venerdì 27 marzo 2009

Pense como os ricos e torne-se matematicamente rico




Como enriquecer mudando os conceitos sobre o dinheiro e adotando os hábitos das pessoas bem-sucedidas.


O nível de sucesso e riqueza depende daquilo em que se acredita.

 O segredo do sucesso não é tentar evitar os problemas nem se livrar deles, mas crescer pessoalmente para se tornar maior do que qualquer adversidade.


Quem nunca se perguntou por que algumas pessoas precisam suar a camisa para ganhar dinheiro, enquanto alguns felizardos parecem enriquecer facilmente? Segundo T. Harv Eker, autor do “Segredo da Mente Milionaria”, isso não ocorre por causa de diferenças de educação, de inteligência, de talento, de oportunidades, de métodos de trabalho, de contatos, de sorte nem, muito menos, como resultado da escolha de empregos, negócios ou investimentos. O seu caráter, o seu pensamento e as suas crenças são os fatores que determinam o seu grau de sucesso.

O nível de sucesso de uma pessoa depende muito daquilo em que ela acredita. Depende muito de como ela vê o mundo, através de suas próprias convicções. Por esta razão, é essencial adotar apenas as crenças que ajudam e abandonar aquelas que limitam. 
As nossas crenças são criaturas estranhas, porque elas não são necessariamente baseadas em fatos concretos. A força de uma crença deriva unicamente di quem acredita nela.
Isso significa que você acredita no que você quer acreditra. De fato, quando você sente que algo é verdadeiro, você ajusta a sua vida en função disso. Consequentemente, atrairá para a sua vida, eventos, experiências e pessoas que correspondam às suas crenças, e que por sua vez, reforçarão essas crenças.


Nem sempre entendemos o que é "verdadeiro". Percebemos o mundo com base em nossos sentidos. Procedendo na vida, começamos a entender que muito do que aprendemos enquanto crescemos, não é muito útil, ou não é verdadeiro. Começamos a perceber que a vida é feita de "escolhas". Que podemos escolher de acreditar naquilo que quisermos. E que, se algo em que cremos não é útil, podemos mudá-lo.
Você tem o poder de mudar suas crenças, de modificar o que é "verdade" para você. 

A formula para o sucesso está no modelo pessoal de dinheiro que todos nós trazemos gravado no subconsciente. 
Mesmo quando uma pessoa domina a área em que atua profissionalmente, se o seu modelo de dinheiro não estiver programado para um alto nível de sucesso, ela jamais enriquecerá - e, se isso acontecer, é possível que logo perca tudo o que conquistou.


O dinheiro não é importante? 
Desde o início fomos condicionados a acreditar que o dinheiro não é importante. Fomos condicionados a acreditar que o dinheiro é a raiz de todo mal, e que rico nao entra no céu. No entanto, o mundo inteiro vive em função do dinheiro. Este é um dos maiores mitos conhecidos pela humanidade, e é a principal razão pela qual a maioria das pessoas não é rica. O dinheiro é simplesmente uma forma de medir a quantidade de valor que você cria para os outros. Se você tem um monte de dinheiro, isso significa que você criou um grande valor para outras pessoas. Se você não tem todo o dinheiro que você gostaria de ter, simplesmente significa que você ainda não encontrou uma maneira de produzir para os outros o valor de que você é capaz, ou o montante do valor que você gostaria de criar.Dê uma olhada nos países ou cidades mais pobres. Você vai descobrir que nesses lugares, como regra, existe mais criminalidade,mais pessoas que se aproveitam dos outros, mais doenças, mais sofrimento, mais morte, e pouca escolaridade. O dinheiro pode não ser a coisa mais importante na vida, mas é o meio pelo qual se sobrevive!
O dinheiro se adquire lentamente?

Nada poderia estar mais longe da verdade. Não existem regras que dizem que o dinheiro deve ser conquistada lentamente. A única maneira de ganhar dinheiro é fazer isso rápido! 
A boa noticia è que podemos nos recondicionar, em termos de pensamentos e ações, para atingir o sucesso de um modo tão natural quanto as pessoas ricas.
Quando você começa a ganhar, o seu foco muda rapidamente da mera sobrevivência à abundância e à ajuda aos outros. Essa mudança de foco, será o que irá atrair mais riqueza para você. 

O Invisivel cria o visivel
Pensamos que algumas pessoas estão fadadas a ser ricas e outras destinadas a uma vida de dureza. Quando você entender as raízes do sucesso, da mediocridade e do fracasso financeiro, começará a mudar para melhor o seu futuro nessa área. As influências que recebemos na infância moldam o nosso modelo financeiro e podem nos conduzir a pensamentos e hábitos autodestrutivos.
À maioria das pessoas simplesmente não tem capacidade interna para conquistar e conservar grandes quantidades de dinheiro e para enfrentar os crescentes desafios que a fortuna e o sucesso trazem. É sobretudo por causa disso que elas não enriquecem.
Você já ouviu falar de pessoas que "desabrocham" financeiramente? Já notou que alguns indivíduos ganham rios de dinheiro e depois perdem tudo, ou começam aproveitando uma excelente oportunidade e, em seguida, deixam a peteca cair? Agora você sabe qual é a verdadeira causa desse problema. Por fora, parece má sorte, uma oscilação na economia, um sócio desonesto, seja lá o que for. Por dentro, porém, a questão é outra. É por esse motivo que, se uma pessoa ganha muito dinheiro sem estar interiormente preparada para isso, o mais provável é que a sua riqueza tenha vida curta e ela acabe sem nada.
Quando a planta nao dá bom fruto, o problema está na raiz. Se você quer mudar os frutos, primeiro tem que trocar as raízes - quando deseja alterar o que está visível, antes deve modificar o que está invisível.
Algumas pessoas dizem que é necessário ver para crer. Porém, as coisas que não vemos são muito mais poderosas do que as que vemos. Talvez você não concorde com essa afirmação, mas tenho certeza de que você sofrerá se não aplicar esse princípio na sua vida.

Por quê? Porque estará indo contra as leis da natureza que dizem que o que está embaixo do solo gera o que está em cima dele, o que é invisível cria o que é visível.
Como seres humanos, não estamos acima da natureza, somos parte dela. Não vivemos num único plano da existência. A nossa vida acontece em pelo menos quatro remos distintos. Esses quatro quadrantes são o mundo físico, o mundo mental, o mundo emocional e o mundo espiritual.
Portanto, quando respeitamos as suas leis e cuidamos das nossas raízes - do nosso mundo interior - a vida flui suavemente. Se não fazemos isso, viver se torna difícil.

A propósito de confiança:
Um homem que está caminhando à beira de um penhasco quando, de repente, perde o equilíbrio escorrega e cai. Felizmente, ele tem a presença de espírito de se agarrar a uma saliência do penhasco e ficar pendurado ali de forma desesperadora. Depois de passar algum tempo nessa situação, começa a gritar por socorro:
- Há alguém aí em cima que possa me ajudar?
Não ouve nada. Ele continua gritando:
- Há alguém aí em cima que possa me ajudar?
Até que uma voz estrondosa responde:
- Sou Eu, Deus. Posso ajudá-lo. Solte-se e confie em mim.
O que se ouviu em seguida foi:
- Há mais alguém aí em cima que possa me ajudar?

A lição é simples. Se você quer passar para um nível de vida mais elevado,
tem que estar disposto a abrir mão de alguns dos seus velhos modos de ser e
pensar e adotar novas opções. No fim, os resultados falarão por si mesmos.
Se ainda não somos ricos, isso significa que temos enchido nossas mentes com arquivos que não nos permitem acumular riqueza. Para isso, é preciso substituir os velhos files por um novo blueprint - um novo modelo do dinheiro na própria mente - para determinar o nível de nosso sucesso.

Criando Abundância

Fonte: Segredo da mente milionaria 

lunedì 23 marzo 2009

Come definire Chi Sono Io?


La Parabola della Bianchezza -

In assenza di ciò che Io Non Sono, ciò che Io Sono... non è!

Immagina di essere in una stanza bianca, con le pareti bianche, il pavimento bianco, il soffitto bianco, e niente angoli.
Immagina di essere sospeso in questo spazio bianco da una forza invisibile.
Sei appeso lì per aria.
Non puoi toccare nulla, non puoi udire nulla, tutto ciò che vedi è bianco.
Per quanto tempo credi di poter “esistere” in questa condizione?

- Molto presto impazzirei.

Esatto.
Lasceresti la tua mente, in modo letterale.
La mente è quella parte di te che ha il compito di ricavare un senso da tutti i dati che riceve e senza dati in arrivo non ha nulla da fare.
Ora, nel momento in cui vai “fuori di testa”, cessi di esistere nella tua esperienza.
Ovvero, cessi di sapere qualunque cosa specifica su te stesso.
Sei piccolo?
Sei grande?
Non puoi saperlo, perché non c’è nulla al di fuori di te con cui compararti.
Sei buono?
Sei malvagio?
Non puoi saperlo.
Non puoi neppure sapere se sei davvero lì perché non hai punti di riferimento.
Puoi concettualizzare, certo, ma non puoi sperimentare nulla.
Poi accade qualcosa che cambia tutto.
Appare un puntino sulla parete, come se qualcuno lo avesse disegnato con una penna stilografica.
Nessuno sa realmente come ha fatto quel punto ad arrivare lì ma non ha importanza, perché è ciò che ti ha salvato.
Ora ci sei tu, e c’è il Punto Sulla Parete.
Improvvisamente puoi di nuovo prendere delle decisioni, puoi di nuovo fare delle esperienze.
Il punto è lì e ciò significa che tu devi essere qui.
Il punto è più piccolo di te, quindi tu sei più grande di lui.
Puoi cominciare di nuovo a definirti, in rapporto al Punto Sulla Parete.
Il tuo rapporto con il punto diventa sacro, perché è stato lui a restituirti un senso di te stesso.
Ora nella stanza arriva un gattino.
Tu non sai chi sta provocando questi eventi, ma sei contento, perché ora puoi prendere altre decisioni.
Il gatto sembra più morbido di te.
Ma tu sembri più intelligente (almeno a volte!).
E sei più forte.
Nella stanza cominciano ad apparire altre cose e tu inizi a espandere la tua definizione di Te Stesso.
Poi finalmente comprendi.
Solo in presenza di qualcos’altro puoi conoscere te stesso.
Questo qualcos’altro è ciò che tu non sei.
Perciò: in assenza di ciò che Non Sei, ciò che Sei... non è.
Questa è una verità. Non dimenticarla mai più.

Morale: Ricevi a braccia aperte tutto ciò che arriva nella tua vita: persone, luoghi, cose.
Non rifiuti nulla, perché ora sai che tutto ciò che appare nella tua vita è una benedizione: ti offre una nuova opportunità di definire chi sei e di conoscerti in quel modo.
Ama:
Il tuo rapporto con la Vita.
Il tuo rapporto con il denaro, con l’amore, con il sesso e con Dio, le quattro pietre angolari dell’esperienza umana.
Il tuo rapporto con gli alberi, le piante, gli animali, gli uccelli, il vento, l’aria, il cielo e il mare.
Il tuo rapporto con la natura, e il tuo rapporto con Me. (Dio).
Tratto dal libro "Amicizia con Dio" di Neale D. Walsch

sabato 21 marzo 2009

Ogni tuo desiderio è un ordine


Ogni pensiero vibra, ogni pensiero emette un segnale e ogni pensiero attrae a sé un segnale corrispondente. Noi chiamiamo questo processo Legge d’Attrazione. La Legge d’Attrazione dice: Ciò che è simile a sé viene attratto.
Se volete, potete pensare alla potente Legge d’Attrazione come una sorta di Manager Universale che fa in modo che tutti i pensieri che corrispondono si allineino.Voi comprendete questo principio quando accendete la vostra radio e sintonizzate il canale che corrisponde al segnale emesso da una stazione radio. Voi non vi aspettate che la musica che viene trasmessa dalla frequenza 101FM venga ricevuta dalla vostra radio mentre siete sintonizzati sui 98.6FM. Voi comprendete che le frequenze vibrazionali della radio devono corrispondere e la Legge d’Attrazione è d’accordo con voi. Così, quando la vostra esperienza vi fa esprimere un desiderio, voi dovete poi trovare il modo di mantenervi, con costanza, in armonia vibrazionale con quel desiderio per poterne vedere la manifestazione.

A qualsiasi cosa voi decidete di porre attenzione, questa vi fa emettere una vibrazione e le vibrazioni che voi offrite equivalgono alla vostra richiesta, che equivale al vostro punto d’attrazione. Se c’è qualcosa che voi desiderate e che al momento non avete, voi avete solo bisogno di porre la vostra attenzione su di essa e, secondo la Legge d’Attrazione, verra’ a voi; poiché, quando voi pensate a questa cosa o esperienza che desiderate, voi emettete una vibrazione e poi, per Legge, l’oggetto o l’esperienza che volete deve venire a voi. Ad ogni modo, se c’è qualcosa che desiderate e che al momento non avete e voi ponete la vostra attenzione sul fatto che non l’avete, a quel punto la Legge d’Attrazione continuerà a corrispondere alla vibrazione di non averla, così voi continuerete a non avere quello che desiderate. E’ legge.

Come si fa?
La chiave per attirare nella vostra esperienza quello che desiderate è ottenere l’armonia vibrazionale con quello che desiderate. E il modo più facile per ottenere armonia vibrazionale con esso è immaginare di averlo, pretendere che è già nella vostra esistenza, indugiare pensieri verso la gioia dell’esperienza e mentre praticate questi pensieri e cominciate consistentemente ad offrire quella vibrazione, sarete a quel punto nella posizione di poterla permettere nella vostra esperienza di vita.

Ora, facendo attenzione a ciò che sentite, voi potete facilmente sapere se state ponendo la vostra attenzione al vostro desiderio o alla mancanza di esso. Quando i vostri pensieri corrispondono alla vibrazione del vostro desiderio voi state bene – le vostre emozioni vanno dalla contentezza all’aspettativa, dalla trepidazione alla gioia. Se invece state ponendo la vostra attenzione sulla mancanza, sull’assenza dell’oggetto del vostro desiderio – le vostre emozioni saranno comprese tra pessimismo, preoccupazione, scoraggiamento, rabbia, insicurezza e depressione.
E così, mentre diventate coscientemente consapevoli delle vostre emozioni, voi saprete sempre dove siete in relazione al permettere il Processo Creativo e non sarete più confusi sul perché le cose vanno come vanno. Le vostre emozioni vi offrono un meraviglioso sistema di controllo e se voi date loro attenzione, sarete in grado di guidare voi stessi verso qualunque cosa voi desideriate.Secondo la potente Legge d’Attrazione, voi attirate a voi l’essenza di qualsiasi cosa su cui state soffermando prevalentemente i vostri pensieri. Per cui, se voi state prevalentemente pensando a ciò che desiderate, la vostra esperienza di vita rifletterà tali cose. E allo stesso modo, se state prevalentemente pensando alle cose che non volete, la vostra esperienza di vita rifletterà quelle.

Qualunque cosa state pensando è come pianificare un futuro evento. Quando state apprezzando, state pianificando. Quando vi state preoccupando, state pianificando. (Preoccuparsi è usare la vostra immaginazione per creare qualcosa che non volete). Ogni pensiero, ogni idea, ogni Essere, tutto è vibrazionale, così quando voi focalizzate la vostra attenzione su qualcosa, anche se per un breve periodo di tempo, la vibrazione del vostro essere riflette la vibrazione di ciò a cui state dando attenzione. Più ci pensate, più vibrate allo stesso modo; più vibrate allo stesso modo più cose di quel genere sono attratte a voi. Quella tendenza continuerà a crescere fino a quando non offrirete una vibrazione diversa. E quando una nuova vibrazione viene emessa, cose che corrispondono a quella vibrazione saranno attratte a voi, da voi.Quando comprendete la Legge d’Attrazione, voi non siete mai sorpresi da quello che accade nella vostra esperienza; voi comprendete che avete invitato a voi ogni minima parte attraverso i vostri pensieri. Niente può accadere nella vostra vita senza il vostro invito attraverso i vostri pensieri.

Poiché non ci sono eccezioni alla potente Legge d’Attrazione, una completa comprensione di essa è facilmente raggiungibile. E una volta che voi comprendete che voi ottenete quello che pensate e, ugualmente importante, quando siete consapevoli di quello che pensate voi siete nella posizione di esercitare assoluto controllo sulla vostra esperienza.

Fonte: Abundantia.it

mercoledì 11 marzo 2009

A Morte é uma ilusão


Uma lindíssima visão sobre a Morte, extraída do livro de Neale Donald Walsch – Conversando com Deus – Vol. III


Cada momento termina no instante em que começa. Se não compreender isto, não compreenderá quão delicioso há nisto e não chamará esse momento de comum.
Cada interação começa a terminar no instante em que começa a começar. Só quando tiver contemplado e compreendido profundamente isto, abrir-se-á diante ti o tesouro total de cada momento e da vida em si.
A vida não pode dar-se a ti, se não compreenderes a morte. Deves fazer algo mais que compreendê-la. Deves amá-la, como amas a vida.
Tua negação em contemplar a própria morte conduz à negação em contemplar tua própria vida. Não poderás vê-la como realmente é. Quando observas algo com atenção, vê através dele. Isto significa contemplação. Quando contemple, a ilusão desaparece. Então vês uma coisa como realmente é. Só então podes desfrutá-la plenamente.
Podes, assim, desfrutar também da ilusão, porque saberás que é uma ilusão e aí está o prazer! É como um filme no qual se envolve, desfruta de toda a trama, mas quando termina, se desliga dele e esquece tudo porque sabes que nada é real.
O fato de se pensar que cada coisa é real, é a causa de toda a dor.
Nada é doloroso, quando se compreende que nada é real. Permita que repita isto.
Nada é doloroso, quando se compreende que nada é real.
Quando se compreende que a morte é também uma ilusão, então, deixa-se de sofrer e pode-se regozijar também com a morte de outros.
A morte não é um fim, mas um princípio. A morte é uma porta que se abre, não uma porta que se fecha.
Quando se compreende que a vida é eterna, compreende-se, também, que a morte é a sua ilusão. Uma ilusão que preocupa e faz acreditar que você é o seu corpo. Mas você não é seu corpo e, portanto, a destruição dele não te interessa.
A morte deveria te ensinar que a vida é que é real. E a vida te ensina que não é a morte a ser inevitável mas sim a impermanência. A impermanência é a única verdade.
Nada é permanente. Tudo está em contínua mudança, a cada instante, a cada momento.
Não poderia nem mesmo existir a permanência, porque o próprio conceito de permanência depende da existência da impermanência para ter algum significado. Não se conhece o quente se não experimentar o frio. Observa isto com atenção. Contempla esta verdade. Compreende-a e compreenderá Deus. Nós sempre fomos UM somente. Vocês é que criaram a ilusão da separação para que nossa União tivesse sentido.
Entretanto, ao observar sua própria vida desdobrar-se ante ti, não se deixe capturar pela ilusão. Contemple-a desfrute-a mas não seja parte dela.
Você não é a ilusão, mas sim o criador desta. Tudo no mundo é ilusão. Você está neste mundo mas não pertence a ele.
Por isso, utilize a ilusão da morte! Permita que ela seja a chave para compreender e desfrutar de forma melhor a vida.
Se olhares a flor como uma coisa destinada a morrer, ficarás triste. Se, no entanto, veres a flor como parte de uma árvore que está mudando e que logo dará frutos, descobrirás a verdadeira beleza da flor. Quando compreenderes que o florescer e murchar da flor é um sinal de que a árvore está preparada para dar frutos, então compreenderás a vida.
Observas isto com atenção e verás que a vida é a metáfora de si mesma.
Recordas sempre que tu não és a flor, e nem sequer és o fruto. És a árvore, e suas raízes são profundas, fixadas em Mim. Sou a terra da qual brotou e suas flores e frutos retornarão para Mim, criando terra mais rica. Assim, a vida engendra vida e não pode conhecer a morte jamais.