ES2

domenica 10 febbraio 2013

Igreja em declínio - Habemus (novos) “escandalum” no Vaticano



Padre Gabriel Amorth, há 25 anos é exorcista-chefe do Vaticano. Recentemente declarou que Satanás está vivo e bem nutrido no coração do próprio Vaticano. De acordo com um livro de memórias, publicado recentemente na Itália, o padre Amorth afirma saber que existem seitas satânicas no Vaticano, até mesmo dentro do Colégio dos Cardeais. Há padres, monsenhores e também cardeais! Explica ao jornalista do Vaticano, Marco Tosatti, que escreveu "Memórias de um Exorcista", a partir da entrevista com o padre. Como era de se esperar, os comentários de um padre de 85 anos, foi motivo de risos para a mídia secular. Admitir a existência do diabo, ainda é algo ridículo e digno de zombaria por parte da maioria da imprensa mundana italiana. O padre espanhol José Fortea, correu em defesa do Vaticano: Os demônios em si mesmo não são exatamente fontes impecáveis: afinal, o Diabo atua camuffandosi. Entre aqueles que procuram ajuda para a possessão demoníaca há "inumeras pessoas" que alegam ser possessores de revelação divina, incluindo revelações sobre a infiltração de Satanás e dos maçons dentro da Igreja. Apesar disso, um curioso acidente parece ter vindo em socorro do Pe. Amorth. Depois de um mês da publicação das suas acusações chocantes, um dos porteiros da elite do Papa Bento XVI (formalmente conhecido como um "cavalheiro Papal") foi demitido de seu cargo no Vaticano, por estar envolvido em uma rede de prostituição gay, enquanto um corista da elite do Vaticano, que supostamente agia como um "cafetão", também foi sugado para dentro do escândalo sexual. Não, isso não é uma prova indireta de satanismo no seio da Santa Madre Igreja, mas vai fazer coçar a cabeça até mesmo  aos mais fervorosos. Uma rede de prostituição gay que parte do Vaticano? Sério? Bem, se podemos acreditar no que escreve o jornal italiano La República, parece que sim. Com interceptação telefônica e escambau!

Wikileaks está fora de moda - a tendência do momento é Vaticanleaks.
O escândalo que, em 2012, viu padres e bispos católicos, acusados ​​de abuso sexual, foi silenciado como segredo pontifício, pelo então cardeal Joseph Ratzinger, sob pena de excomunhão. Mas não serviu a muito pois tudo foi denunciado nos livros e no palco de teatro, para determinar uma tomada de consciência não alienígena do perdão, e apontam o dedo: O papa atual era diretamente responsável pela investigação de abuso sexual de menores, mas por mais de duas décadas, sua Santidade, deliberadamente os cobriu. É a afirmação chocante do autor Frank J. Avella. Foi, também, denunciada no livro do jornalista italiano Gianluigi Nuzzi "Sua Santidade", hoje considerada a "arma do crime", que desencadeou a reação iracunda do Vaticano e fez a mídia cunhar o termo Vaticanleaks.

Podia-se imaginar: O Culpado é  sempre o Mordomo
Quem era o espião que roubou os documentos secretos no apartamento do Papa? O próprio Papa pediu uma comissão de cardeais para investigar como os documentos listados no livro de Nuzzi se tornaram de domínio público. Da descrição dada por Nuzzi, poderia se pensar a agentes secretos da CIA, KGB, DGSE ou sabe-se lá qual outro serviço,  no entanto ... caracas! Era ele mesmo, como já tinha dito Aghata Christie cem anos atrás ... próprio o mordomo.
Como um thriller, foi encontrado em posse de Paulo Gabriel, documentos confidenciais que levou o mordomo para tras das grades. Gabriel, "ajudante de sala" da casa papal, é o corvo da Santa Sé, a ave da eterna discórdia do Vaticano, aquele  que, após ter roubado documentos secretíssimos, passou às mãos de Nuzzi. Assim, os documentos secretos em que o  livro é muito rico, mostram um dividido Vaticano, decididamente ao curare com grupos de poder que se combatem duramente e um Papa que parece quase ausente, quase submisso ao seu ministro super-poderoso. O conteúdo escandaloso, evidenciam casos de corrupção e má gestão nos assuntos internos da Santa Sé e divergências internas sobre se respeitar ou não as regras internacionais, relativas à lavagem de dinheiro sujo. Em 2001, quando ainda era cardeal, Ratzinger enviou uma carta a todos os bispos, ordenando que todos os crimes de abuso sexual de menores, deveriam se tornar objeto de segredo pontifício, e de não ser denunciado à polícia, sob pena de excomunhão.

E o Papa grita: "Vento sacode a casa de Deus"!
"E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha"! De fato. “Estava”. Agora está flutuando na lama... diga-se de passagem. Controvérsias com o mundo laico e com outras religiões, dilaceração sempre mais abundante no mundo católico... E o fluxo de peregrinos para o Vaticano que cai consideravelmente.
Bento XVI, está ganhando verdadeiros troféus no colapso dos consensos: Poderia ter sido o Obama da catolicidade, em vez disso, está demonstrando o Bush, resumiu, ruvidamente, o Süddeutsche Zeitung ou, como escreve o jornal Le Temps: um papa cortado fora da realidade. Hans Küng, no entanto,  afirma: é hora que Bento XVI se coloque à parte.
Mas o Vaticano não se conforma. A publicação de documentos reservatos, publicados na obra do jornalista Gianluigi Nuzzi "é uma obra do Diabo." O Vaticano define "criminosa", o vazamento. Violou o direito à privacidade do Papa e a batalha jurídica è servida.

Da Holanda, relatório choque: dezenas de milhares de crianças foram sexualmente abusadas
Segundo a comissão de inquérito independente, desde 1945, milhares de crianças sofreram violência. Na Holanda, há anos, o escândalo de pedofilia atravessa a Igreja Católica e uma investigação do governo registrou milhares de casos de abusos, dentro de instituições religiosas, muitos dos quais, foram parar no tribunal. Os bispos holandeses dizem de estarem "estupefatos" pelo abuso sexual de crianças, descritos no relatório final da Comissão de Inquérito, e afirmam que por muito tempo tem havido um comportamento de omissão, em relação a este fenômeno trágico. Do relatorio que encerra a investigação da Igreja sobre a pedofilia na Holanda, promovido pela Comissão de Inquérito Independente, criada em Haia, emerge que "dezenas de milhares de menores" foram abusados ​​sexualmente por clérigos da Igreja Católica holandesa entre 1945 e 2010.

E agora, o que se pode esperar de uma igreja em declínio e de um papa muito ausente, professoral, preocupado com a pureza da doutrina mas desatento à fé vivida nas lutas de todos os dias?

Revelações sensacionais de Kryon - Washington, DC - 10 de abril de 2005:
Darei um potencial: contra todas as probabilidades e milhares de anos de história, até mesmo os atributos espirituais das consideradas religiões do planeta, começarão a mudar e a moderar-se. Não precisa ir muito longe para perceber que alguns dos principais jogadores do planeta, com respeito ao que vocês chamam de religião organizada, estão tendo alguns problemas. Isto porque o que eles ensinam cheiram à modalidade da velha energia. Não se aplica à vida real, assim como vêem os jovens, e é por isso que os jovens não pensam em assumir papéis nas igrejas. Não vêem uma vida real em seus representantes. Suas doutrinas não soam mais como necessárias ou verdadeiras. As vêem como algo decadente, antigo. As religiões organizadas vão mudar. Algumas até deixarão as mitologias que ensinaram por milhares de anos. Começarão a se voltar para os temas fundamentais e descobrirão a verdade que vai novamente atrair os jovens. Serão apresentadas idéias sobre Deus que farão mais sentido para uma nova geração. As Organizações religiosas continuarão a existir, mas seu núcleo terá muito mais integridade do que já tiveram. Muitos de vocês não gostam de ouvir isto, mas esta é a verdade dos potenciais. Veja o que faz o novo Papa. "Kryon, não há nenhum novo Papa" Ah, é mesmo? Depende de quando vocês lerão esta mensagem; haverá um novo papa, observem  ele. Esta pessoa deverá fazer muitas mudanças importantes, se o sistema quiser continuar a ter a sua igreja ... e provavelmente irá querer. Quando ele se sentar na cadeira, haverá o potencial para uma importante mudança. Deve haver, para que possa manter o seu sistema.
Isto é o que está diante de vocês. Tem a ver com a reposição da integridade; uma limpeza profunda de tudo o que está na sua sociedade. O que vocês viram nas últimas três semanas (2005)? Quantos líderes foram depostos, devido ao que foi descoberto? Você notou? Há três outros líderes que tremem de medo enquanto estou falando. Vocês verão. Os próximos líderes deverão ser eleitos pela compaixão que terão para com aqueles ao seu redor e pelas boas idéias em benefício dos outros, não só porque são populares ou carismático. Vocês podem imaginar essa mudança? Esperem.

Chegará o Anti-papa ou o "Papa radical"
Estas informaçoes foram dadas imediatamente após a morte do Papa João Paulo II, e antes que o conclave de cardeais católicos escolhessem o novo papa.
Vou lhes dar duas possibilidades do que poderá acontecer nos próximos dias, porque o vosso futuro depende sempre do vosso livre arbitrio. Observando a energia do momento, aqui está o que vemos: 1) ou terão um papa Temporário, apenas por um curto período [em comparação ao antecessor], que levará a um papa radical, 2) ou irão diretamente ao papa radical. De uma forma ou de outra, com o tempo, chegará um homem que irá fazer coisas que abalarão o clero. Aguardem.
Deixem-me ilustar-lhes alguns dos potenciais do que o papa radical poderá se envolver: a religião que ele lidera, tem doutrinas que não "cabem" mais dentro do que a humanidade espera. Ele deve absolutamente, resolver este problema, porque de outra forma, as pessoas deixarão a igreja. Haverá alguns que poderão até mesmo chamá-lo de "o anti-papa". Por que irá contra a tradição, quando, lentamente começará um processo que vai honrar a Virgem Maria, mais do que tenha feito qualquer outro papa - honrando as mulheres na igreja, trazendo-as para posições mais altas .... até mesmo como padres. (Ou Madres?) Irá falar sobre o planejamento familiar, e iniciar alguns processos que, lentamente, as justificará aos olhos de Deus (isso vai levar um pouco de tempo), mas a mudança da doutrina de toda a organização, deverá vir por parte do homem que "se sentará na cadeira" (ex trono ). Devido a isso, ele estará correndo perigo e deverá ter proteção contínua. Então, falará sobre o que fazer com os padres que abusam de crianças. Esperem por isso. Mesmo se for um papa interino, ele irá preparar o palco para o papa radical nesta área. Porque isso está na aura energética daquilo que chamaremos de o potencial futuro deste grande evento. Os humanos na terra têm o livre arbitrio e poderá ir em qualquer direção, mas eu acabei de dar o potencial do que está aqui e agora.

O Segredo de Karol Wojtyla
Há algo que vocês não sabem de Karol. Na última década de sua vida, ele estava muito frustrado. Nos últimos dez anos, ele sofria - e não apenas por causa de sua saúde - ele estava angustiado sobre uma situação em que nenhum de vocês estava realmente ciente. Porque nos últimos dez anos, este homem queria fazer novas alterações, enquanto o tempo estava favorecendo, mas sabia que ele era muito velho. Karol não tinha energia para fazer as mudanças que realmente queria fazer - sobre a pobreza e sobre o papel das mulheres na sua organização - e aqueles que estavam ao seu lado, lutaram para manter as coisas como estavam. É tudo muito político, e um dia, talvez, esta informação virá à luz, e ouvirão falar daqueles que o influenciaram nos últimos dez anos e contribuiram para manter as coisas em águas tranquilas. Mas Karol, em seu coração, chorava pelas crianças estupradas pelos padres e queria fazer algo sobre isso e fazer a diferença. Ele acreditava que o seu Redentor queria que ele mudasse as coisas, mas ele foi incapaz de fazê-lo. Então, o que pode parecer inércia, na realidade era o sofrimento do Papa, porque não lhe permitiram fazer o que ele queria - por causa da falta de energia e daqueles em torno a ele que procuravam assegurar-se de que  nada fosse alterado.

Nessun commento: