ES2

giovedì 10 agosto 2017

A energia é a melhor metáfora do que significa Deus

Imagem Google


A Mente é a Substância Universal
Nós dizemos que o sol "nasce" e "se põe", embora saibamos que isso é simplesmente uma aparência de movimento. Para os nossos sentidos, a Terra está aparentemente imóvel, no entanto sabemos que gira rapidamente. Dizemos que um sino é algo que "soa", no entanto, sabemos que tudo o que o sino pode fazer é produzir vibrações no ar. Quando estas vibrações chegam a um valor de 16 por segundo, elas produzem um som na nossa mente.
É impossível para a mente ouvir vibrações superiores a 38.000 por segundo. Quando aumenta e passa além deste valor, tudo é silêncio de novo. Portanto, sabemos que o som não está no sino; ele está em nossas mentes.
A vibração produz som e cor. Se um elétron vibra mais ou menos 500 vezes por segundo, significa que o universo seria, então, uma sinfonia espetacular de sons e cores.

De acordo com Einstein, matéria e energia são equivalentes.
Pensamos no sol como algo que "dá luz" e, novamente, sabemos que está simplesmente exalando uma energia que produz vibrações no éter, no valor de quatrocentos trilhões de vibrações por segundo, produzindo o que são chamadas de ondas luminosas. Portanto, sabemos que o que chamamos de luz é apenas um tipo de movimento, e a única luz presente é a sensação originada na mente, pelo movimento dessas ondas. Quando o número de vibrações aumenta, a luz muda de cor; cada mudança na cor é causada pelas vibrações mais curtas e mais rápidas; Portanto, mesmo se dissermos que uma rosa é vermelha, a grama é verde e o céu é azul, sabemos que essas cores só existem na nossa mente e que são sensações que nós provamos como resultado das vibrações de luz. Quando as vibrações caem abaixo de quatrocentos trilhões por segundo, elas não aparecem mais como luz, mas nós as experimentamos como sensação de calor.
A partir disso, podemos entender que a aparência, para nós, existe apenas na nossa consciência. Mesmo o tempo e espaço podem ser cancelados, uma vez que o tempo é apenas uma sensação de progressão, não havendo passado nem futuro, exceto como pensamento relacionado com o presente. Assim, sabemos então, que um princípio governa e controla tudo o que existe.

Nós só podemos obter o que damos e podemos dar apenas para aqueles que podem receber.
As leis em que vivemos, são projetados exclusivamente para o nosso benefício. Essas leis são imutáveis e não podemos escapar à sua ação. Todas as grandes forças eternas agem em silêncio solene, mas nós temos o poder de nos colocar em harmonia com elas e, desta forma, manifestar uma vida de paz e felicidade.

As dificuldades, desarmonia, obstáculos ... indicam que estamos recusando de renunciar aquilo que não precisamos mais, ou então, não estamos aceitando o que precisamos. O crescimento é conseguido através de uma troca do velho com o novo, do bom com o melhor; é uma condição de ação recíproca, para cada um de nós, é uma entidade completa de pensamento, e a plenitude torna possível para nós, receber apenas o que damos. Não podemos obter o que precisamos, se nos apegamos tenazmente ao que possuímos. É necessário que o copo esvazie um pouco para que possamos preenchê-lo.

A Mente é a base de todas as coisas
Nunca como agora a influência e o poder do pensamento têm recebido uma tão atenta e perspicaz investigação. Enquanto poucos profetas colheram o grande fato de que a mente é a substância universal, a base de todas as coisas, nunca antes esta verdade vital penetrou na consciência geral. Muitas mentes estão agora se esforçando para doar a esta maravilhosa verdade, uma articulação precisa.

A perspectiva a partir da qual se observa uma situação, determina a sua realidade.
Você pode determinar as circunstâncias, a fim de mudar a realidade e aprender a observá-la a partir de uma perspectiva diferente. No momento em que você muda a maneira de fazer o que sempre fez, no momento em que se deixa a habitual realidade de percepção ou realidade consensual, e se passa a observar por uma perspectiva diferente, a realidade muda instantaneamente. O desejo de se expandir, atrai freqüências de pensamento poderosas que permitirão a expansão. Assim, sempre que se aceita abertamente uma ideia que vai além de nossos parâmetros normais, a mesma ideia ativa uma outra parte do nosso cérebro para o uso apropriado. Cada vez que você executa esta operação, a ideia expansiva vai oferecer-se como um transmissor para ampliar nosso campo de crença, permitindo um maior raciocínio cósmico.

A ciência moderna tem-nos ensinado que a luz e o som são simplesmente diferentes intensidades de movimento, e isso pode levar a descobertas de forças dentro do homem que não podem ser concebidas até que se manifestem.
Uma nova era surgiu e agora, na presença de sua luz, o homem entrevê algo da vastidão do significado da vida, algo de sua grandiosidade. Dentro dessa vida existe o germe dos poderes infinitos. Pode-se ser convencido de que as possibilidades humanas de obtenção não podem ser medidas, essas linhas de confins para sua avançada são impensáveis. Erguendo-se à sua altura, ele descobre de poder conduzir a si mesmo um novo poder da energia infinita da qual ele faz parte.

A Matéria não existe.
"Tendo dedicado toda a minha vida para a ciência mais racional possível, o estudo da matéria, pelo menos posso dizer-lhes algo, a propósito das minhas pesquisas sobre o átomo: que a matéria, como tal, não existe! Toda a matéria só existe em virtude de uma força que faz vibrar as partículas e mantém este pequeno sistema solar do átomo. Podemos supor por baixo desta força, a existência de um Espírito Inteligente e consciente. Este Espírito é a razão para cada matéria." - Max Planck, no discurso que fez em Florença em 1944.

Das super cordas se chegou, finalmente, à energia de fundo, ao vácuo quântico.
"O universo não é feito por coisas, mas por redes de energia vibratória que emergem de algo ainda mais profundo e sutil" .Werner Heisenberg

"O que é esse" algo mais profundo e sutil "de onde tudo emerge? Os físicos quânticos e astrofísicos o chamam de "energia de fundo" ou "vácuo quântico", expressão inadequada porque diz o oposto do que a palavra "vazio" significa. O vazio representa a plenitude de todas as energias possíveis e das suas eventuais densificações de seres. Por esta razão é preferido hoje a expressão pregnant void - vácuo impregnado -, ou "fonte original de todo ser". Não é algo que possa ser representado nas categorias convencionais de espaço-tempo, porque é algo anterior a tudo o que existe, anterior ao espaço-tempo e às quatro energias fundamentais - gravitacional, eletromagnética, nuclear forte e nuclear fraca.

A energia é e está em tudo. Sem energia nada poderia existir. Como seres conscientes e espirituais, somos uma implementação de energia extremamente complexa, sutil e interativa.

O que é esta energia subjacente que se manifesta de muitas formas? Não há nenhuma teoria científica que a defina. Cada vez mais, precisamos da energia para definir a energia. Não é permitido escapar a esta redundância, já observada por Max Planck.

Esta energia é talvez a melhor metáfora do que significa Deus, cujos nomes variam, mas sempre apontando para a mesma energia subjacente. Já o Tao Te Ching (Livro de Tao e da virtude considerado como um dos picos do pensamento chinês Lao-tsé, NDT) dizia a mesma coisa sobre o Tao: "o Tao é um vazio turbinante, sempre em ação e inesgotável. É um abismo insondável, a origem de todas as coisas, e unifica o mundo".

A singularidade do ser humano é poder entrar em contato consciente com essa Energia. Ele pode invocá-la, aceitá-la e senti-la na forma de vida, irradiação e entusiasmo. "
Leonardo Boff
O poder do invisível - Capítulo II

Nessun commento: