domenica 2 marzo 2008

A mídia é invasiva. Nunca se deixe manipular!

Programazione mentale (Italiano)
Levantando o véu da sociabilização que cobre a nossa verdadeira natureza, as pessoas poderiam se tornar mais sinceras, se abririam a uma visão mais larga, aprenderiam a pensar com a própria cabeça e não se deixariam modelar facilmente do mass media ou do sistema sócio-econômico no qual vivemos.
Quando as pessoas abrem o coração, a mente e a alma, começam a se interrogar, a organizar as próprias idéias, a não aceitar as inverdades políticas, as informações manipuladas, facciosas, modeladas para os interesses de poucos; começam a se indignar com os danos ecológicos e com a insensibilidade às desigualdades.
Os manipuladores mentais, aqueles que querem instaurar um governo único no mundo a benefício de poucos, (eles existem, nao é ficção) pretendem nos dotar de microchips. David Icke no seu livro “E a verdade vos libertará”, é convicto que isso acontecerá em pouco tempo. Com o uso da Técnica Diversiva, eles começam a processar isso, gradualmente, pra sensibilizar a opinião pública. Hoje, é comum na Europa, dotar animais de estimação com microchip, ligado a um computador central. Esse dispositivo é vendido aos proprietários, com o objetivo de que nunca mais perderão seus queridos animais. Enquanto isso, outra medida manipuladora já está sendo providenciada, ou seja, a da eliminação de moedas e cédulas, dessa forma as transações monetárias serão feitas eletronicamente, através de cartões de crédito ou smart cards. A idéia é de combinar a carteira de identidade com o cartão e de registrar todos os dados pessoais em um microchip. Tudo isso será armazenado em um computador global, o que nos faz associar à “besta” do apocalipse. Assim que forem criadas as condições favoráveis para que a população aceite essas modificações, o microchip será transferido do cartão de crédito ao corpo humano. Isso tudo será apresentado às pessoas como um instrumento que lhes trará somente vantagens pois dará um fim às fraudes - como a clonação dos cartões – roubos ou perdas. Tudo depois de ter tomado a precaução de difundir com insistencia nos maiores meios de comunicação, frequentes casos de clonação e fraudes referentes aos documentos em questão. Talvez seja o caso dos manipuladores começarem com o inserimento de microchips nos recém-nascidos. A tecnologia já existe e para executá-la, bastam poucos segundos.
O único nó da questão, seria justamente convencer os pais e a opinião pública a aceitá-la, ou quem sabe, até mesmo pedir a aplicação da mesma. Como? Basta dar relevo na mídia das histórias de crianças desapericidas ou bebês que foram roubados nas maternidades e o prato tá feito. E existiria melhor solução pra o caso senão o de “etiquetar” eletronicamente todos os recém-nascidos? Daí ao microchip, o passo é breve. Com a técnica diversiva, não é por nada difícil programar a mente de uma mulher para que ela roube uma criança em alguma maternidade. Tudo isso podera criar um pânico social, despertando o desejo de requerer das autoridades, medidas de segurança mais rígidas.
Livre-se da automação mental, pense e raciocine com sua própria mente. Ah, eu faço isso! Nao é verdade! Todos somos programados desde a infância, e por isso somos como robots, reagimos no automático. Somos tão automáticos que se alguém colocar uma placa na frente de uma loja escrito: “Saldo” ou “Liquidação”, e em vez de abaixar os preços, eles forem aumentados, você vai entrar e comprar o produto com preço mais caro do mercado, pensando que pagou uma pechincha. Se não acredita, faça uma prova e veja se não funciona.
Fonte: David Icke

Nessun commento: