mercoledì 31 luglio 2013

La vaccinazione - un'arma letale! Uccide in Silenzio, a Lungo Termine


Salvate i vostri bambini dalle vergognose speculazioni 

BOMBA! DOCUMENTO MEDICO ESPLOSIVO SUI VACCINI - 80 medici americani confessano il pericolo della vaccinazione e rischiano la radiazione dall’Albo.  FATE GIRARE!

La vera storia raccontata in diretta dai medici
Valdo Vaccaro – Direzione Tecnica AVA-Roma e ABIN-Bergamo
- Questo non è un documento di scuola igienistica. Giunge direttamente dall’ambiente medico statunitense, ed esattamente dall’International Medical Council on Vaccination, e ha per titolo “Vaccines: Get the full story” (Vi raccontiamo la vera storia suoi vaccini).
Ne sono coinvolti medici, scienziati e assistenti, dichiaratamente interessati a proteggere i bambini e i loro genitori, e a niente altro che quello.
L’elenco è lungo, e si limita ai soli firmatari medici, con qualifiche MD, DO, MB, MBBCH, che contraddistinguono per l’appunto terapeuti attivi e dotati di laurea in medicina.

Ottanta medici che rischiano la radiazione dall’albo, per questo scottante documento

Nicola Antonucci, David Ayoub, Nancy Turner Banks, Timur Baruti, Danny Beard, rancoise Berthoud, Russell Blaylock, Fred Bloem, Laura Bridgman, Kelly Brogan, Sarah Buckley, Rashid Buttar, Harold Buttram, Lisa Cantrell, Lua Català Ferrer, Jeniffer Craig, Robert Davidson, Ana de Leo, Carlos de Quero Kops, Carolyn Dean, Mayer Eisenstein, Todd M. Elsner, Jorge Esteves, Edward Ted Fogarty, Jack Forbush, Gabrieli Milani, Sheila Gibson, Mike Godfrey, Isaac Golden, Gary Goldman, Gary Gordon, Doug Graham, Boyd Haley, Gayl Hamilton, Linda Hegstrand, James Howenstine, Suzanne Humphries, Belèn Igual Diaz, Philip Incao, Joyce Johnson, A. Majid Katme, Tedd Koren, Alexander Kotok, Eneko Landaburu, Luc Lemaire, Janet Levatin, Thomas Levy, Stephen L’Hommedieu, Paul Maher, Andrew Maniotis, Steve Marini, Juan Manuel Martinez Méndez, Sue McIntosh, Richard Moskowitz, Sheri Nakken, Christiane Northrup, Amber Passini, Ronald Peters, Jean Pilette, Pat Rattigan, Zoltan Rona, Chaim Rosenthal, Robert Rowen, Màximo Sandin, Len Saputo, Michael Sclachter, Viera Sheibner, Penelope Shar, Bruce Shelton, Debbi Silverman, Kenneth KP Stoller, Terri Su, Didier Tarte, Leigh Ann Tatnall, Adiel Tel-Oren, Sherri Tenpenny, Renee Tocco, Demetra Vagias, Franco Verzella, Julian Whitaker, Ronald Whitmont, Betty Wood, Eduardo Angel Yahbes.

Trattasi di una selezione di medici e non di un raggruppamento casuale e quantitativo
I firmatari non sono una somma casuale e indistinta di medici dissidenti, ma rappresentano una selezione di pediatri, medici di famiglia, chirurghi cerebrali, professori di patologia, chimica, biologia ed immunologia. Tutti caratterizzati da massima indipendenza dalle multinazionali del farmaco e da rispetto rigoroso della scienza vera e trasparente.

Elenco delle malattie che hanno documentata origine vaccinatoria
Come mai i medici non trovano le cause vere di molte malattie?

Perché sono condizionati e costretti a ignorare le correlazioni tra patologie e vaccini.
L’elenco di tali malattie è lungo, ma citiamo solo quelle più note:
Allergie ed eczema, artrite, asma, autismo, riflusso acido che costringe i bimbi a inibitori tipo pompe protoniche (con molti effetti collaterali), cancro, diabete infantile e giovanile, malattie renali, aborti, lunga lista di malattie neurologiche ed autoimmuni, SIDS (sindrome da morte infantile improvvisa), e molte altre ancora.

Elenco di effetti collaterali documentati e dichiarati nella letteratura medica
- Artrite, disordini emorragici, grumi sanguigni, attacchi cardiaci, sepsi

- Infezioni agli orecchi
- Svenimenti (spesso con conseguenti fratture ossee)
- Colpi apoplettici, epilessia
- Severe reazioni allergiche, orticaria ed anafilassi
- Morti improvvise
- Diverse diagnosi per ammissione ospedaliera
- Il National Vaccine Injury Compensation Program (NVICP) ha assegnato più di 1,2 miliardi per ricompensa danni causati dai vaccini a infanti, ragazzi e persone adulte.

L’autismo è particolarmente associato ai vaccini
L’autismo era patologia quasi sconosciuta prima che le vaccinazioni di massa venissero lanciate nel 1991, con l’introduzione del vaccino contro l’epatite B e del vaccino contro la meningite.

Decine di migliaia di genitori possono testimoniare che l’autismo fece apparizione nei propri figli poco dopo che i medesimi venissero vaccinati.
Pregasi studiare la documentazione relativa sul website www.fourteenstudies.org

Quando vi ammalate, il sistema medico, le assicurazioni e le multinazionali, si arricchiscono
Inoltre dal documento suddetto emergono le seguenti sconcertanti verità sull'efficiacia immunitaria.
- I vaccini non danno lunga efficacia immunitaria, per cui si impongono diversi richiami.
- Ogni richiamo aumenta il rischio di nuovi effetti collaterali.
- Gli effetti collaterali dei vaccini possono menomare una persona per il resto della vita.
Questo fa comodo a Big Pharma, che ha nel suo armamentario molti farmaci disegnati per combattere le malattie causate dai suoi stessi vaccini.
- Negli USA né le multinazionali del farmaco né i medici possono essere denunciati per disgrazie derivanti dai vaccini. Entrambe le categorie sono protette dal National Child Vaccine Injury Act del 1986. Questa legge, infame e scandalosa, decreta che No vaccine manufacturer shall be liable in a civil action for damages arising from a vaccine-related injury or death.


Come mai moltissimi medici evitano di vaccinare i propri figli?
- Sanno che I vaccini non offrono alcuna prova di essere sicuri e di essere efficaci.

- Sanno che i vaccini contengono sostanze micidiali.
- Sanno che i vaccini causano gravi problemi di salute.
- Sanno di aver già trattato bambini e adulti colpiti da effetti collaterali derivanti dai vaccini.

Le multinazionali invadenti e “prenditutto”!
Le multinazionali del farmaco si sono infiltrate e hanno preso il controllo dell’intero sistema sanitario, incluse scuole e università, inclusi giornali e riviste, incluse cliniche ed ospedali, incluse farmacie.

I medici, per poter sopravvivere, devono fare un cieco atto di fede, senza mettere in discussione nessun aspetto della vaccinazione, del come e del perché. 
Persino di fronte a chiara evidenza di danno da vaccino, il medico tende a trovare altre scusanti e altre ipotesi.  Accusare il vaccino equivale a un suicidio professionale.
I medici firmatari di questo documento rischiano di essere radiati dall’Ordine Medico, e fanno questo gesto encomiabile in nome della sicurezza e della salute dei bambini e dei genitori del mondo.

Chi sono i veri beneficiari dei vaccini?
- Gli ospedali beneficiano finanziariamente dalle ospitalizzazioni e dai test clinici.

- Le compagnie farmaceutiche fanno decine di miliardi di dollari dai farmaci che curano gli effetti collaterali causati dai vaccini, e dai farmaci disegnati per curare le malattie croniche ed incurabili derivanti dai vaccini stessi.
- I vaccini sono la spina dorsale del sistema sanitario mondiale. Senza i vaccini ci sarebbe una caduta verticale e catastrofica della Sanità, non solo per la perdita del business-vaccini, ma soprattutto perché la società umana guadagnerebbe troppo in termini di salute.

La salute non fa comodo a tutti
La salute è un pessimo affare per la medicina contemporanea.

Grazie alla medicina la varicella si è trasformata in autismo, l’influenza si è trasformata in asma, le otiti si sono trasformate in diabete. La lista di queste trasformazioni è lunghissima.
Grazie allo zelo messo nella eliminazione di alcuni microbi innocenti e benigni, ci siamo ritrovati con una serie intollerabile di malattie , disordini, disfunzioni, menomazioni e disabilitazioni di tipo cronico e inguaribile.
Qualcuno piange. E sono i genitori dei bambini sofferenti.
Ma qualcuno brinda contemporaneamente al forte rialzo in borsa di certi titoli farmaceutici.

Quanti vaccini sono in circolazione?
Se i bambini americani ricevessero tutte le dosi di tutti i vaccini raccomandati ed imposti, riceverebbero non meno di 35 vaccinazioni contenenti 113 diversi tipi di agenti patologici, 59 diversi prodotti chimici, 4 tipi di cellule animali/Dna, Dna umano da tessuti abortiti e albumina umana.

Se pensate di aver superato il momento critico perché i vostri ragazzi sono cresciuti, scordatevelo.
Ci sono almeno altri 20 nuovi vaccini pronti per essere lanciati nel prossimo futuro, tutti concepiti per gli adolescenti e per gli adulti.

Diamo un’occhiata agli ingredienti:
- Virus e batteri da culture cellulari animali.
- Mercurio, un minerale notoriamente neuro-tossico, è presente nella maggior parte dei vaccini in circolazione.
- Alluminio, un veleno capace di causare degenerazione nelle ossa e nel midollo spinale.
- Cellule animali da scimmiette, reni di cane, di gallina, di mucca e di esseri umani.
- Formaldeide, un noto cancerogeno.
- Polisorbato 80, noto causatore di sterilità nei topi-femmina e di atrofia testicolare nei topi-maschio.
- Gelatina, da maiali e mucche, conosciuta per le reazioni anafilattiche che provoca.
- Glutammato monosodico (MSG), causa di disturbi metabolici, tipo diabete, apoplessia ed altri disordini di tipo neurologico.


I conflitti di interesse
La gente che fa le regole e le leggi sulle vaccinazioni è implicata spesso nella vendita dei vaccini. Ad esempio, la dr. Julie Gerberding, che è stata alla direzione del CDC per 8 anni, è oggi presidente della Merck Vaccini. Il dr Paul Offit, membro dell’Advisory Committee on Immunization Practice (ACIP), ha addirittura sviluppato e registrato all’ufficio brevetti il suo stesso vaccino.


Più vaccini vendi è più incentivi ti arrivano
Secondo la CDC ogni gruppo pediatrico americano (10 pediatri per gruppo) possiede un inventario di oltre 100 mila dollari in vaccini da vendere. 

Questi medici guadagnano dalle visite e dai vaccini venduti, ed anche dalle successive visite per gli effetti collaterali dei vaccini stessi.
I pediatri americani ricevono quadrimestralmente dei premi e degli incentivi dall’HMO, in risposta al loro lavoro pro-vaccini, e vengono al contrario redarguiti dalle compagnie di assicurazione ogniqualvolta il ritmo vaccinatorio cade o languisce, anziché crescere.

Confronti tra bambini vaccinati e non vaccinati
Il progetto Cal-Oregon sponsorizzato dalla Generation Rescue, ha condotto interviste tra genitori di bambini vaccinati e non vaccinati per un totale di 17.674 bambini, riscontrando come i bambini vaccinati stiano assai peggio di quelli non-vaccinati:

- I bambini ambosessi vaccinati hanno segnato un più 120% di asma.
- I bambini maschi vaccinati hanno segnato un più 317% di ADHD.
- I bambini maschi vaccinati hanno segnato un più 185% di disordini neurologici.
- I bambini maschi vaccinati hanno segnato un più 146% di autismo.

Esenzioni ai vaccini negli Stati Uniti
- Voi aveteil diritto di rifiutare le vaccinazioni. Esercitatelo!

- I vostri bambini non devono essere vaccinati per poter accedere alle scuole pubbliche.
- Ogni stato prevede delle esenzioni che danno il diritto di rifiutare vaccini indesiderati.
- Cercatevi un medico che sia d’accordo con la vostra scelta di non vaccinare il vostro bimbo.


Molti scelgono la salute e la sicurezza dicendo no ai vaccini
I gruppi che generalmente non vaccinano includono terapeuti olistici, chiropratici, insegnanti e appartenenti a diversi gruppi religiosi.

Esistono migliaia di testimonianze scritte di genitori che vantano l’ottima salute dei loro bambini privi di vaccinazioni. Le decisioni sul vaccinare o meno sono tra te e il tuo partner. Nessun’altro al mondo ha diritto di interferire. Non è un affare di altri membri in famiglia, di vicini di casa, di parenti o altri ancora.

Per godere di buona salute, ecco alcuni concetti da imparare assolutamente!
- La scelta sicura è quella di dire no ai vaccini. Tu sei in grado di controllare le scelte salutistiche che fai per te e per i tuoi bambini. Ma non hai nessun controllo sui risultati di una vaccinazione.
- Non c’è bisogno di andare da un pediatra specializzato a misurare i tuoi bambini e a siringarli con un vaccino. Vai da un terapeuta naturale che sia più aperto e meno inserito nel business delle vaccinazioni.
- I bambini nascono dotati di potenti difese naturali. Se non le avessero, morirebbero immediatamente dopo il parto. Enormi processi immunitari hanno luogo già al loro primo vagito. Tutto ciò è naturale e non servono interferenze pediatriche.
- La maggior parte delle malattie vengono schivate dai bambini. Un bambino sano e non vaccinato ha la forza di impattare contro ogni malattia e di saltarne fuori senza che una siringa gli immetta dentro dei veleni.
- Impara ad apprezzare l’importanza della febbre. La maggior parete delle febbri si risolvono da sole nel giro di poche ore, senza farmaci.
- Renditi conto che il tuo bimbo, anche se vaccinato, può ugualmente contrarre le malattie che la vaccinazione intendeva prevenire.
- Impara che le chiavi della salute sono la buona nutrizione, acqua pura, sonno adeguato, esercizio fisico e buonumore.
- Studiati come funzionano i vaccini. Il tuo medico sa molto meno di te su questo argomento. Sa solo quello che la pubblicità di Big Pharma gli rifila in continuazione.

Salvate i vostri bambini dalle vergognose speculazioni 
Mi sia concesso fare una riflessione finale.

Continuo a ricevere lettere di drammi familiari, con mamme spaventate dai pediatri e talvolta persino dai mariti. Divisioni interne causate dal vaccino sì e vaccino no.
Questo è semplicemente demenziale.
Informatevi meglio e ragionate con la vostra testa. Non date i vostri bambini in pasto alle multinazionali.
Salvateli dallo sporco business che da sempre si gioca sulla loro pelle innocente.

La Malattia come Business -Verità sconvolgente!


Fonte: Valdo Vaccaro – Direzione Tecnica AVA-Roma e ABIN-Bergamo

giovedì 25 luglio 2013

O Amor como Fonte de Energia, similar à eletricidade!


A Energia do Amor

O conceito do termo AMOR, como conhecemos e estamos habituados a usar, põe um enorme limite na sua real extensão e distorce, consideravelmente, o seu verdadeiro significado. Pensamos que ele está relacionado somente com aquele sentimento que nos liga aos familiares, aos animais, aos ideais ou a Deus. Mas esse sentimento, é somente um dos infinitos atributos do Amor. É muito insignificante, se comparado ao real potencial da energia do Amor. Consideramos o amor como a base fundamental de nossa vida, mas estamos focados simplesmente no amor emocional, o sentimento. Nos conectamos mais facilmente com o amor neste nível, porque somos seres emocionais e isto nos faz sentir bem, a partir da perspectiva do ego, mas esse é apenas um nível da totalidade que a energia do amor representa. O amor é uma das formas de energia tão poderosas quanto a força da eletricidade ou do magnetismo.
É provado cientificamente, e creio que hoje, são poucos os que ainda não tomaram conhecimento disso, que, pensamentos e emoções são energias físicas que têm grande impacto no desempenho das funções biológicas, físicas, e espirituais. Quando pensamos, emitimos uma frequência vibracional que irá influenciar o universo dentro ou fora de nós, independente do tipo de energia que emitimos, negativa ou positiva. O pesquisador Gregg Braden diz que isto ilustra uma nova forma de energia que conecta toda a criação. Esta energia parece ser uma REDE ESTREITAMENTE TECIDA que conecta toda a matéria e que podemos influenciar essencialmente esta rede de criação por meio de nossas VIBRAÇÕES.

Existe uma ligação profunda entre os nossos pensamentos coletivos, os nossos sentimentos e  expectativas e a realidade externa. Isso já foi comprovado também, em pesquisas científicas: foi descoberto que as nossas emoções e sentimentos, afetam o DNA que, por sua vez, influencia os átomos e moléculas de quem está perto de nós. Experimentações científicas demonstraram que nosso DNA muda com as freqüências produzidas pelos nossos sentimentos e emoções, ou seja, vibrações. Indivíduos treinados para sentirem amor profundo foram capazes de mudar a forma de seu DNA. Isto significa que possuímos muito mais poder do que imaginamos.
Em 1991, uma organização americana, chamada Heart Math, interessada em explorar o poder das emoções sobre o corpo humano e o impacto que estas têm no mundo em que vivemos, realizou a seguinte experiência: eles isolaram o DNA humano em um copo de béquer e fizeram uma série de testes, envolvendo cinco pessoas treinadas em aplicar um tipo de emoção, conhecida como Emoção Coerente. A técnica consiste em se fazer silêncio com a mente, focalizar o consciente no coração e enviar emoções positivas, ou seja, energia do amor.
Os resultados foram surpreendentes e inegáveis: Sem que houvesse nenhum contato físico dos participantes com as amostras de DNA, estes foram capazes de influenciar e alterar as moléculas de DNA do béquer. Portanto, ficou provado que as emoções humanas são capazes, até mesmo, de alterar o DNA da célula.

Nos ensinaram como “matar” nosso Amor próprio
Há um antigo ensinamento, segundo o qual, para curar o mundo devemos SER nós mesmos; são essas as condições que realmente trazem a cura. Todas as tradições do mundo, civilizações, culturas e religiões procuraram nos orientar para o amor aos outros e não a nós mesmos, ou amar os outros como a si mesmo, o que significa, pouco ou nada. Isso porque ninguém se interessou em aprofundar os ensinamentos de como nos amarmos intensamente, antes de amar qualquer outra coisa, que pode ser uma pessoa, um ideal, um deus, uma instituição… Assim, todo relacionamento humano é condicionado pelo dever… e por isso, não autêntico. Vivemos condicionados em uma representação de um script pré-definido, que não deixa espaço para o amor autêntico, o amor que cura o mundo. Quem ama a si mesmo, é capaz de nutrir a própria alma, há a força de compreender e de não se deixar enganar nunca. É por isso que sempre nos ensinaram a não amar a nós mesmos, nos fazendo crer que somos cheios de defeitos, fracos e necessitamos sempre de um “comandante” para nos dizer a via para se seguir.  Por trás desses ensinamentos, existe uma estratégia astuta, porque o amor é o nutrimento da alma, sem o amor a alma é fraca. Dizer que não somos dignos, nascemos sujos e cheios de pecado, é a arma para que posssamos “matar” nosso amor próprio. Nossa busca pelo amor é o nosso desejo de gratificação instantânea, uma prova material de que somos dignos e merecedores do amor. A energia total do Amor almeja o desejo de estarmos em um estado de saber que o amor existe, ainda que não tenhamos a prova física disto em nossas vidas. O amor que sentimos é emocional, o amor que somos é espiritual. A necessidade de amor dos outros é realmente um pedido de aprovação. O amor incondicional envolve a aceitação. O amor incondicional é um dos maiores desafios da humanidade, porque, enquanto houver uma gota de julgamento, estamos em uma expressão condicional de amor. Não autêntico.
Convém notar que, em momentos extremos de necessidade, o ser humano é capaz de realizar coisas impensáveis, jamais experimentadas em situações normais, como  aquele do leopardo que, por defesa, após matar uma fêmea do macaco babuíno, adota e protege o macaquinho babuíno, nascido no instante em que a mãe foi morta; ou o do ser humano que se torna capaz de erguer um automóvel sozinho, usando apenas as duas mãos, para salvar a vida de um filho. Como se explica?  Existe uma energia que poucos conhecem e que, nesses momentos de emergência, move um complexo mecanismo do sistema endócrino, conhecido como "luta ou fuga", preparando o indivíduo para a ação extrema, liberando na corrente sanguínea hormônios poderosos capazes de nos dar os poderes que sò vemos nos filmes de ficção. No entanto, existe uma energia capaz de desencadear uma série de reações químicas e hormonais, associadas a essa força descomunal, e se chama a energia do amor
AMOR É PODER! As linguas existentes, geralmente são inarticuladas e pobres para este conceito. O Amor não se colhe em uma palavra, nem é apenas um sentimento. É uma fonte de poder! É energia. É possìvel chamá-la, ligá-la e desligá-la, estocá-la, enviá-la e direcioná-la para muitos usos. Está sempre disponível e nunca nos falta. É a promessa do universo! É o filamento comum que põe as coisas em movimento. É hora de começarmos a ver isto. A energia do amor provém de uma  fonte, única e singular. Se você quiser, pode usar a palavra "Fonte-divina" ou “Fonte de Energia”, ao invés de amor, se isso facilita a compreensão para um novo significado desse poder, já que, quando citamos a palavra amor, automaticamente, associamos a um sentimento. Isto é similar a eletricidade com a qual estamos acostumados. Observe que o elemento comum em seus circuitos é sempre o "terra". Não importa qual o propósito ou a intensidade do circuito, ele sempre tem um retorno, ou simplesmente, uma unidade num sistema multifacetado. Os indivíduos iluminados (aqueles que usam o amor como fonte de energia), são especialmente bons em invocar e direcionar o amor da Fonte Divina. Eles geralmente, clareiam os caminhos, através do que seria um véu resistente e obscuro. A maioria destes indivíduos tem sido líderes religiosos através de eras, que usaram o amor como base para suas vidas. Seu honesto amor pelo universo, e pelos outros a sua volta, e sua tolerância para com os outros, foi a chave para seu equilíbrio. Homens sagrados na Índia, China, Síria, Israel ou outro lugar qualquer, possuem a mesma conexão à fonte de poder que um cristão evangelista em um encontro na América central. Isso demonstra a singularidade e unicidade da Fonte.
Mas, o que faz com que esse potencial seja despertado em nós, em determinados momentos? Que mecanismo se desencadeia dentro de nós? Não seria o caso de aprofundar e procurar amplificar mais esse conceito para fazermos bom uso do poder que a natureza nos proporcionou? Não seria essa uma energia ainda pouco utilizada, mas capaz de influenciar nossas mentes a viver com uma frequência mais elevada sob a emoção da energia do amor, da mesma forma que podemos utilizar a eletricidade, o magnetismo ou outras forças fisicas?  Essa é, portanto, a energia que está sendo desenvolvida com grande intensidade, no momento atual da nossa existência e que pode ser acessada a qualquer momento, não só naqueles momentos emergenciais.
Segundo estudos feitos pelo Professor Semir Zeki na Universidade UCL, amor e ódio partilham do mesmo circuito cerebral. A única diferença entre os dois é que, partes do cérebro relacionadas ao raciocínio, não são desligadas sob a emoção de ódio, enquanto o julgamento é severamente afetado pelo amor. Se amor e ódio dividem o mesmo circuito cerebral e o raciocínio lógico não é desligado sob o efeito do ódio, é aí que está a chance de nos movimentarmos, conscientes, em direção a energia do amor, pois é aì que reside o livre arbítrio. Segundo o neuroanatomista Jill Botle Taylor da Escola de Medicina de Indiana,  existem alguns programas emocionais que podem ser acionados automaticamente. A raiva, por exemplo, uma vez desencadeada, os componentes químicos liberados pelo cérebro, provocando uma resposta fisiológica, levam menos de 90 segundos para percorrer a corrente sanguínea e serem completamente eliminados do sistema.  Somos providos de um sistema que, em várias situações, temos 90 segundos para escolhermos de que lado ficar. Se aceitar o “programa” ou rejeitar. Sendo assim, após 90 segundos, é uma questão de escolha continuar sentindo raiva ou não.  Então, sabendo disso, antes de se deixar levar pela raiva e sair por aì virando a mesa, o melhor é respirar fundo e contar até 90, que é o tempo em que você está sob o efeito daqueles componentes químicos, na sua corrente sanguínea.
É claro que nem sempre é tão simples assim, pois às vezes nos vemos diante de desafios tão intensos e complexos, que podem obliterar completamente a nossa visão e bloqueiar o nosso raciocínio. Vale então, procurar usar o bom senso e a razão, dissipar o sentimento da raiva ou do ódio e retornar à energia do amor. Lembrem-se que, a energia do amor, além de ser a vibração nota dez, ela constrói, transforma, cura e nos faz enxergar o mundo com óculos cor-de-rosa. Nos tempos de hoje, acredito que o Amor seja o sentimento e a energia que mais precisamos.
O AMOR não é o que se pensa. É uma energia informativa que permeia todo Universo - Cap. VI

venerdì 19 luglio 2013

Vacinação – Uma Arma LETAL! Mata em Silêncio e a Longo Prazo


Salvem seus filhos dessa especulação vergonhosa!

Documento Exploivo - 80 médicos Americanos confessam o Perigo da vacinação e arrisca de ser expulso da Ordem dos Médicos. Façam circular!

Por trás das Vacinas
O que se segue não é um documento de escola higienista. Vem diretamente do Conselho Médico Internacional de Vacinação (International Medical Council on Vaccination), Com o titolo “Vaccines: Get the full story”. (Lhes contaremos a verdadeira história das vacinas). Participaram médicos, cientistas e assistentes, reconhecidamente interessados ​​em proteger as crianças e seus pais, e nada mais que isso. A lista é longa, e está limitada somente aos signatários médicos, com qualificações MD, DO, MB, MBBCh, que se caracterizam pelos terapeutas ativos e portadores de uma licenciatura em medicina. (VALDO VACCARO - Roma)

Lista dos 80 médicos que confessaram e correm o risco serem excluidos da Ordem dos Médicos

Nicola Antonucci, David Ayoub, Nancy Turner Banks, Timur Baruti, Danny Beard, rancoise Berthoud, Russell Blaylock, Fred Bloem, Laura Bridgman, Kelly Brogan, Sarah Buckley, Rashid Buttar, Harold Buttram, Lisa Cantrell, Lua Català Ferrer, Jeniffer Craig, Robert Davidson, Ana de Leo, Carlos de Quero Kops, Carolyn Dean, Mayer Eisenstein, Todd M. Elsner, Jorge Esteves, Edward Ted Fogarty, Jack Forbush, Gabrieli Milani, Sheila Gibson, Mike Godfrey, Isaac Dourado, Gary Goldman, Gary Gordon, Doug Graham, Boyd Haley, Gayl Hamilton, Linda Hegstrand, James Howenstine, Suzanne Humphries, Belén Igual Diaz, Philip Incao, Joyce Johnson, A. Majid Katme, Tedd Koren, Alexander Kotok, Eneko Landaburu, Luc Lemaire, Janet Levatin, Thomas Levy, Stephen L'Hommedieu, Paul Maher, Andrew Maniotis, Steve Marini, Juan Manuel Martinez Mendez, Sue McIntosh, Richard Moskowitz, Sheri Nakken, Christiane Northrup, Amber Passini, Ronald Peters, Jean Drenos, Pat Rattigan, Zoltan Rona, Chaim Rosenthal, Robert Rowen, Maximo Sandin, Len Saputo, Michael Sclachter, Viera Sheibner, Penelope Shar, Bruce Shelton, Debbi Silverman, Kenneth KP Stoller, Terri On , Didier Tarte, Leigh Ann Tatnall, Adiel Tel-Oren, Sherri Tenpenny, Renee Tocco, Demeter Vagias, Franco Verzella, Julian Whitaker, Ronald Whitmont, Betty Wood, Eduardo Anjo Yahbes.

Os signatários não são uma quantidade aleatória e indistinta de médicos dissidentes, mas representam uma seleção de pediatras, médicos de família, cirurgiões cerebrais, professores de patologia, química, biologia e imunologia. Todos caracterizados por completa independência das multinacionais farmacêuticas, com estrito respeito pela ciência real e transparente.

Lista de doenças que têm documentado a origem vaccinatoria
Por que os médicos não encontram as verdadeiras causas de muitas doenças? Porque eles são condicionados e forçado a ignorar as correlações entre doenças e vacinas. A lista de tais doenças é longa, mas podemos citar apenas as mais conhecidas: alergias e eczema, artrite, asma, autismo, refluxo ácido que obriga as crianças a inibidores, tipo bombas de prótons (com muitos efeitos colaterais), câncer, diabete infantil e Juvenil, doença renal, abortos, longa lista de doenças neurológicas e doenças auto-imunes, SIDS (síndrome da morte súbita infantil), e muito mais.

Literatura Médica - Efeitos colaterais documentados e declarados
1) artrite, desordem  hemorrágica, coágulos no sangue, ataques cardíacos, sepse, 2) infecções nos ouvidos, Desmaios (muitas vezes resultando em fratura óssea), 3) convulsões, epilepsia, 4) Reações alérgicas graves, urticária e anafilaxia; 5) mortes súbitas, 6) vários diagnósticos de internação hospitalar; 7) O National Vaccine Injury Compensation Programa (NVICP) já distribuiu mais de 1,2 mil milhões de recompensa por danos causados ​​pelas vacinas nos bebês, crianças e adultos.

Autismo está particularmente relacionado com vacinas
O Autismo era patologia praticamente desconhecida, antes que os programas de vacinação em massa fossem lançados em 1991, com a introdução da vacina contra a hepatite B e vacina contra a meningite. Dezenas de milhares de pais, podem testemunhar que o autismo apareceu em seus filhos, logo depois que eles foram vacinados. Convém estudar a documentação relativa, no site www.fourteenstudies.org
Quando você fica doente, o sistema de saúde, seguradoras e empresas multinacionais, se enriquecem.  Veja aqui: Verdades Chocantes

Eficácia imunológico?
Do documento referido emerge a seguinte verdade desconcertante, sobre a eficacia imunológica: Vacinas não dão uma longa eficácia imunológica, por isso se impõem diversas doses. - Cada dose, aumenta o risco de novos efeitos colaterais - Os efeitos colaterais da vacina pode prejudicar uma pessoa para o resto da vida. Isto vem a calhar para o Big Pharma, que tem em seu arsenal, muitos medicamentos já prontos, destinados a combater doenças causadas por suas próprias vacinas.

Proibição de denúncia
É também desconcertante, saber como nos EUA, nem as multinacionais farmacêuticas nem os médicos, podem ser processados ​​por infortúnios causados ​​por vacinas. Ambas as categorias são protegidas pela National Child Vaccine Injury Act de 1986. Essa lei, infame e escandalosa, decreta que "Nenhum fabricante da vacina deve ser responsabilizada em uma ação civil, por danos decorrentes de uma lesão ou morte, relacionadas com a vacina." (No vaccine manufacturer shall be liable in a civil action for damages arising from a vaccine-related injury or death).

Por que serà que muitos médicos evitam a vacinação aos seus filhos?
Alguma vez você já se perguntou por que muitos médicos evitam a vacinação de seus filhos? Simples! Eles sabem que as vacinas não oferecem qualquer prova de serem seguras e eficazes, pois eles sabem que as vacinas contêm substâncias mortais, eles sabem que as vacinas causam graves problemas de saúde, eles sabem de já terem lidado com crianças e adultos que sofrem de efeitos colaterais da vacina.

Corporações multinacionais invasivas e “pega-tudo”
As multinacionais de drogas, se infiltraram e assumiram o controle do inteiro sistema de saúde, incluindo as escolas e universidades, incluindo jornais e revistas, incluindo hospitais e clínicas, incluindo farmácias. Os médicos, a fim de sobreviver, precisam fazer um cego ato de fé, sem questionar qualquer aspecto da vacinação, do como ou do porquê. Mesmo diante de evidências claras de danos da vacina, o médico tende a encontrar outras desculpas e outros pressupostos. Acusar a vacina é equivalente ao suicídio dacarreira profissional. Os Médicos signatários deste documento são susceptíveis de ser expulsos da Ordem Médica, e  fazem esse gesto louvável, em nome da segurança e da saúde das crianças e dos pais em todo o mundo.

Quem são os verdadeiros beneficiários das vacinas?
Mas quem são os verdadeiros beneficiários das vacinas? Vejamos! 1) Os Hospitais se beneficiam financeiramente de hospitalizações e ensaios clínicos, 2) As empresas farmacêuticas fazem dezenas de bilhões de dólares com as drogas que tratam os efeitos colaterais causados ​​por vacinas e pelos medicamentos para o tratamento de doenças crônicas e incuráveis, derivadas da própria vacina 3) As vacinas são a espinha dorsal do sistema de saúde global. Sem as vacinas, haveria uma queda vertical e catastrófica do sistema de Saúde e, não só pela perda do bussiness-vacinas, mas, principalmente, porque a sociedade humana ganharia demais, em termos de saúde.
Saúde? Péssimo negócio para a medicina contemporânea
A saúde é um péssimo negócio para a medicina contemporânea. Graças à medicina, a varicela se transformou em autismo, a gripe se transformou em asma, otite se transformou em diabetes. A lista dessas transformações é muito longo. Graças ao zelo colocado na eliminação de alguns micróbios inocentes e benignos, nos encontramos agora, com uma intolerável série de doenças, distúrbios, disfunções, deficiências e incapacitaçoes de tipo crônico e incurável. Alguém chora. E são os pais das crianças que sofrem. Mas outros brindam, contemporaneamente ao acentuado aumento no mercado de ações, de determinados títulos das empresas farmacêuticas.

Quantas vacinas estão em circulaçao?
Se as crianças americanas recebessem todas as doses de todas as vacinas recomendadas e impostas, receberiam, não menos de 35 vacinas, contendo 113 tipos diferentes de agentes patológicos, 59 substâncias químicas diferentes, 4 tipos de células animais/DNA, DNA humano de tecidos abortados e albumina humano. Se você acha que já passou o momento crítico, porque os seus filhos cresceram, esqueça. Há pelo menos outras 20 novas vacinas, prontas para serem lançadas em um futuro próximo, todas concebidas para adolescentes e adultos.

Vejamos os ingredientes
Mas quais são os ingredientes contidos nas vacinas? Vamos ver! Leiamos esta interessante e perturbadora lista. 1), vírus e bactérias de culturas de células animais, 2) mercúrio, um mineral conhecido por ser neuro-tóxico, está presente na maioria das vacinas em circulação, 3) alumínio, um veneno que pode causar a degeneração dos ossos e da medula espinal, 4) Células animais de macacos, rins de cachorro, galinha, vaca e dos seres humanos, 5) formaldeído, um conhecido agente cancerígeno, 6) polissorbato 80, conhecido causador de esterilidade em ratos fêmeas e atrofia testicular em camundongos machos, 7 ) Gelatina, de porcos e vacas, conhecidas por causarem reações anafiláticas; 8) glutamato monossódico (MSG), causa distúrbios metabólicos, como diabetes, acidente vascular cerebral e outros distúrbios neurológicos.

Conflitos de interesse
As pessoas que fazem as regras e leis da vacinação, são freqüentemente envolvidas na venda de vacinas. Por exemplo, a dra. Julie Gerberding, que estava na direção do CDC por 8 anos, hoje é presidente da Merck Vacinas. Dr. Paul Offit, um membro do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização (ACIP) até desenvolveu e registrou no escritório de patentes, a sua própria vacina.

Mais Vacinas se vende, mais incentivos chegam
De acordo com o CDC, cada grupo pediátrico americano (10 pediatras por grupo) possue um inventário de mais de 100.000 dólares em vacinas para vender. Estes médicos ganham sobre as visitas e vacinas vendidas, e também de visitas posteriores, pelos efeitos colaterais das próprias vacinas. Os Pediatras americanos recebem, três vezes por ano, prêmios e incentivos da HMO, em resposta ao seu trabalho pró-vacinas, e são repreendidos pelas companhias de seguros, sempre que o ritmo vacinatório cai ou definha, ao invés de crescer.

Comparações entre as crianças vacinadas e não vacinadas
O projeto Cal-Oregon, patrocinado pela Generation Rescue, entrevistou pais de crianças vacinadas e não vacinadas, em um total de 17.674 crianças, constatando que as crianças vacinadas estão muito piores do que as não-vacinados: 1) crianças de ambos os sexos vacinadas, marcaram +120% da asma, 2) Crianças machos vacinadas, apresentaram  + 317% de TDAH, 3) As crianças do sexo masculino vacinadas apresentaram +185% de distúrbios neurológicos, 4) Crianças machos, vacinadas apresentaram + 146% de autismo.

Isenções de vacinas nos EUA
À luz do que foi visto, é útil e necessário saber, como cada um tem o direito de recusar a vacinação. Façam valer! 1) Seus filhos não devem ser vacinados, a fim de aceder às escolas públicas, 2) Cada País prevê isenções que lhe dão o direito de recusar as vacinas indesejadas; 3) procurem  um médico que esteja de acordo com a sua escolha de não vacinar seu bebê.

Muitos escolhem a saúde e a segurança dizendo Não às vacinas
Os grupos que geralmente não vacinam, incluem terapeutas pertencentes a vários grupos religiosos. Existem milhares de testemunhos escritos, de pais que têm filhos com boa saúde, sem vacinação. As decisões sobre se deve ou não vacinar, é entre você e seu parceiro. Ninguém mais no mundo tem o direito de interferir. Não é uma questão para nenhum  outro membro da família, nem vizinhos, parentes ou demais.

Saúde - Alguns conceitos para se aprender em absoluto
A opção segura é dizer não às vacinas. Você é capaz de controlar as escolhas  dos benefícios de saúde que servem para si mesmo e para seus filhos. Mas você não tem nenhum controle sobre os resultados de uma vacinação 1) Não há necessidade de ir a um pediatra para medir os seus filhos e siringá-los com uma vacina. Vá a um terapeuta natural, que é mais aberto e menos inserido no bussiness da vacinação, 2) As crianças já nascem dotados com poderosas defesas naturais. Se eles não as tivessem,  morreriam logo após o nascimento. Processos imunes enormes, ocorrem já em seu primeiro choro. Tudo é natural e não precisa de interferência pediátrica;  3) A maioria das doenças são esquivadas pela própria sistema da criança. Uma criança saudável e não vacinada, tem a força do impacto contra todas as doenças e saltando-as naturalmente, sem que seja necessário introduzir uma seringa para injetar-lhe venenos; 4) Aprenda a apreciar a importância da febre. A maioria das febres se resolve sozinha, dentro de poucas horas, sem medicação, 5) Note que o seu filho, mesmo vacinado, também pode contrair as doenças que a vacinação pretendia impedir, 6) Saiba que as chaves para a saúde, são uma boa nutrição, água potável, sono adequado, exercício fìsico e bom humor; 7) Estudem como as vacinas funcionam. O seu médico sabe muito menos do que você, sobre o assunto. Ele só sabe o que a publicidade da Big Pharma lhe incute, em continuação.

Salvem seus filhos dessa especulação vergonhosa
Deixe-me fazer uma reflexão final. Continuo a recebo cartas de dramas de família, com as mães assustadas pelos pediatras e às vezes até mesmo por seus maridos. Divisões internas causadas pela vacina sim, vacina não. Isso é simplesmente insano. Se informem melhor e decidam com sua propria cabeça. Não dê seus filhos como alimento para as multinacionais. Tirem eles desse negócio sujo que joga sempre com a pele de inocente.




lunedì 15 luglio 2013

O segredo que a Maçonaria manteve por séculos


Se hoje a Maçonaria não é mais perseguida, porque não difunde o imenso conhecimento que se acredita que essa instituição seja portadora? Qual seria esse segredo? Em que consiste? Muito já se falou sobre um segredo, com o qual a maçonaria poderia manter sob controle a Igreja. Seria o tão procurado Graal? Ou, como muitos dizem, seria algum segredo sobre a verdadeira identidade e natureza de Cristo?

A mensagem de Cristo na Palestina era uma mensagem revolucionária. Foi uma mensagem de amor incondicional para com todos. "Vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros como eu vos amei", disse Cristo. O Deus que Cristo pregava, não era o Deus dos judeus, vingativo, ciumento ("Eu sou um Deus ciumento"), terrível, necessário para uma época em que a consciência humana era quase animalesca. Mas era um Deus de amor, que presta atenção às ovelhas perdidas, sem puni-las.
Cristo também  perdoou seus inimigos, porque eles não são ruins, mas apenas inconscientes ("Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem"), o que introduz um conceito muito diferente àquele típico de "bom/ruim" ou "certo/errado ". Ele quis dizer que todos os erros que cometemos, são erros por ignorância. A aquisição de conhecimento e o conseqüente poder, é o que determina o crescimento e evolução. Sua mensagem foi a de que, todo o poder que cada um tem a oportunidade de usar, é o homem interior, que está somente esperando para ser trazido à luz por meio de uma prévia individualização, e então, declará-la como sua, trabalhando em sua própria consciência, até que se torne uno com ela . "A tua fé te salvou" – a tua fé, não “Eu”, não Deus, mas a Tua fé, ou seja, a força de tua convicção. Ele usou uma ferramenta que estava nele, logo, ele não tinha necessidade de mais ninguém para salvá-lo. Já pensou a implicação disto?

Portanto, a grande inovação de Cristo foi: primeiro, uma mensagem de amor, como motor do universo e como um princípio de Deus; segundo, a simplicidade e a capacidade de usar um poder interior, usando a intenção conscientemente, e de espalhar esta mensagem para qualquer um, não só para os iniciados. Cristo se revelou um verdadeiro fenômeno para aquela época, e Roma começou a tremer, e para bloqueiar a avançada mensagem de Cristo, aplica os métodos mais usuais entre os potentes, quando não se consegue parar um fenômeno: se compra, se corrompe, faz de conta de estar da parte dele ou então, joga lama para desacreditá-lo, mesmo a custo da sua morte.

Desde o ano 391 com Teodósio, a religião cristã se tornou a religião oficial do império, e a partir de então, Roma destrói sistematicamente a mensagem autêntica de Cristo.
A Igreja Católica, torna-se portadora de uma mensagem de ódio e de violência contra o “diferente”, contra o herege, contra outras religiões. Os defensores de mensagens autênticas de amor, como os Cátaros e os Dolcinianos, são, sistematicamente destruídos, em um banho de sangue. Quem ousa propor reformas da Igreja, até mesmo mínima, no sentido da mensagem autêntica de Cristo, é queimado, como Savonarola e Giordano Bruno.
Mas o segredo de Cristo, o verdadeiro Graal, é o Amor. Não aquele amor carnal e sentimental,  que estamos acostumados a sentir. Mas uma potente energia com capacidade real de mover montes e montanhas. Esse amor é a única coisa que nos liberta verdadeiramente, e a sociedade rapidamente percebeu isso. Para se ter uma sociedade dócil submissa, era necessário criar uma sociedade sem amor, porque sem amor, as pessoas são infelizes. E uma pessoa infeliz, é facilmente dominada.
E a mídia contribui fortemente para criar uma sociedade enterrado no terror. Em vez de ensinar as pessoas a serem felizes, explicando o verdadeiro significado da vida e da morte, ensina a terem medo da morte, a ficar atenta porque a vida é dura e difícil, competir e acotovelar-se para sobreviver e para acumular dinheiro, porque essa é a única maneira para ser feliz. Ou seja, ensina a melhor maneira para ser infeliz. Especialmente, ensina a ser dependente da estima dos outros, e não daquela por si mesmos, de modo que nós possamos  depender deles. Mas a chave para a felicidade, é o poder dentro de cada um de nós e esta verdade tem sido escondida durante séculos.

O amor é, portanto, um conceito aparentemente trivial, mas, na realidade, tão revolucionário ao ponto de ser disfarçado como amor cortês, em 1200, e ser comunicado em segredo, nas sociedades mistéricas, nos séculos sucessivos, justamente pelo seu nivel revolucionário. Deve ser introduzido lentamente, em pequenas doses na sociedade. Não poderia ser de outra forma, porque a sociedade não está preparada para este conceito.
Mas existe quem conhece as leis do mundo e lança alguma luz sobre este assunto, de uma forma extraordinária! Prepare-se para o incrível!

O Segredo Escondido!
Os antigos, através da intuição, conheciam os "segredos do Espírito"

Kryon, Georgia - 11 de julho de 2009-Delphi University - Nas crenças do passado, não eram segredos. Não havia necessidade que fossem. Não havia nada que os contrastasse e os antigos reconheciam abertamente, que havia uma energia no planeta chamada Gaia, e que trabalhava estreitamente, em colaboração com os seres humanos, lhes alimentava, lhes vestia e dava-lhes a sabedoria. Os seres humanos comemoravam o nascimento de seus filhos, como parte da energia da Terra. Davam-lhes os nomes de seus antepassados, por muitas razões, entre as quais, a de que seus filhos fossem seus próprios antepassados! O círculo da vida, chamada reencarnação, era aceito como uma realidade, e era intuitivo em todas as comunidades espalhadas por todo o planeta, que nem sequer se conheciam e nem sequer sabiam da existência uma das outras. E eis que vocês, hoje, chamam todas essas crenças antigas, de coisas da New Age.
Ao longo da história, esses elementos das crenças amadureceram, até que a energia do planeta evoluiu o suficiente, para poder começar a receber os Mestres. Esses Mestres vieram para mostrar como a humanidade poderia adquirir os aspectos da intuição e fazer a diferença para o planeta. Os Mestres ensinaram a habilidade, mas os seres humanos só queriam adorá-los. Os Mestres vieram, um a um, e foram eliminados, um a um, pelos seres humanos. Esse martírio criou novos sistemas, porque na época, tinham alguns profetas para serem adorados e os sistemas de crença do mundo, começaram a se modificar, e as modalidades do passado, tiveram que ser escondidas. Portanto, o que estamos falando neste lugar de sabedoria, não é metafísica e nem mesmo New Age. É uma espiritualidade intuitiva básica. É o que os antigos conheciam e levavam adiante, porém, tais informações, depois tiveram de ser escondidas e se tornaram “certos segredos".

Preservar a antiga verdade
Gostaria de levar vocês, metaforicamente, em um lugar real, um evento histórico real, não faz tanto tempo, menos de 300 anos atrás. Quero levar vocês em um lugar cheio de homens idosos, todos anciãos, todos peritos. Alguns são líderes de governo, outros especialistas em leis, e tem um líder religioso. Estão se reunindo em segredo, sentados em círculo, uma importante reunião que não divulgaremos o nome, ou a cidade, mas que foi real. A reunião era para se concordar de levar as informações adiante, preservando-as de maneiras diferentes, usando as organizações sociais como fachada. Era uma época em que os pensamentos intuitivos espirituais, eram considerados mal, um tempo em que se ensinava que a natureza fundamental do homem nasceu da escuridão e os dons do Espírito eram vistos como obra do diabo. Esses homens tinham que fazer alguma coisa para preservar a simples verdade de Deus, que a humanidade teve por eras, mas que então, estava ameaçada. O nascimento da "religião moderna" tinha pegado pé e se começava a ensinar que os seres humanos nasceram manchados, fracos, e que os profetas tinham a chave de tudo e, portanto, tinham de ser seguidos e adorados, ao custo de se morrer. A espiritualidade foi redefinida e embalada em uma forma fragmentada e impessoal. Os homens começaram a escrever as regras tridimensionais (3D) de "como se segue e se adora" e os homens começaram a colher poder de tudo isso. A humanidade começou a escorregar para as trevas espirituais que seriam preenchidas com mitologia, sofrimento, morte, guerra e ódio, tudo em nome de Deus.
A primeira coisa que esses homens idosos fizeram, foi tirar fora o que eles sentiam ser um "instrumento de poder" - os Cristais. Eles colocaram essas pedras [cristais] dentro de seu círculo em um arranjo interessante. Esta disposição agora é conhecida como o tetraedro duplo, o que para eles era uma forma sagrada. Com os cristais no chão na frente deles, os homens começaram a cantar uma melodia sem palavras, porque, então, havia o conhecimento de que a voz humana cria uma energia de sacralidade. Deus era visto como sendo "neles" e enchiam a sala com sons, para purificar o que eles estavam por fazer. Acenderam muitas velas, não porque as velas tornassem a coisa mais sagrada, mas porque não tinha eletricidade. É estranho, porque até hoje vocês conservam esta semente de memória daquele tempo em que a verdade tinha de ser escondida. As decisões tomadas naquela sala, tornaram-se as sementes das organizações secretas que permaneceeram por décadas, por séculos no planeta. Algumas dessas organizações cresceram e foram mal interpretadas, e outras mudaram de forma, se tornando organizações bastante diferentes, cheias de ganância. Algumas queriam usar os segredos para o proprio poder. Algumas foram chamados de “Iluminados” [aqueles que são iluminados] mas não eram, e outros mantiveram os segredos para si, comunicando muito pouco, preservando a pureza daquilo que tinha sido dado a eles.
 Uma dessas organizações ainda está presente em sua sociedade, e é chamada Maçonaria [maçons]. Se eles pudessem revelar os segredos que eles mantêm, estes homens lhes diriam que o núcleo da informação é que há um profeta em cada um de vocês, chamado Deus e que a fonte da sabedoria, da cura e da energia neste planeta, está dentro de si mesmo. Que conceito! E isso que agora acabam de saber, é o que hoje chamam de New Age.

O segredo? O poder que temos dentro de nós mesmos!
Qual é a coisa mais sábia que se poderia dizer neste momento? O Ser Humano tem o pleno controle deste planeta! Os seres humanos, com a sua consciência, podem controlar a terra e os céus acima deles. Com sua consciência, controlam o nível vibratório do que pode acontecer. Com sua consciência, controlam os fractais do tempo, que no passado jaziam sobre a terra e, fornecia a energia do que, em seguida, teria acontecido, [a repetição de um ciclo de autodestruição].
Ouvirão dizer pelos "especialistas" (a Midia, ndr) que os próximos anos serão cheios de horror. Ouvirão dizer que a economia vai continuar a precipitar e entrará em colapso definitivamente. Ouvirão dizer que Gaia, a Terra, vai explodir e se queimar, liberando gases [metano] dos oceanos que irão inundar o planeta e sufocar a humanidade. Ouvirão dizer, é claro, que qualquer nova doença, é uma conspiração do lado escuro para encher o planeta de epidemias. Vocês ouvirão dizer tudo isso, porque todas essas coisas estão entre o potencial de sua realidade. (Lembrar que essas informações foram dadas em 2009, ndr)
Lhes demos algumas profecias sobre certos países instáveis que serão estabilizados, ditadores desequilibrados que vão cair, e haverá algumas surpresas no modo como as coisas funcionam na economia que nunca imaginaram que  pudesse funcionar. Todas estas coisas são difíceis de acreditar, porque são todas positivas, e vocês estão no meio de uma delas, neste momento - um realinhamento, cujo objetivo é como funciona o dinheiro em sua cultura e como ele irá responder à responsabilidade e à eliminação do fator ganância, que sempre existiu. Mas o que se vê ao redor, não parece por nada positivo! É uma coisa difícil, não é? Assustador, não é? É preocupante, certo? Quantos de vocês podem dar o salto por cima, comemorando já a poda da árvore da economia? Obrigado, Deus, porque esta árvore agora vai continuar a viver, porque nós podamos as partes que não nos servem. Obrigado, meu Deus – podem dizer - porque a  livre iniciativa fez com que este país fosse único e agora vive só porque mudamos a forma de como melhor funcionar. Obrigado, meu Deus, porque a história não deve se repetir e não seremos extinguidos, só porque muitas pessoas assim pensam. Este é o seu poder que agora está sendo ensinado pelo Espírito através de muitos canais. É isso que o sistema se tornou. Agora, o  responsável é você! Notem, também, as outras coisas que eu já mencionei. Observem as maciças mudanças que estarão chegando no Oriente Médio.

Mais Revelações extraordinàrias no livro "Deus é Quânticoe está no DNA - Revelações"
Livro Impresso                 TRAILER DO LIVRO