriato. Voi state per giungere al controllo della vostra vita in modi che non vi siete mai, mai aspettati, a meno che, certo, decidiate di rimanere nella scatola della 4D. Questa è libera scelta! Questo definisce la libera scelta e non che cosa mangerete per colazione domattina.” Kryon

Il vuoto del pensiero è la libertà dell’anima.
La mente non è noi: tutti i nostri pensieri vengono da una Mente universale, ben più vasta della nostra. Sri Aurobindo
Il pensiero non è qualcosa che produciamo, ma una “sostanza” nella quale siamo immersi. È il nostro habitat naturale, nel quale agiamo e creiamo effetti e rispondenze. Noi infatti “elaboriamo” pensiero, non lo produciamo: il pensiero non è parte di noi, non ci appartiene. Siamo abituati a identificarci nei nostri pensieri, ma la verità è che noi siamo solo il canale attraverso il quale scorrono.

L’essere umano partecipa a un ecosistema multidimensionale di energia-pensiero. L’uomo riceve pensiero elaborato da specie “inferiori” (meno complesse) ed elabora pensiero-cibo per specie “superiori” (più complesse), all’interno di una vera e propria “catena alimentare”.
È interessante considerare che noi, nella nostra attuale condizione, non solo non produciamo pensiero, ma non siamo neppure fruitori del pensiero che elaboriamo, o meglio, non lo siamo in tempo reale. Quando crediamo di pensare, ci stiamo semplicemente ricordando di aver elaborato “qualcosa” che la mente ha adattato a sé, rielaborando i nostri pre-giudizi. Praticamente viviamo in una “differita” della realtà, riveduta e corretta dalla mente.
Se viviamo in un’illusione della mente, come possiamo “essere”?
Se non pensiamo, come possiamo “agire”?
Noi non siamo mai nel “qui e ora”, ma sempre nel passato o nell’idea del futuro, comunque elaborata secondo il nostro schema di abitudini e di preconcetti. Noi viviamo nel “ricordo”.
Usare davvero il pensiero significa essere capaci di una consapevolezza e di un potere che abbiamo disimparato ad applicare. E ricordiamoci che l’elaborazione del pensiero non avviene nel cervello. Il cervello è solo un coordinatore della mente: l’elaborazione del pensiero è un atto che riguarda tutto il nostro corpo e in particolare alcuni organi come l’intestino e il cuore.
Ma questo “pensiero”, che canalizziamo ed elaboriamo, che ci permette di elaborare la realtà e di partecipare ad un ecosistema di intelligenze, è proprio quello che ci serve per evolverci? Intendo dire, non solo per progredire e per svilupparci come specie senzienti, ma per evolverci come Coscienza?
La vera coscienza, la vera consapevolezza, è libera dai vincoli della mente. É libera dai processi mentali, emancipata dal pensiero che costringe la nostra percezione entro i limiti dei sensi, delle tre dimensioni e del tempo. Quando siamo consapevoli siamo semplicemente qui, e quindi dappertutto, e ora, e quindi nell’eterno. Non esiste altro luogo e sopratutto non esiste altro tempo, non esistono i vincoli del passato, le limitazioni del ricordo e della memoria che ci costringono entro schemi e processi vecchi, abitudinari e pre-programmati, da noi stessi o da altri. E non esiste la tensione del futuro che mai ci permette di essere ciò che siamo. Il flusso di pensiero cessa finalmente. Da quel momento, in quel momento, siamo noi a essere, a produrre il Pensiero.
Solo se riusciamo a emanciparci dal ricordo possiamo essere nel presente. Ma non basta: solo se riusciamo uscire dal flusso del pensiero possiamo eludere i programmi che ci allontanano dalla realtà di noi stessi e delle cose. Non si tratta solo di smettere di vivere nel ricordo e quindi di usare finalmente il pensiero in tempo reale, ma di uscire dal flusso del pensiero elaborato, di cominciare a CREARE il pensiero, essere il pensiero, anzi, superare l’idea stessa di pensiero.
Questo è possibile solo se ne siamo fuori: allora la mente, che genera l’illusione dei sensi e del tempo, si ferma e nasce la percezione del Vero, la consapevolezza del Reale.
I flussi di pensiero, che permettono lo sviluppo delle specie viventi, sono il trampolino ma anche la gabbia dell’evoluzione superiore, il confine che le forme-ponte devono trascendere. Sui flussi di pensiero viaggiano i limiti del pre-concetto e sono essi stessi il supporto dei programmi di controllo mentale architettati da noi stessi così come da forze sfruttatrici e predatorie.
La meditazione è non-mente, non-tempo. Fermare la mente significa fermare il tempo.
Sappiamo che i flussi di pensiero non conducono solo la sostanza-pensiero da elaborare ma per loro natura trasportano idee pre-elaborate, ovvero programmi mentali, e sono direttamente connessi con la struttura temporale della nostra realtà, dove burattini e burattinai condividono un'illusione e sono persi, sebbene in modi diversi, nel medesimo dramma umano: la distrazione dalla consapevolezza individuale (= realtà).
Già da alcuni anni di questa potenziale Nuova Era, le linee energetiche planetarie vengono man mano “resettate”, come effetto dell’allineamento galattico (che peraltro altera il campo magnetico terrestre, altro supporto ai processi di controllo).
Tutto questo produrrà nuove e straordinarie condizioni di rinnovamento spirituale, ma la densità temporale, e quindi il flusso di pensiero che attraversa il nostro mondo, si sta già riducendo sensibilmente, dandoci la possibilità quindi di sfruttare un momento eccezionale per liberarci dal “baco”, esprimere appieno la nostra possibilità di coscienza, emanciparci dall’illusione della mente e dai programmi di controllo, essere finalmente produttori di pensiero e quindi svolgere appieno il nostro ruolo di forme-ponte, irrorando l’esistente con il nostro pensiero prodotto e avvicendando così le forze vicarie della natura che hanno finora presieduto ai processi evolutivi di questa potenziale realtà.

Essere legati al pensiero o essere preoccupati per i fenomeni che possono riguardarci nel nostro prossimo futuro significa non cogliere quanto davvero sta accadendo e, anzi, rischiare di operare al fine di trovare “soluzioni” per evitare possibilità straordinarie che a volte vengono percepite (o fatte percepire) come problemi.”
Tratto dal libro di Carlo Dorofatti "Nient'altro che se stessi".
Fonte: http://www.scienzaeconoscenza.it

lunedì 26 giugno 2017

Espetacular! A energia faltante do universo!

Imagem google

E então...  de repente, a segunda lei de Newton não funciona!
"Coisas das quais falamos algumas vezes anteriormente irão hoje fundir-se com coisas que nunca falamos, para dar a vocês simplesmente a verdade sobre a física em áreas que talvez nunca tenham ouvido antes. Nós trazemos estas coisas desta forma por uma razão. A primeira é que queremos que tenham isto arquivado. Algum dia haverá aqueles que pegarão estas transcrições e compararão com as descobertas da ciência. Depois verão que há uma confluência da verdade. Então poderão afirmar que esta informação é real... Estas são idéias elevadas e serão traduzidas para as páginas dos seus livros eventualmente. Esperem!

Se trata de uma lei de Newton que é uma lei responsável por toda a mecânica orbital em seu sistema solar. Ela explica toda esta mecânica e é a segunda lei de Newton. Em sua formulação fundamental é uma descrição da força, matéria e aceleração. E estes fundamentos explicam os movimentos dos planetas - os movimentos e a inércia em todas as partes. Ela faz isto tão bem que esta fórmula é responsável pelos cálculos de lançamentos de satélites e de sondas espaciais ao redor de todo o sistema solar. Toda esta matemática, tão centrada na segunda lei de Newton, funciona.
Se vocês tiverem notado em seu próprio sistema solar e se gostam de astronomia, verão o que Newton viu - que os planetas (objetos com massa constante) que estão mais próximos da influência gravitacional do Sol, viajam a velocidade diferente daqueles que estão mais distantes. Esta se tornou a fórmula da segunda lei de Newton e é verdadeira, e até hoje vinha se mantendo assim... até que recentemente a ciência descobriu alguns desafios.

A primeira coisa que gerou interesse foi quando as partículas se tornaram muito pequenas e então a lei se quebrou. Elas não seguiam mais as regras. Quando se chegou à estrutura atômica a fórmula era diferente. Este foi na verdade o motivo para o nascimento da física quântica - a explicação do pequeno e do muito pequeno e das teorias que o acompanham incluindo as interdimensionais. E isto estava bem para a ciência. Novas teorias disseram que quando a matéria fica super-pequena, precisa haver uma diferença na interação dos objetos com massa. Alguns dizem que isto se deve ao fato de que as partículas menores não têm a massa constante que os planetas e a lua têm... algo não muito difícil de se lidar dentro da mente do cientista. Não apenas isto, os seres humanos têm a habilidade de experimentar com o super-pequeno, com aceleradores atômicos – prótons e anti-prótons colidindo quase à velocidade da luz, para ver o que acontece. Então vocês podiam verificar as novas leis dentro do mundo super-pequeno. Foi aí que algo aconteceu.
Com o advento dos novos “olhos” da Terra, através de espelhos controlados por computadores em arranjos telescópicos, vocês começaram a estudar as galáxias distantes e a vê-las melhor. E para a surpresa dos astrônomos, eles podiam ver as estrelas girando ao redor do centro da galáxia, assim como seu sistema solar gira ao redor do Sol, mas com uma grande diferença. Ele não segue a lei de Newton!

As galáxias se movem em rotação de disco
As estrelas movendo-se ao redor do centro da galáxia, estavam em um “modo de rotação de disco - invariável.” Deixe-me explicar isto a vocês. Se vocês pegassem um disco e colocassem algumas pedras sobre ele, mais perto e mais longe do centro e depois girassem o disco suavemente perceberiam que todas as pedras ou partículas giram juntas uma atrás da outra, mantendo a influência entre elas na mesma perspectiva. Em outras palavras elas não se movem mais rápido ou mais lento devido à distância do centro. Isto é chamado de rotação de disco e é o que as galáxias fazem.
No entanto, de repente, a segunda lei de Newton não funciona!
As estrelas poderiam ter uma grande massa constante, no entanto não estavam seguindo as regras da mecânica orbital. A lei de Newton parece funcionar para o sistema solar, mas não funciona para as galáxias. Isto não faz sentido e está no centro da controvérsia e da eventual descoberta de algo que a astronomia está começando a ver.

Na matemática da medição de energia do universo, a ciência diz que algo está criando uma energia que não se pode ver, e que está empurrando a matéria de uma forma que afeta a lei de Newton. Eles dizem que não sabem o que é e que não podem vê-la. É uma energia invisível criando um novo tipo de sistema orbital, que eles agora percebem estar em todas as galáxias. Então eles a chamam de matéria escura, uma matéria misteriosa que influencia tudo.
A matéria escura não é realmente escura. Esta é simplesmente a definição científica para uma energia que está faltando. Isto é tudo o que é. Algo está puxando e empurrando de uma forma que não segue a mecânica orbital da clássica lei de Newton. Como pode ser isto? Agora o dilema está lá. O muito pequeno não funciona bem. O muito grande não funciona bem. O sistema solar parece estar ok. Alguém está trabalhando nisto agora, e eu preciso mencionar isto.
Cada galáxia tem um sistema empurra/puxa em seu centro (chamado buraco negro). Este é um sistema de energia gêmea, mas vocês só vêm um. Vocês estão convencidos de que é invisível, um buraco negro. Nenhuma luz escapa, mas vocês pensam que é algo singular, uma única coisa. Como vocês são tridimensionais! Não é apenas uma coisa. Ao contrário é como um grande buraco de uma agulha duplo.

Agora ouçam. Quando começarem a mapear o universo e observarem como as galáxias são realmente colocadas juntas, já saberão que não é algo aleatório. Isto não é interessante? O que vocês chamaram de Big Bang não deveria estar distribuído de forma aleatória por toda parte a partir do quase nada? Então por que existe um padrão? Esta é a parte bela, querido ser humano. Existe um padrão no aparente caos do evento interdimensional que foi o chamado Big Bang. Como dissemos antes, o seu Big Bang foi na verdade uma grande colisão interdimensional com outra força interdimensional. A interdimensionalidade parece ser o caos com um padrão escondido.

A energia faltante do universo
As galáxias são formatadas lindamente juntas em uma dança elegante. E tem a simetria de uma mandala!
Imagine comigo por um momento uma agulha gigante. Passe duas linhas por ela. Uma vai para dentro do buraco negro e a outra sai dele. Estas linhas são cordas de força interdimensional que depois se conectam com outras galáxias, entrelaçando-se para dentro e para fora de seus centros que são buracos negros de olho duplo. Um sistema puxa/empurra - uma força interdimensional da qual ainda não estão conscientes, alinhavando as galáxias umas às outras.
Agora visualizem em sua mente este acolchoado tendo uma simetria e um propósito. Se vocês pudessem olhar para o meio dele, para o meio do universo, a partir de certo ângulo, teriam a simetria de uma mandala. As galáxias são formatadas lindamente juntas em uma dança elegante. A simetria faz sentido e é de base 12. Nós lhes desafiamos a encontrar isto.

E aquilo que parecem fios entrando e saindo dos centros das galáxias, estas novas forças que acabei de descrever, é uma malha. Uma malha com simetria e propósito... a malha cósmica. Ela tem beleza. E é a energia faltante do universo, segundo aqueles que procuram por ela. A matéria escura que todo mundo procura não está nos espaços vazios entre as coisas. Está nas cordas de forças interdimensionais entre as galáxias, colocadas lá propositalmente. Oh, é um sistema maravilhoso. Vocês desejam que a matéria escura faça sentido em 3D, mas não pode ser assim. Ela lida com as duas forças interdimensionais do universo que são quânticas e, portanto estão fora do tempo e da previsão de suas fórmulas 3D.

Não seria maravilhoso que alguém criasse as lentes astronômicas interdimensionais? E se isto fosse possível o que veriam? Veriam exatamente o que acabei de descrever. Primeiro vocês poderiam ver a natureza gêmea do buraco negro que parece ser um. Uma lente interdimensional olha para a gravidade e o tempo, e a curvatura deles em padrões.
Se estivessem olhando para o universo com esta lente, veriam como os gêmeos se relacionam um com o outro e veriam as fibras conectando as galáxias, muito claramente. Isto explicaria a energia faltante, não é? Daria motivos aos cientistas para aumentar as quatro forças conhecidas da física para seis! E... isto é previsto.

Vocês estão próximos da descoberta, e ela está nos éteres. Portanto, eu não estou dando a vocês nada que o livre arbítrio humano não vá descobrir por si mesmo. A solução está flutuando no sistema, pronta para ser encontrada."