mercoledì 19 marzo 2008

Ter saúde na Europa, é obrigatório

Articolo correlato - italiano
Depois de algumas normas aplicadas a nível europeu sobre a obesidade, decididas no último congresso de Istambul, outros países lançam novas regras.
O plano Ganhar Saúde na Itália, propõe um kit contra a morte evitável, que está fazendo discutir. Campanhas educativas pra melhorar o estilo de vida, estão caracterizando a política sanitária como agressiva, com sansões e medidas pra dissuadir quem hesita em mudar de hábitos.
Uma filosofia sustentada por importantes sociedades de médicos profissionais. De fato, há alguns meses, foi hipotizado pela Sociedade Italiana de Cardiologia, o aumento do ticket pra consultas e análises daqueles que adoecerem por causa do fumo ou por sobre-peso. Analogamente, a Grã Bretanha, decidiu que fumadores irredutíveis, obesos e alcóolatras deverão ficar no fim da fila de espera pra cirurgias e transplantes cardíacos. E a pergunta tà na boca de todos: é lícito interferir na delicada esfera da liberdade de escolhas individuais, mesmo que essas escolhas comportem consequências pra a própria saúde? Daniel Callahan, bio-esteticista americano responde: Se nós devemos culpar fumadores e obesos, é justo, também, que façamos objeções a quem pratica esportes como delta-plano, pára-quedismo, alpinismo etc. E como ter a certeza que tais doenças sejam causadas diretamente pelo estilo de vida errado, se sabemos que são vários os có-fatores que podem causar certas doenças, inclusive a pré disposiçao genética? E a polêmica tá aí quentinha, pronta pra ser servida.

Nessun commento: